BLOSTA entrega a estratégia gramsciana para tentar barrar impeachment. Ué, mas não era teoria da conspiração?

16
142

Mideast-Fleeing-Syria_Horo1

Saul Alinsky já dizia: “poder não é o que você tem, mas o que o seu adversário pensa que você tem”. Na verdade, fazer o oponente temer “forças horríveis” que se abaterão sobre ele, em caso de conquista territorial, sempre é uma artimanha não somente na guerra política, mas em qualquer tipo de guerra. Quem não se lembra das ameaças de Saddam Hussein vangloriando-se antecipadamente que a Guerra do Kuwait seria um “novo Vietnã”? Esse tipo de fanfarronice sempre acontecerá em todas as guerras.

O truque da vez utilizado pelos petistas é tentar nos fazer acreditar que a extrema esquerda tem mais poder do que realmente tem. Com isso, entraríamos em apuros em caso de impeachment de Dilma. Antes, é bom que se diga que é fato que as milícias do PT e suas linhas auxiliares vão atrapalhar,  o que é bem diferente de reconhecermos que o poder deles é tão inexorável que não vale a pena nem invadir o território oponente, ou melhor, apear o PT do poder.

Miguel do Rosário, no blog Cafezinho, diz que os seguintes pontos (são oito, no total) trariam uma vitória de Pirro aos opositores do PT:

1) O principal partido na Câmara, o PT, e que ainda é o partido com maior número de militantes orgânicos do país;

Principal partido na Câmara que, em um presidencialismo de coalizão, ficaria isolado. Portanto, isto não é um problema. Ao contrário: com o PT fora do poder de distribuição de cargos, estes 70 deputados petistas não significariam nada. E ainda perderiam o poder de atrapalhar as investigações da PF.

2) A UNE. Seria tolice subestimar a UNE, hoje muito mais organizada do que em qualquer outra época.

Ninguém subestima a UNE. Sabemos que é um instrumento do PT. Ao mesmo tempo, se o PT não puder direcionar suas verbas para esta organização, ela se complica. Basta para nós começarmos a desconstruir tudo que a UNE faz, desmoralizando as ações de seus representantes e levando à rejeição social de pessoas ligadas ao grupo. Mas foi bom avisar, Miguel, pois a UNE é um problema a ser tratado.

3) Todas as grandes centrais sindicais, ou ao menos, aquelas com atuação política mais experiente e orgânica. Só a Força Sindical, e mesmo assim, dividida, apoiaria um governo pós-impeachment.

É mais um motivo para revermos a questão do imposto sindical, pois verba estatal não deve ser usada para beneficiar instrumentos de um partido específico. Novamente, agradecemos a Miguel do Rosário pelo fato de confessar o aparelhamento sindical. Em guerras tradicionais, precisaríamos de espiões para obter tais informações. Aqui Miguel entregou tudo de graça.

4) A intelectualidade de esquerda, hegemônica em todas as universidades.

E aqui vai pelo ralo todo o discurso da extrema esquerda dizendo que “não há hegemonia da extrema esquerda nas áreas de humanas”. Sim, há. Mas já estamos lutando exatamente contra isso. E com o PT no poder, o trabalho dos aparelhadores de universidades tem ficado mais fácil. Logo, são os instrumentos do PT nas universidades que precisam se preocupar se o PT sair do poder. Não o contrário. Mas ainda assim estaremos lutando na desconstrução contínua dessa gente que destruiu nossas universidades.

5) Os movimentos de ultra-esquerda, capilarizados nas universidades, que tem feito oposição ao PT, mas que seriam muito mais agressivos num governo pós-impeachment.

E mais uma vez Miguel faz o serviço para este blog, que sempre demonstrou que o PT era um partido de extrema esquerda. Aqui ele simplesmente confirma tudo que venho afirmando: as “oposições” feitas pelos partidos da extrema esquerda ao PT são apenas fachada. Oposição mesmo eles fariam contra opositores do PT. O PT é evidentemente um partido de extrema esquerda. O importante aqui é desmascarar todos os truques desta gente, em todas as questões.

