Mandando a real sobre a questão dos “refugiados” sírios

37
165

sirios_refugiados

O vídeo que veremos a seguir é excelente ao tratar a questão da imigração islâmica no Ocidente, lembrando de vários pontos que, como já disse antes, podem ser utilizados para capitalização política contra a esquerda no futuro. Com seu comportamento atual, a esquerda está se responsabilizando por atentados terroristas, por mulheres europeias queimadas com ácido, além de vários outros retrocessos civilizacionais. Mas, como em tudo que se faz na política, basta lembrarmos que tudo se originou da escolha de indivíduos esquerdistas.

O que é capitalizar? Vamos a um exemplo. Imagine que uma jovem alemã seja queimada por ácido por usar minissaia. Ou que um casal de lésbicas seja espancado nas ruas por fundamentalistas. Quando eventos como estes ocorrerem, basta apontar o dedo na direção dos esquerdistas e dizer: “Isto é culpa sua! Foi você que escolheu que fosse assim! Foi você que chorou lágrimas de crocodilo para permitir imigração sem controles!”. E assim, sucessivamente, eleve o nível de shaming ao absoluto. Tudo dentro da civilidade, evidentemente. Não vá fazer igual a um tal de Igor que disse, durante comitiva de Dilma nos Estados Unidos, que “comunista tem mais é que morrer”. Isso é imbecilidade. Shaming de verdade usa rótulos fortes, mas não xingamentos infantis, muito menos ameaças que permitam a capitalização de seu adversário. Ao contrário: o shaming bem feito contém termos que seu oponente tem até vergonha de contar aos outros que ouviu.

Se criarmos uma cultura onde a cobrança de preço pelas escolhas esquerdistas (especialmente neste momento) se torne um padrão, teremos ótimos resultados, apesar de que, infelizmente, muitas pessoas inevitavelmente sofrerão antes disso. Mas sempre será preciso lembrar: este sofrimento foi uma escolha esquerdista.

Por outro lado, é bom ressaltar que lá pelas tantas o sujeito do vídeo aponta como “solução” a alternativa de Ron Paul, a qual defende que a culpa é dos Estados Unidos por “interferir em assuntos sírios”. Esse é o mesmo tipo de gente que entra em surto histérico quando lembramos que a Rússia matou quase 1 milhão de afegãos nos anos 80. Ou seja, para Ron Paul, só existe um problema quando os Estados Unidos invadem um país islâmico, mas quando o mesmo ocorre via Rússia, a informação é editada. É claro que isso é influência de doutrinação marxista (a la Noam Chomsky) levando a uma espécie de direitismo bizarro, incapaz de ter uma visão holística da situação.

Se desconsiderarmos esse discurso infantil (que só aparece depois dos 5 minutos do vídeo), o restante vale a pena:

Em tempo: uma invasão da Síria é uma alternativa para a resolução do problema. Mas é para entrar e resolver o problema, ao invés de fazer o serviço pela metade, como Barack Obama sempre gosta de fazer, exatamente para criar os problemas para fingir solucioná-los depois. Exemplo: deixar que grupos terroristas tomem conta de um país, o que aumenta a crise de refugiados, e permite, então, que um esquerdista apareça dizendo “oh, temos que receber todos os refugiados” ao invés de destruir os terroristas.

Anúncios

37 COMMENTS

  1. Mas é exatamente isso que Obama vai fazer Lucianos, criar mais caos pra capitalizar depois. Lembrando que Barack Obama é uma mistura de Saul alinsky com Marx.

    E sobre essa questão de humilhar politicos corruptos em publico eu acho extremamente importante.

  2. ‘Esse é o mesmo tipo de gente que entra em surto histérico quando lembramos que a Rússia matou quase 1 milhão de afegãos nos anos 80. ‘

    Não, não é.Esse é o mesmo tipo de gente que condena os crimes tanto da Rússia quanto da China
    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=94

    E mesmo que fosse, essa sua afirmação é um ad hominem e não vale nada, no máximo serve pra enrolar gente burra.
    Ron Paul é o único que presta na direita gringa, o resto está comprometido até a alma com os grupos que financiam o governo inchado deles e que lucram com militarismo e guerras, e é por isso que a direita neocon, da qual vc faz parte, não gosta dele.
    Gente como os putos da blackwater, uma ‘empresa’ criada por ex militares que vive de mamar nas tetas do governo.Os Eike Batista de lá.
    Militarismo, imperialismo, beneficiar uns amigos do rei, nada disso tem a ver com liberdade, capitalismo ou livre comércio. Esperneie o quanto quiser, não publique esse comentário se quiser, mas mais cedo ou mais tarde todo mundo descobre a verdade.

