Blogueiro petista confessa que golpe no STF foi feito para ajudar o PT

12
87

bepe

Como eu venho avisando há muito tempo, no 17/9 o STF e a OAB deram um golpe. Bepe Damasco confessa:

Depois que o STF decidiu pôr fim à deformação das eleições brasileiras através do dinheiro, proibindo doações de empresas a candidatos e partidos, representantes da direita e seus porta-vozes no monopólio da mídia reagiram de forma furiosa. Direto ao ponto: a verdadeira causa do esperneio é a mudança geral do panorama das próximas eleições, nas quais os partidos de esquerda, especialmente o Partido dos Trabalhadores, por contarem com militância não paga, projeto coletivo e ideologia, podem sair em vantagem. A reação colérica de Gilmar Mendes durante o julgamento deve ser creditada a essa constatação.

É preciso de mais? Claro que não.

O fato é que na questão do financiamento de campanha, a luta deveria ser para acabar com o financiamento estatal oculto.

Bepe deixou o golpe claro. Para revertê-lo, o Congresso deveria vetar doações de pessoas físicas de pessoas que receberam verbas do MinC, da Lei Rouanet, que tenham participado de sindicatos em qualquer cargo, que pertençam a ONGs recebedoras de verba estatal, que pertençam a movimentos que tenham recebido verba estatal e daí por diante.

E isto seria só o começo. Em seguida, a luta deveria ser para reduzir em 80% o orçamento do MinC, assim como da verba estatal para Internet. Em ambos os casos, leis prevendo critérios objetivos para os recebedores de verbas deveriam ser implementadas. Anúncios de estatais monopolistas deveriam ser proibidos. Publicidade institucional que não esteja relacionada a enchentes ou campanhas de vacinação deveriam ser proibidas.

Os golpistas não estão dizendo “cada pessoa, um voto” para defender o fim do financiamento empresarial? Então tínhamos que adotar o lema “o estado não vota”, e eliminar os pontos pelos quais se pode obter financiamento estatal oculto para campanhas.

Se essa proposta fosse à frente, o sorrisinho da cara dos petistas (com o fim do financiamento empresarial) iria sumir num piscar de olhos.

Anúncios

12 COMMENTS

  1. Pois é. A direita tem que entender que as eleições não acabam para o PT, pois este só tem intenção e se dedica unica e exclusivamente a se manter no poder. Todas as suas ações repercutem nessa direção. Se alguém da direita ficou colérico com essa situação (e alguns devem ter ficado) é porque hibernou desde de 2002 e só acordou ontem. Quem acompanha o que acontece ficou desanimado.

  2. Caro Luciano Henrique, isto deixa claro a falta que faz uma oposição verdadeiramente mais combativa a esta esquerda que aí está. E se continuar assim, a vaca vai para o brejo de uma vez !

  3. Aécio Neves chegou a propor um projeto que seria mais ou menos um PROCON das administrações públicas, onde seria possível processar o governo por propaganda enganosa e outras medidas relacionadas a publicidade estatal. Mas, não sei por onde anda esse projeto.
    Do jeito q o PSDB é frouxo, ñ duvido de terem desistido.

    • O que precisamos é acabar com a Lei Eleitoral, feita na medida para proteger políticos e termos um Estatuto do Eleitor, com o qual, qualquer do povo pudesse processar qualquer político pelos mais variados motivos – das mentiras às promessas não cumpridas. Ora um homem púbico não poderia mentir, jamais. O candidato não pode prometer se não tem certeza que irá cumprir. E se prometer, será obrigado cumprir, sob pena de perder o mandato, afora indenizar o Estado pelo custo da eleição. É por aí.

  4. Mas, Luciano, o PT já está com a burra LOTADA de dinheiro roubado da Petrossauro e de outras Estatais. O próprio Gilmar Mendes disse que a Organização Criminosa chamada PT já possui caixa pra bancar todas suas eleições até 2038! E aí?!?

Deixe uma resposta