6) O PSOL, partido de oposição ao governo, mas que exerceria uma oposição muito mais orgânica num governo pós-impeachment.

Faltou ele citar o PCdoB, que é até mais eficiente que o PSOL. Ambos dão no mesmo. O problema é que, com o PT fora do poder, não ia ficar tão fácil para Jandira Feghali forçar o SBT a demitir Rachel Sheherazade, ou mesmo mandar a Polícia do Congresso agredir manifestantes fingindo que eles disseram “vagabunda” ao invés de “vai para Cuba”. Em suma, partidos como PSOL e PCdoB funcionam muito melhor quando aparelhados por donos do poder.

7) A imprensa progressista.

A imprensa está perdendo cada vez mais poder após  o advento da Internet. Com o PT fora do Executivo, as táticas tentadas para controlar a Internet irão pelo saco. Ademais, a tal “imprensa progressista” de que Miguel fala seriam os blogs bolivarianos, que talvez perdessem boa parte da verba estatal de anúncios desproporcionais. Teriam que competir com os outros meios por verbas de anúncios. Eis uma das maiores vantagens competitivas do PT, que iria para o saco. Observe que até o momento só temos a ganhar com a saída da ditadura petista.

Novamente, Miguel tem minha gratidão por ter mostrado que eu estava certo ao apontar a mídia bolivariana de submundo como um dos pontos estratégicos do PT. Quem sabe agora a direita presta mais atenção a este problema.

8) A opinião pública progressista.

Este item foi adicionado apenas a título de piada. Simplesmente não é possível que, com 7% de popularidade, ele venha falar em uma “opinião pública” que se enfureceria com a saída de Dilma. Pura fanfarronice.

Em resumo, o que podemos abstrair destes oito pontos levantados por Miguel? Que o PT está frito se fizermos as coisas com mediano grau de organização. Depois da queda do partido, é importante desconstruir, de várias formas (inclusive colocando durex nas tetas estatais), organizações como UNE, BLOSTA, sindicatos aparelhados, além de desconstruir, dia após dia, a doutrinação marxista nas escolas.

No fim das contas, Miguel do Rosário confessou aquilo que muitos de seus pares chama de “teoria da conspiração da direita”. Ele depende dos resultados da estratégia gramsciana para dar continuidade ao projeto socialista de poder totalitário. Nós dependemos de uma estratégia contra-gramsciana para nos livrarmos do totalitarismo.

Anúncios

16 COMMENTS

  1. Realmente, a melhor maneira de desmascarar a bandidagem esquerdista é dar um microfone ou uma folha de papel em branco a eles.
    Quer dizer então que se a presidente for legitimamente apeada do cargo como prevê a CONSTITUIÇÃO FEDERAL, todos os bandidinhos em maior ou menor grau de apropriação indébita do dinheiro público vão tornar nossa vida um inferno na marra mesmo, como é do seu feitio?
    .
    Bom saber.
    Bom, eu já sabia.
    A luta promete ser boa, e não pretendo fugir dela, não.

  2. Fora de tópico, adoraria que você comentasse a crônica de Martha Medeiros hoje 13/09 na revista dominical do O Globo. Mandei um email para ela, na maior educação, criticando suas loas ao coitadismo tupiniquim e ainda por cima botando azeitona na empada de nada menos que Gregório Duvivier e Regina Casé! dê uma lida, se tiver tempo. A coisa é simpatiquinha, disfarçada, mas lá estão a generalização ricos/canalhas opressores disfarçados versus pobres/gente fina/corretos/abnegados/altruístas e, sobretudo, e como sempre, as vítimas.
    Ah, a desigualdade! Sempre ela!