      • Libertários sempre entram em surto na questão de segurança nacional. Me defino como ‘liberal’ ao invés de libertário (pois estes costumam ser muito radicais, como Ron Paul) e como tal sou a favor do livre comércio, das liberdades individuais e do respeito, mas negligenciar a defesa de um país é uma falta de senso político tremendo, assim como defender a irrestrita imigração (coisa comum entre os libertários utópicos e anarcocapitalistas). Imagine só se surgisse um Liberland na era de expansão romana e que atraísse pessoas por respeito aos direitos humanos, pelo seu desenvolvimento tecnológico, pelo livre comércio, pela falta de crimes, pelo respeito individual, pela livre circulação de pessoas etc. Mas não houvesse defesa estruturada, pois isso seria um gasto enorme público, pacto de não agressão, precisamos reduzir o Estado etc. Quantos dias passariam até as águias romanas terem escravizado todas as pessoas e saqueado todas as riquezas? E com a livre circulação, seria ainda mais fácil penetrar espiões.

        Claro que há evidentes excessos em determinadas políticas americanas (uma coisa é combater terroristas, outra é financiar outros terroristas para combater terroristas, e para esse último ainda por cima traficar drogas). Uma coisa seria derrubar Al Assad, um genocida; outra é derrubar um presidente estrangeiro por que ele se recusou a baixar impostos sobre produtos que você compra.
        Alguns libertários tem uma falta de tato com a realidade política.

        A estratégia proposta pelo LH é boa. Veja aqui uma proposta antiga de um liberal europeu um pouco parecida:
        http://www.alde.eu/press/press-and-release-news/press-release/article/guy-verhofstadt-eu-needs-united-position-on-syria-41948/

        Também recomendaria uma ação humanitária (filantrópica ou estatal concorrentemente, preferencialmente) para reestruturar o país pelo menos em seu mínimo e essa imigração em massa não se tornar necessária, o que pouparia muitas vidas inocentes tanto pelo fim da guerra quanto por não precisarem fazer as perigosas rotas de imigração. Se as pessoas de lá não sofressem com os efeitos da guerra, se tornaria mais claro quem está refugindo da guerra (refugiados) de quem simplesmente quer morar num lugar melhor.

      • Além da proposta já citada de Verhofstadt, também há essa aqui dos liberais europeus, especificamente sobre a imigração em massa, e com a qual concordo parcialmente:

        The European Liberals and Democrats want to overhaul the Dublin regulation by a system based on five pillars:

        1) Take away the need for refugees to pay human smugglers to undertake the dangerous journey to Europe by creating safe havens in and around conflict areas in combination with safe and legal routes into the EU. Refugees should have the possibility to apply for humanitarian visas in these facilities. Europe should invest in protection, decent conditions and education in these centres.
        2) The temporary protection directive should be applied immediately for all the refugees who have already arrived in Europe.
        3) Save the Schengen-area by strengthening the external borders of the European Union by massively upgrading Frontex.
        4) A permanent responsibility sharing mechanism in which every country in the European Union hosts a fair share of refugees.
        5) A European blue card to accommodate people who would like to come to Europe to find a job. They should be able to apply for a blue card like in Canada, the US and Australia.

        http://www.alde.eu/nc/press/press-and-release-news/press-release/article/enough-is-enough-tusk-must-organise-a-european-summit-guy-verhofstadt-45722/

        Criando os campos de ajuda humanitária, como citado, permite que se separe os verdadeiros refugiados sírios daqueles que simplesmente querem uma vida melhor antes mesmo que entrem na Europa.
        Me preocupo principalmente com os itens 4 e 5 quanto a aplicação deles. Qualquer um poderá ganhar esse blue card para ir trabalhar na Europa ou só refugiados sírios? Como seria feita essa divisão entre imigrantes? A gigantesca Alemanha acolheria o mesmo tanto que a pequena Áustria? Os países que não concordam serão obrigados a arcar com os custos de a Alemanha querer mais imigrantes? Dentre outros detalhes. Mas já é um começo.

    • “E mesmo que fosse, essa sua afirmação é um ad hominem e não vale nada, no máximo serve pra enrolar gente burra”

      EUAHUSHAUSH. Claro. Você contra argumenta um ad hominem chamando os outros de… ‘gente burra’. Santa hipocrisia!

