BLOSTA defende crime de dano ao patrimônio no caso de “atentado” contra o Pixuleco

7
67

uploads-1440862247969-image

Na época das manifestações de 2013, um sujeito foi preso ao tentar incendiar um ônibus. Se defendeu dizendo que na verdade ele não estava incendiado o ônibus, mas fazendo “poesia concreta”. Este tipo de discurso não são manifestações de insanidade, mas um método utilizado para que alguém justifique crimes em nome de sua agenda política. Ou como é que você acha que os socialistas tentam se safar moralmente de seus 150 milhões de mortos no século XX? É pura técnica.

Assim, já fica mais fácil prever que a BLOSTA (no caso, o Diário do Centro do Mundo) iria lançar um post elogiando o crime de dano ao patrimônio alheio praticado ontem por uma miliciana da UJS Brasil (grupo pró-PT). O título do post de Paulo Nogueira é “A importância simbólica do gesto de Manu ao matar o Lula Inflado”. Vejam um trecho:

Que você faz diante de um boneco que para você simboliza o que há de pior – preconceito, ignorância, vulgaridade, calúnia e achincalhe? A líder estudantil Manu Thomazielli descobriu uma resposta simples e eficaz: fura. Manu, com a ousadia típica da juventude e de quem tem convicções, aplicou assim, com um furo, um contragolpe extraordinário nos extremistas de direita que estavam usando o boneco de Lula presidiário como um símbolo de sua campanha insolente contra a democracia. Manu, que milita na União da Juventude Socialista, a UJS, virou instantaneamente, na tarde de sexta, uma vagaba comunista para os direitistas e uma heroína para os progressistas.

Ou seja, para o blogueiro petista, vale tudo. Até cometer crime de dano ao patrimônio alheio. Depois, basta dizer que o crime em si é apenas um evento de “importância simbólica”. Não surpreende que tenham criado a maior arquitetura de corrupção da história do Brasil.

Daí sobram as táticas já manjadas de sempre: “Uh, vocês perderam”. Nogueira afirma: “Um furo e a festa acaba. Tudo indica, por isso, que o Pixuleco morreu ontem.”.

Será mesmo? Na verdade, nem o próprio Nogueira acredita em suas palavras. Basta ver como eles escrevem num determinado dia “o impeachment morreu” e no dia seguinte criticam os que lutam contra o impeachment. Como já disse antes, este discurso dizendo “(x) morreu politicamente” é uma técnica de propaganda, que eles lançam estrategicamente para: (a) motivar suas tropas, (b) convencer neutros, pelo herding effect, ou, melhor, efeito dominó, (c) desanimar opositores. Não caiam nesses truques, ok?

O amigo Paulo Eneas fez uma análise fantástica, que aqui compartilho:

Uma das armas mais eficientes da guerra política é a ridicularização do adversário. No caso da esquerda, a melhor maneira de ridicularizá-la é colocar um espelho em sua frente, mostrando o que ela realmente é: uma ideologia política assassina, responsável pelo genocídio de milhões de pessoas no mundo todo e que é acima tudo uma ideologia cognitivamente contraditória, amoral e corrupta. No caso do PT, a criação do personagem pixuleco representado pelo boneco do Lula Inflado, numa caracterização que não apenas ridiculariza como representa alegoricamente quem de fato é o aiatolá de sindicato líder supremo da organização, calou fundo no brio dos petistas.

A reação por parte dos petistas à ridicularização a que foram expostos foi igualmente ridícula. Durante a exibição do Pixuleco na capital paulista na tarde de sexta-feira, uma militante investiu contra o boneco com uma faca, desinflando-o, nesse que talvez tenha sido o ato político mais ridículo, histérico e tresloucado da história da esquerda mundial: atacar um boneco de plástico em nome da revolução! Por sua vez, o presidente do partido, Rui Falcão, afirmou que a “exibição do boneco como se fosse um ladrão faz parte de uma campanha de destruição da imagem do PT”. O ridículo dessa afirmação do presidente do PT demonstra a dificuldade que eles estão tendo em lidar com o espelho que lhes foi colocado na cara.

Em primeiro lugar não existe campanha de destruição da imagem do PT coisíssima alguma. O que existe é a percepção por parte de um número cada vez maior de brasileiros do que realmente é o PT. Um partido empenhando na subserviência do país ao Foro de São Paulo por meio do comprometimento de nossa dignidade e de nossa soberania nacional. Um partido comprometido com um projeto de poder permanente autoritário e antidemocrático e decidido a nos transformar numa ditadura socialista que irá trazer miséria e pobreza a toda população. Um partido que, para atingir esse objetivo, não se furtou nem se furta em usar da corrupção generalizada no aparelho de estado como método preferencial de se fazer política, e em fazer uso da mentira sistemática e do cinismo desavergonhado, no melhor estilo de Joseph Goebbels, na sua comunicação com a população, para enganar, mentir, iludir e ocultar a realidade. Essa é a síntese e o resumo do PT. O que Rui Falcão chama destruição da imagem do PT nada mais é do que a revelação de sua verdadeira face, hoje percebida e compreendida pela maioria dos brasileiros.

