Cunha é taxativo: “Não passa pela minha cabeça nenhuma pauta de afronta à liberdade de expressão”

8
82

eduardo-cunha1

O ceticismo às vezes falha. Comi mosca e deixei passar batido a menção a Eduardo Cunha no projeto de censura na Internet para beneficiar políticos em post de alguns minutos atrás. De qualquer modo, aproveito a oportunidade para pedir desculpas a Cunha, pois o Congresso em Foco aparentemente inventou que ele apoiava o projeto. E eu fui na onda. Matéria do UOL a respeito mostra que as coisas não são bem assim:

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), usou sua conta no Twitter para se posicionar contra um suposto projeto de lei que prevê a punição de pessoas que criam páginas ofensivas e difamatórias contra parlamentares na internet. “Não passa pela minha cabeça nenhuma pauta de afronta à liberdade de expressão”, escreveu Cunha. “Isso é o absurdo dos absurdos. Todos conhecem minha posição a favor da liberdade de expressão”.

Os posts do presidente da Câmara fazem referência a uma matéria do site “Congresso em Foco” que afirma que o procurador parlamentar, deputado Cláudio Cajado (DEM-BA), pretende apresentar em setembro um projeto de lei para acelerar a identificação e a punição de quem falar mal de políticos na Internet, além de responsabilizar criminalmente os provedores, portais e redes sociais que hospedam esses sites. De acordo com a matéria, a proposta possui o aval de Cunha.

“Colocam as suposições como se fossem fatos e ainda tem gente que acredita e fica me cobrando. É um absurdo”, afirmou Cunha, no Twitter. “Como sempre falei, não posso impedir que projetos sejam apresentados. Os deputados têm a prerrogativa, daí a concordar é outra coisa”.

Cunha, que participou em viagem oficial de evento nas Nações Unidas (ONU) na sexta-feira (28), passa o fim de semana livre em Nova York.

Sendo assim, ponto para Cunha. E ponto negativo para os que seguem apoiando o projeto. Censura na Internet é meu ovo!

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Cunha pode não estar envolvido, mas após o Marco Civil da Internet – aquele projeto destinado a aumentar a “liberdade” de expressão na internet – muitas coisa assim vão surgir com o tempo.

  2. Por quê só políticos. Vamos proibir falar mal de qualquer pessoa ou qualquer categoria profissional e passemos a postar apenas fotos de ursinhos carinhosos na internet. Por um mundo melhor! Bleargh!

  3. é a guerra da informação. Desinformação no caso. Os esquerdistas e sua mídia adestrada querendo queimar o filme, e desconstruir seus inimigos. muito cuidado nessa hora.

  4. Interessante é a reação e perspectiva do nosso lado. Se isso estivesse acontecendo com algum deles, seja de maneira acidental ou intencional, a coisa seria levada a outra instancia. Vide o caso recente Danilo Gentili!

Deixe uma resposta