    • Comunistas da velha guarda adoram libertários que raciocinam como você, Slaine.

      Você é tão usado como um idiota-útil pelos estrategistas do Kremlin igual evangélicos que apoiam partidos populistas porque Jesus falou para ajudar os pobres.

      Obama é espertíssimo. Tudo está indo conforme o plano do camarada Obama.

  3. ‘Em tempo: uma invasão da Síria é uma alternativa para a resolução do problema. ‘

    Ah tá, então deixa eu recaptular…como é mesmo?Não vamos falar que a democracia é uma grande bosta porque isso queima seu filme com a esquerda. Mas… surprise surprise, defender a invasão de outros países TAMBÉM queima só que isso daí pode!
    Sua agenda fica cada dia mais clara.

      • Estados Unidos e seus capachos armaram os terroristas pra que eles derrubassem um governo que não era conveniente pros interesses americanos, e depois da desgraça feita a solução deles é invadir tudo, destruir o pouco que sobrou pra no final…botar no poder um governo que seja capacho deles.

      • Conseguindo ou não, fica clara a intenção do cara que deu.E isso não é ‘de esquerda’, você chama ‘de esquerda’ tudo que é contra os interesses dos EUA, mesmo quando é os EUA jogando contra a liberdade e pasmem, ajudando os mesmos terroristas que eles dizem combater.

      • Slaine,

        Deixa eu entender. Se as armas vem dos EUA, a intenção é criar o Estado Islâmico. Mas se vem de outro lugar, a intenção NÃO É criar o Estado Islâmico?

        rs.

        Alias, não era um libertário? Se é um libertário, então tanto faz quem vende arma para os outros. Basta o pessoal do EL seguir o PNA, não?

        Ihh…..

        Abs,

        LH

      • Vc entendeu perfeitamente, se faz de sonso porque quer. A intenção não era criar nada mas era desestabilizar um governo que não era conveniente pros interesses dos EUA, (leia-se o estado uma gangue de parasitas e as empresas dos amigos da gangue) coisa que eles fazem pelo mundo todo há décadas.A ascenção do estado islâmico foi uma consequência disso, e mais uma prova de que o Ron Paul está certo e é a interferência americana sim UM dos fatores que cria o terrorismo que eles tem que combater depois.A invasão do Iraque foi a mesma coisa,(inclusive enquanto o Saddan era um capacho e fazia o que os EUA queriam, ninguém da ‘direita’ queria derrubar ele mas enfim) pro bem ou pro mal era ele quem controlava aquelas gangues de malucos, os EUA foram se meter e agora o resultado está aí: as facções se matando, o povo se fodendo sem chance de resolver nada.

        ‘Se é um libertário, então tanto faz quem vende arma para os outros. Basta o pessoal do EL seguir o PNA, não?’

        Cara, esse é um comentário digno da inteligênica de um psolista. Até a direita mais acéfala tipo bolsonaro não concordaria com isso.Sim tem que vender arma pra todo mundo mesmo, Tem que vender armas e acabar com o marxismo cultural pra ver se o homem ocidental cria vergonha na cara e volta a ser homem, um lugar com um povo armado inteligente e RICO se o ISIS for se meter a besta lá ele vira pó.Inclusive é exatamente isso que acontece nos estados americanos onde mais as pessoas andam armadas, é onde a criminalidade é menor.Mas não meu chapa,o que vc quer é que o povo dependa do estado pra sua proteção, ESSE é o seu ideal, o que mostra como é balela aquela conversa de ‘não sou libertário pq libertário cria um mundo ideal e não sabe como chegar lá’…bullshit.O SEU ideal não tem nada a ver com liberdade, tem a ver com depender do estado pra um monte de coisas, inclusive pra defesa.