A militante tresloucada e histérica pode ter desinflado o pixuleco num acesso de fúria ensandecida típica da psicopatia dos revolucionários de esquerda. Mas o que ela fez foi só murchar um boneco, que será consertado. O que não vai murchar é a disposição dos brasileiros de bem em combater esse partido e seu projeto de poder corrupto e antidemocrático. E usaremos para esse combate todos os meios que a democracia, democracia essa que o PT tanto odeia e despreza, nos propicia. Inclusive o humor e a sátira, representados por um boneco inflado que se alguma petista histérica resolver murchar, a gente infla de novo.

Algumas dicas especiais: façam um cordão de isolamento, protegendo seu direito constitucional de protestar e o direito de reunião. Existindo um cordão de isolamento, o petista teria que atacar indivíduos para poder atingir o boneco. Eles não seriam burros de fazê-lo, mas, como medida de segurança, filmem tudo.

O negócio é este aí: quanto mais as milícias do PT agirem com seu tradicional fascismo, mais devemos ter em mente de que isso irá gerar capital político contra eles. Ontem, a extrema esquerda perdeu vários pontos com sua tática criminosa. Que continue assim.

O Pixuleco está muito bem. Já foi operado. E mais forte do que nunca. A saúde do Pixuleco hoje é tão forte quanto a disposição petista em nos transformar em um país totalitário, marxista e fascista.

Anúncios

7 COMMENTS

  1. Esse Paulo Nojeira é um ser A-S-Q-U-E-R-O-S-O. Ele já apelou para essa estratégia de decretar o fim do blog Implicante, quando daquela denúncia absurda de que o site seria financiado pelo Governo de São Paulo – sendo que a empresa da qual o Fernando Gouveia é sócio (não dono, ao contrário do que foi divulgado), fez contrato com uma agência subcontratada pelo governo por ter apresentado o menor preço de mercado. Como o Implicante é crítico do PT, eles ligaram os pontos, sem provas contundentes nem batom na cueca. Bem diferente de blogs sujos como o Diário do C** do Mundo, que, curiosamente, não fez o mesmo petralha disfarçado de jornalista corar de vergonha e cobrar moralidade dos outros ao ter publicidade da Prefeitura de São Paulo em seu site. Enfim, é duro lidar com psicopatas.

  2. Na Coréia do norte uma jovem morreu afogada em uma causa enchente para tentar salvar as imagens que e tinha do grande pai da nação o divino avô do atual ditador tarado. Qualquer semelhança não é mera coincidência…

  3. deviamos ter mais humor.
    lembro de algo que considero extraordinario e, por isso, admiravel.
    Michael Moore foi a convencao do partido Republicano.
    e chegou a ser anunciado.
    ninguem o recebeu com agressividade, embora o embate politico na America seja extremamente violento no discurso.
    no Brasil tal situacao eh impossivel, e fatalmente acabaria em violencia fisica.
    o boneco do Lula nao eh nada demais. eh uma forma de protesto. bastante pertinente, alias.
    a agressividade dos partidarios do PT eh um sintoma da perda de poder.
    a batalha cultural estah em seu auge e por mais que eu seja defensor de varias politicas de esquerda, sei muito bem que o intervencionismo e o populismo jah ultrapassaram as barreiras do bom senso.
    penso que eh fruto de um governo que jah durou mais do que deveria.
    eh preciso o equilibrio ideologico no poder.
    esquerda e direita podem e devem se complementar.
    os bons aspectos da direita e os bons aspectos da esquerda devem limitar os maus aspectos de tais espectros democraticos.
    no fundo sabemos que devemos ter equilibrio.
    nao podemos ser anarquistas ou anarcocapitalistas, mas tb nao podemos ser totalitarios.
    o PT jah era.
    o partido deve encolher ateh voltar a figurar entre os pequenos. veremos isso nas proximas eleicoes.
    nao vamos ter prefeitos petistas eleitos em grandes cidades.
    espero a criacao de um partido de direita, livre dos entraves da direita religiosa.
    acredito que entraremos em um ciclo liberal nos proximos anos.
    esse ciclo deve durar ateh que a direita erre o suficiente para que a esquerda possa se aproveitar de tais erros e renascer mais uma vez.
    o ideal eh que esse ciclo sempre se renove.

  4. Sem querer o petista e blosta Paulo Nogueira definiu bem a figura do Lula Inflado que representa o Lula Molusco em pessoa: “simboliza o que há de pior – preconceito, ignorância, vulgaridade, calúnia e achincalhe”. “Matar” uma figura iconica da currupcao petista nao a elimina do cenario mas a fortalece. A Manu Mortadela nao “matou” uma pessoa e sim reforcou o simbologismo anti PT e INFLOU ainda mais o espirito de NOJO ao partido-quadrila dos Trabalhadores e ajudou a criar um simbolo muito mais forte e poderoso: Lula Inflado e a personificacao da figura mais vil, rasteira e dissimulada que passou pelo pais: o Lula em pessoa.

Deixe uma resposta