      • zconrado, li essa matéria na revista de papel mesmo. Hoje, para minha surpresa, recebi um email da própria, agradecendo pelo comentário, na maior educação. Espero ter marcado um ponto e feito surgir ao menos uma pulguinha atrás da sua talentosa orelha. Sou fã das crônicas dela. Acho que no Globo online vc consegue ver. É na revista dominical de O Globo, 13/09. Martha Medeiros. Abs!

  3. A MENTIRA:

    BOLSA FAMÍLIA RETIRA BRASILEIROS DA MISÉRIA

    Dilma refutou a avaliação de que o programa possa ser caracterizado como “esmola”, afirmando que é uma “tecnologia social de transferência de renda” ao assegurar poder de compra, de decisão e, portanto, livre arbítrio a seus beneficiários. “Ele gera liberdade de escolha, de cidadania, a consideração e a instituição de quem recebe como cidadão brasileiro”, disse. “O Bolsa Família é um programa emancipador, transfere poder”, acrescentou.

    http://www.valor.com.br/politica/3322120/bolsa-familia-retirou-36-milhoes-de-pessoas-da-miseria-afirma-dilma

    A VERDADE:

    FAMÍLIA DA PARAÍBA, QUE RECEBE O BENEFÍCIO DO GOVERNO FEDERAL, CAÇAVA RATOS PARA COMER

    Uma família carente da cidade de Alagoa Grande foi alvo de comoção por mostrar seu drama nesta sexta-feira (03). O líder da família se matou por não aguentar as cobranças de dívidas que tinha por motivo de compra de alimentos. Agora que ele morreu, Arlinda Bento Tomáz, de 32 anos,, mãe de sete filhos passa uma necessidade ainda maior. Sozinha para cuidar dos filhos, viu dentre os pequenos uma solução para aliviar a fome de todos, caçar ratos para comer.

    A falta não é apenas de comida, mas de água, esgotamento sanitário, moradia digna e expectativa de vida. Segundo a matriarca, a renda é vinda do BOLSA FAMÍLIA no valor de R$ 240 reais.

    http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20150703130321&cat=paraiba&keys=-pleno-seculo-xxi-familia-se-alimenta-ratos-matar-fome

    Vejam o vídeo:

    https://www.facebook.com/TVClubeParaiba/videos/968751816498175/

      • É verdade, mas entre o estado dar os serviços e produtos (não que consiga nem isso, hahaha), e só repassar o dinheiro, a segunda alternativa é menos prejudicial. Quem recebe em dinheiro se vira pra fazer o uso mais adequado desse recurso. Sempre vão ter uns idiotas comprando calça de 300 reais para a filhinha, mas é melhor aguentar isso do que ver o estado queimando esse dinheiro em serviços públicos de merda. O Eduardo Suplicy (blargh) tem aquela idéia do renda mínima, e outro dia o Joel Pinheiro disse que é uma medida extremamente liberal. Pior que é verdade, porque substituiria as outras medidas assistencialistas. Entre o estado que pega dinheiro e simplesmente repassa, e o estado que diz que vai gastar tudo em um monte de empresas públicas, escolas e hospitais quebrados, e que usa isso como desculpa pra desviar, prefiro o primeiro. É um mal muito menor.

  4. ridiculo.
    eu mesmo, autodefinido como de centro, penso ser um exagero desmedido tentar criar um fatalismo sobre uma situacao pos impeachment.
    o impeachment eh um momento de auge da crise politica, depois disso as coisas tendem a se acalmar.
    MST, UNE e PT nao tem a menor forca para barrar tal processo fora das condicoes democraticas.
    oposicao no pos impeachment eh algo natural. qualquer governo precisa ter uma oposicao para que se crie equilibrio.
    quando o equilibrio eh perdido, ai ocorrem as crises e, com as crises, as mudancas no status quo.
    sem revolucoes, ateh pq revolucoes soh ocorrem quando nao ha mais sustentacao a todo um sistema, nao um governo.
    a esquerda ainda eh grande, claro, a direita organizada ainda pequena.
    mas eh questao de tempo.
    o esquerdismo se esgotou como formula da salvacao, pelo menos ateh o proximo ciclo.
    eu apostaria que vamos viver uns tempos sob o dominio da direita na politica.
    espero que seja um bom periodo.
    eu acredito no equilibrio das forcas.