      • Bem, se os Estados Unidos atacaram os países islâmicos, eles também não seguiam o PNA. Ademais, o problema então não é que os EUA entraram, mas que saíram antes de resolver o problema.
        Tem que vender armas e acabar com o marxismo cultural pra ver se o homem ocidental cria vergonha na cara e volta a ser homem, um lugar com um povo armado inteligente e RICO se o ISIS for se meter a besta lá ele vira pó.Inclusive é exatamente isso que acontece nos estados americanos onde mais as pessoas andam armadas, é onde a criminalidade é menor.Mas não meu chapa,o que vc quer é que o povo dependa do estado pra sua proteção,
        Você está pirado.
        Eu acho que cada indivíduo deve andar armado caso queira. Você está fantasiando.
        No geral., é claro que meu ideal tem muito mais a ver com liberdade do que o teu. Eu defendo ações práticas para conquistarmos mais liberdade perante o estado. Você parte para a birrinha, fica no 8 ou 80 e não ajuda em nada em causas pela liberdade.
        Mas enfim, eu defendo que o estado não oprima seus próprios cidadãos. E se defenda de ameaças externas. Simples.
        P.S.: Em tempo, os EUA não são os responsáveis pelo terrorismo atual. São os próprios terroristas.

      • Cara, AGORA vc diz que todo mundo tem que andar armado, mas no post antigo como era mesmo? ‘Alias, não era um libertário? Se é um libertário, então tanto faz quem vende arma para os outros. ‘ Então a conclusão é lógica, no fundo vc quer que ALGUÉM controle quem pode vender o quê pros outros.

        ‘Bem, se os Estados Unidos atacaram os países islâmicos, eles também não seguiam o PNA. ‘
        Bullshit, nada a ver com PNA nenhum, o Saddan Hussein era um ditador escroto, safado e tudo mais e enquanto fazia o jogo dos EUA, ninguém atacou ele.Foi só ele ameaçar largar o dólar que os americanos inventaram uma desculpa qualquer pra se meter por lá pra salvar o pobrezinho do povo oprimido que eles nunca ligaram.

        8 ou 80? Então vc não leu nada? Eu n tava falando de prática, tava falando de objetivos.

        ‘Mas enfim, eu defendo que o estado não oprima seus próprios cidadãos. E se defenda de ameaças externas.’

        Falando assim é a coisa mais linda, só que o que vc defende, na prática alimenta o terrorismo que o estado vai ter que encarar depois.Se os EUA cuidassem só da vida dele, como o Ron Paul sempre diz, aí sim eles estariam defendendo o povo deles.
        Taí pra vc quem treinou o Bin Laden
        http://www.washingtonsblog.com/2014/03/blowback.html

      • Cara, AGORA vc diz que todo mundo tem que andar armado, mas no post antigo como era mesmo? ‘Alias, não era um libertário? Se é um libertário, então tanto faz quem vende arma para os outros. ‘ Então a conclusão é lógica, no fundo vc quer que ALGUÉM controle quem pode vender o quê pros outros.

        Eu não disse aqui para você parar de defender o direito de usar armas. Pedi para você deixar de ser contraditório e, enquanto defende (com razão o direito de alguém usar armas), demoniza os Estados unidos por fornecerem armas a grupos, em uma alocação voluntária de recursos.

        Falando assim é a coisa mais linda, só que o que vc defende, na prática alimenta o terrorismo que o estado vai ter que encarar depois.Se os EUA cuidassem só da vida dele, como o Ron Paul sempre diz, aí sim eles estariam defendendo o povo deles.

        A política não é o mundo de Pollyana imaginado pelo Ron Paul.

        Taí pra vc quem treinou o Bin Laden: http://www.washingtonsblog.com/2014/03/blowback.html

        Mas o treinamento foi alocação voluntária de recursos?

      • ‘Pedi para você deixar de ser contraditório e, enquanto defende (com razão o direito de alguém usar armas), demoniza os Estados unidos por fornecerem armas a grupos, em uma alocação voluntária de recursos. ‘

        Não tem contradição nenhuma aí, o que eu critiquei foi a mentira e a hipocrisia dos EUA de falar que se preocupa com terrorismo e tal, e POR BAIXO DOS PANOS fica armando terroristas.
        E não, não foi alocação voluntária de recursos porque o dinheiro dessa joça vem de um roubo como qualquer outro, só que pra vc é o roubo ‘aceitável’.
        Ron Paul não vive em mundo de Pollyana nenhum, quem vive no mundo da imaginação é quem acha que querer ser a polícia da terra e se intrometer em todos os países do mundo nunca ia trazer algum efeito colateral.

      • Putz isso é básico, NADA que o estado faz é alocação voluntária de recursos. Na sua imaginação, num mundo livre as pessoas que são hoje pagadoras de impostos iam querer se matar de trabalhar pra dar um absurdo de dinheiro pra uns vagabundos pra esses vagabundos darem armas pra outros vagabundos? Nonsense total.

      • Expulsar, virgula.

        Duvido muito que eles são expulsos, os fundamentalistas islâmicos optariam pela morte mil vezes antes que emigração forçada.

        Isso contando a parte que é do povo civil sírio (civil não islâmico pois todos esses são fundamentalistas), não os fundamentalistas infiltrados.

        Vocês esquecem que essas pessoas não fazem parte da sua sociedade, não é simplesmente entre na minha casa te darei comida e trabalho, o mundo não é Disney, existem pessoas cruéis e tens que tomar cuidado com elas.

        E essa crueldade e castigo continua sendo algo que só conservadores aceitam, se você quer fazer parte dessa sociedade, primeiro prove que você é moralmente capaz de conviver nela.

      • Uau..vc acredita que a Europa tem nas mãos esses MILHARES DE ISLAMICOS POR CAUSA DA INVASÃO SÍRIA!ENTÃO VC TB ACREDITA QUE OS SÍRIOS ESTÃO FUGINDO DIRETAMENTE PRA EUROPA PORQUE O PRESIDENTE SÍRIO ERA UM SADAM HUSSEIN BRANQUELO QUE ESTAVA MATANDO SEU POVO,COMO AFIRMOU A GLOBO NEWS ?Cara,vê se vai pesquisar,ligar pontos,vc parece um cara muito inteligente!vc já viu desde a invasão,os ocidentais mercenários que estão lá,os islamicos treinados pela CIA,lembra do caso da bomba suja?pelo amor dos seus filhinhos! Quando a primavera árabe estava no início,não aparecia um “migrante” daquela área,depois disso,ao invés de ir pra onde “gentes” como eles e países tb com riquezas,religião, eles simplesmente informados como são ,decidiram sozinhos invadir a Europa?E a facilidade que Alemanha depois de dizer não ,rapidamente foi sensibilizada por lágrimas e dor !PÔ quem acredita ainda em papai Noel pede de presente um simancol!

  4. ‘para Ron Paul, só existe um problema quando os Estados Unidos invadem um país islâmico, mas quando o mesmo ocorre via Rússia, a informação é editada. ‘

    Ah Ron Paul, seu agente russo safadinho… isso é o que dá não saber nada de história e se intoxicar de pepsi

    ‘In a 1980 issue of “The Ron Paul Report,” Congressman Paul gives the example of the “largest truck plant in world, on the Kama River in the U.S.S.R.,” which, as he stated, “produced many of the trucks and armored vehicles used in the [SOVIET] INVASION OF AFGHANISTAN…”

    Paul went on to explain that the plant was “built at the expense of the American people.” According to Paul, “The Nixon Administration ruled the project to be in our national interest, and the government’s Export Import Bank loaned the Soviets $154 million at an average interest rate of 6.5%, with the first payment not due for 10 years.”

    “The rest of the $342 million financing, loaned at market rates by a syndicate headed by the Chase Manhattan Bank,” Paul elaborated, “was insured by the taxpayer through another government agency, the Overseas Private Investment Corporation.”

    This Paul opposed, as it benefited the Soviets at the expense of the American taxpayer. “The Export-Import Bank’s funds come from the U.S. Treasury, and the outlays cause our taxes and inflation rates to go up,” Paul said, adding, “The Soviets get the goods. The big banks and companies get the profits. And the taxpayer gets the bill.”

    Paul summed up this policy as “simply a transfer payment from the average American to the well-to-do, with a bonus for our enemies.”

    http://www.thenewamerican.com/culture/history/item/4837-ron-paul-as-an-anti-communist-cold-warrior

    Então a real é… quem é que está omitindo as coisas pra favorecer um lado?

    • Slaine,

      Deixe-me ver: a Rússia é uma coitadinha que só invadiu o Afeganistão por CULPA dos Estados Unidos?

      Alias, ninguém falou que Ron Paul é “agente russo”. Mas sim que tem um discurso furado. Sem espantalhos…

      Abs,

      LH

      • Luciano, esse Slaine é só mais um bebedor de Ovomaltine, com essa maluquice de anarco-capitalismo sendo seguida como um tipo de Bíblia. O que ele não consegue entender é que o mundo real é bem diferente dessa maluquice utópica que ele acredita. Mas afinal, o que é a realidade, não é mesmo…

      • Não podemos ignorar q a política externa expansionista dos EUA tem lá sua parcela de culpa no caos que se instaurou no oriente médio.