  5. E o PT como grande partido….. tá no noticiário de hoje a saída de senadores e deputados e filiados do partido. Está se tornando um peso e uma vergonha se manter no PT, e até Lula tem se afastado do governo. Se oeste governo não cair pela chacoalhada do impedimento cai de podre!

  6. Gostaria de questionar o autor so bre o foro de Sao Paulo que foi ignorado no texto acima . O Foro de Sao Paulo apoiado por George Soros e’ a maior forca nao so’ por tras do PT mas tambem do PSDB que tambem e’ socialaista !!! Ja’ existem denuncias envolvendo membros importantes do PSDB na Lava Jato .Um simples impeachment nao vai solucionar o problema pois seria como matar um ratinho em uma ninhada e deixar os outros .O Impeachment nao deu em nada para o color e nao dara’ para o PT .Este e outros partidos comunistas como um todo devem ser extinguidos. O plano de dominio do Foro de Sao Paulo e da implantacao de um sistema comunista so’ pode ser desarticulado pelas forcas armadas e a dissolvicao do congresso seguida de novas eleicoes onde so’ membros com ” Ficha Limpa ” podem participar .Isso nao e’ uma solucao definitiva mas um otimo comeco . A solucao definitiva depende do sistema educacional que foi completamente destruido pelo PSDB e pelo PT juntamente com leis pesadas contra corrupcao com penas acima de 50 anos como em alguns paises . Mas isso so’ sera’ possivel depois de uma limpeza no congresso pois os que ai estao nao farao leis contra si proprio . Nao existe mais democracia e seria uma ingenuidade pensar ou dizer o contrario .E’ um absurdo congressistas permitirem o roubo de trilhoes dos cofres publicos ! TRILHOES !!!! Isso nao existe ! Vivo na America e digo , isso nao existe e nao acontece sem o apoio dos parlamentares ! A corrupcao e’ um cancer e para ser curado deve ser removido POR COMPLETO !!!!!

  7. Vocês tem reparado na revista Superinteressante ? Estava na banca de revista e vi a capa dessa semana “Extremismo Evangélico”. Comecei a ler…
    Bom, entre outras fraudes intelectuais cometidas pela matéria estão: “vejam como os fundamentalistas ameaçam as liberdades individuais” e uma comparação entre os terroristas da Al Qaeda que mataram mais de 3 mil pessoas no 11/9 e o “extremismo evangélico”. Mas bota cinismo nisso!!
    Mas, como quase tudo tem explicação, é só ver que é o editor da revista, um tal de Denis Burgierman, que pelo que pude apurar, assume todas as pautas esquerdistas, além de ser, dilmista e hadadista conforme post do seu FB. E sabendo que o Eduardo Cunha é evangélico, nada mais importante do que atacar um inimigo, não é mesmo ?
    Coincidência ou não, o tal Denis é um sósia do Leon Trotsky.
    http://reaconaria.org/colunas/dacia/o-que-o-grupo-abril-tem-contra-evangelicos/

  8. Jornalistas pagos pelo governo comunista bolivariano: Paulo Nogueira, Kiko Nogueira, Paulo H. Amorim, Paulo Moreira Leite, Leonardo Sakamoto, Cynara Menezes, Mino Carta, Leonardo Attuch e muitos outros do Foro de SP.

  9. Excelentes os posts, notadamente os que acrescentam mais valores de reflexão objetivando a consolidação opositora ao totalitarismo, a exemplo do excelente comentário ao do Rodrigo Constantino, em que deliberadamente aniquilaram a economia sem a prévia censura à imprensa.
    Agradeçamos ao maior dos crápulas, o “jegue blindado”, por impor aos estúpidos a criatura que o destruirá.

Deixe uma resposta