        Acho q foi tão impensado derrubar Saddam no Iraque quanto é impensado derrubar Assad hj na Síria. Por mais que se tratem de dois carniceiros, são carniceiros laicos.

        A ascensão de Mursi no Egito foi mais do que clara p se entender que a maior loucura na historia recente do oriente médio foi a tal da primavera árabe de 2011. Comparem o número de refugiados asiáticos pedindo asilo na europa em 2010 e agora.

        Eu tendo a concordar c o slaine qdo ele diz que se os EUA interviessem menos nessas áreas problemáticas haveria menos dor de cabeça hj.

        Agora que a besteira tá feita, só resta a solução do ayan mesmo: combater os terroristas na Síria para que as pessoas não precisem emigrar pq se continuar desse jeito a Europa acaba.

        Não esqueço do irresponsável do Obama dizendo em 2011 que era a favor da democracia no oriente médio. Ou ele é um completo estúpido q ignora totalmente a história do oriente médio ou ele tá insistindo nessas trapaças multiculturalistas de propósito.

  5. Existe na Síria uma minoria cristã defendida pelo regime de Bashar al-Assad, aliado da Rússia. Os Estados Unidos, a Turquia e os Emirados Árabes financiam os rebeldes do Exército Livre da Síria, jihadistas radicais, assim como o Estado Islâmico. Não gosto do Putin, mas nesse caso, acredito que ele está certo em ajudar o governo sírio.

    • A Russia sempre apoiou a Síria, pois se não apoiasse os EUA e a OTAN já tinham criado uma zona de exclusão aérea no país e invadido, mas como os Russos não querem perder Latikia e Tartus, junto com os Chineses eles vetaram as resoluções na ONU, mas só agora pularam no atoleiro.

  6. Esses miseráveis invasores na Europa, alem de burros analfabetos, ainda são perversos sadomasoquistas que se enfiam no rabo do Capitalismo europeu para “sofrerem” como otários imbecis, em vez de se enfiarem no rabo do “paraíso comunista” em Cuba, Angola, Moçambique! Ou então esses parasitas pelo menos podiam invadir os seus países vizinhos como a Arábia Saudita e outros.

  7. Pode ser também que quem comanda o marxismo-humanismo-neoateísmo também esteja pensando em descartar braços que outrora lhes foram úteis. Vejam o que ocorreu com o pessoal do Femen na França quando interrompeu uma conferência de muçulmanos:

    http://www.youtube.com/watch?&v=wM-wxU86v8g

    Alguns já devem ter visto, mas não custa lembrar que falar mal de cristãos é fácil, uma vez que estes tendem a ser pacíficos e os marxistas-humanistas-neoateístas também fizeram em alguns a lavagem cerebral de que eles deveriam ser pacifistas, dizendo que Jesus pediu que oferecessem a outra face (esquecendo convenientemente que Ele também pediu que os apóstolos comprassem espadas). Segue comentário do Click Time a respeito desse episódio:

    http://www.youtube.com/watch?v=XGNzl_wQRm8

    Antevejo que veremos muito mais episódios como esse se repetindo, ou coisa muito pior, uma vez que o Estado Islâmico avisou que infiltrou 4 mil terroristas dentro daquela massa de pessoas que vagam pela Europa. A se considerar o lado dos MHNs beneficiários, a intimidação dos braços funcionais seria uma forma de também dissociarem a imagem dos herdeiros do jacobinismo dessa gente de ação mais histriônica que dentro do movimento só tem mesmo a função de gerar confusão da qual se possa desestabilizar uma sociedade ocidental.

  8. Quando um americano vende uma bazuca para um extremista islâmico ele fomenta a violência. Quando um russo vende uma AK-47 para um extremista islâmico é para defender o mundo do imperialismo norte americano.

    Quando o extremista da bazuca explode um carro com 4 pessoas é culpa dos EUA que possuem empresas bélicas que venderam a bazuca e não do extremista islâmico que comprou e disparou porque a culpa necessariamente tem que cair por inteira no capitalista porco sanguinário do capeta. Quando o da AK-47 explode a cabeça de uma criança então a culpa é dos EUA porque todas as ações extremistas que berram contra os EUA são por si só morais e racionais haja vista o objetivo nobre de destruir o mundo ocidental que não pratica a religião islâmica. É culpa dos EUA dobrada porque não tentaram localizar e DIALOGAR com este mesmo extremista escondido em uma caverna com uma AK-47 de origem russa.

    Parabéns Luciano

    Pela paciência

Deixe uma resposta