Cunha vai para a implosão do inimigo ou vai escolher cair de vez?

23
145

camara-_deputado_cunha-2

Há algo que ainda não entrou na cabeça de nenhum dos adversários do PT. Quando isto acontecer, começaremos a ver um confronto entre adultos. É isto que precisa entrar de qualquer jeito na mufa: a psicopatia e o sadismo são diferenciais absolutos do Partido dos Trabalhadores. A ausência de estruturas mentais prontas para lidar com tais facetas da mente humana colocará qualquer adversário do partido sempre em desvantagem.

Foi assim durante as eleições de 2014, quando Aécio Neves foi chamado de agressivo ao chamar Dilma de “leviana”. Ao invés de denunciar o cinismo e a chantagem emocional, levando a prática do shaming à uma escala épica, ele recuou. O não aceite do entendimento de como funciona o processamento cerebral petista gerou seus dividendos óbvios.

Com Eduardo Cunha, está acontecendo exatamente a mesma coisa. E aqui o PT tem utilizado o sadismo com uma maestria invejável. Antes, precisamos entender o que é realmente o sadismo, que não tem nada a ver com chicotadas no lombo de uma vítima. Isto, na verdade, não passa de um meio. O sadismo, conforme se vê na estrutura das obras de Marques de Sade, é simplesmente um processo de criação de submissão alheia a partir do uso coordenado de afrontamento à dignidade do alvo, com momentos de liberação do sofrimento (e até provimento de prazer temporário). O cérebro da vítima, confuso, não sabe o que fazer. Em muitos casos o resultado é a submissão absoluta.

O aspecto mais cruelmente irônico de todo este processo é que ele se baseia na influência de uma vítima, que, se tiver força mental suficiente, poderá escapar do logro. Mas em muitos casos não é o que acontece. É aí que o PT se esbalda diante do PMDB.

Em alguns momentos, uma parte fulcral do jogo sádico até inclui dar a impressão de que a vítima está no controle. Mas quem ganha, sempre, é o algoz. Hoje em dia muitos parecem acreditar que o PT está refém do PMDB. Na verdade, o PT tem se utilizado do PMDB, e como afronta (eis a chave do sadismo) publica pela mídia paga com dinheiro público que o “PMDB é um partido chantagista”. Há poucas semanas, Dilma chamou Eduardo Cunha para conversar. Mas foi só ele falar em barrar o veto de Dilma ao financiamento empresarial de campanha que de novo o inferno se abateu sobre sua cabeça: surgiu a denúncia de que o presidente da Câmara tem quatro contas na Suíça.

A afronta está aqui, mesmo sem precisarmos advogar por sua inocência ou não: o direcionamento das investigações sobre Cunha, ao mesmo momento em que os políticos petistas não são investigados, é uma forma de ataque feito para humilhar sua vítima. O PT nem mesmo se esforça para esconder tais artimanhas. Em padrões sádicos, é melhor que seja assim: Cunha precisa saber que sua humilhação é produto deliberado do PT, que escolhe quando ele terá momentos de alívio ou não. Como previsto para quem já se dispôs a desconstruir as obras do Marques de Sade, o resultado é que Cunha se feche em um casulo. A meta: que ele volte cada vez mais manso e mais servil.

Quem ainda acha que há alguma coisa de exagero, basta lembrar que Dilma vetou o financiamento empresarial de campanha e até o voto impresso em uma única semana. Tudo enquanto muitos quiseram crer que ela estava “encurralada” pelo PMDB. Na realidade, um processo sádico estava em curso, sob pleno controle do PT. Os açoites violentíssimos nas costas do PMDB são feitos com a exposição pública do partido como “vendedor de cargos” e de Eduardo Cunha como um pária a ser destruído. Aliás, quem ler a BLOSTA verá que os ataques agora também são lançados à sua esposa e suas filhas. O PT continua nadando de braçadas. E bate com prazer. Até babam de tesão.

A tendência é que mais membros do PMDB ajoelhem-se, gaguejando. Sem saber o que falar, e com o cérebro em colapso (além de com a dignidade em baixa), teremos alguns dias de comportamento patético por parte das vítimas.

Mas o que fazer para reverter este processo? Assim como para duelar contra psicopatas, só a humilhação pública resolve (pois o psicopata só se preocupa com sua reputação, e nada mais), para quebrar um processo sádico é preciso bater de frente com o algoz. É claro que a utilização de Rodrigo Janot na denunciação preferencial contra Cunha já não engana mais ninguém. Com isso, o PT busca marcar seu espaço com urina no imaginário público dizendo “quem mexe conosco vai se ferrar”. Mas isso já estava óbvio deste o início. Logo, Cunha só pode reverter este processo se resolver, como nunca fizera no passado, bater realmente de frente com o PT. Mas é preciso falar grosso.

Lemos por aí que Cunha tem dito, em privado, que não cairá sozinho. Dizem que ele se porta como detentor de segredos sobre práticas que comprometeriam a liderança petista. Se assim o é, quanto mais Cunha ficar só na ameacinha, mais ele vai sofrer. A razão para isso é que o sádico sempre vai apelar ao seu recurso mais básico: aumentar o nível da afronta. Quer dizer, quanto mais Cunha ficar apenas na ameaça, mais ele será humilhado pelas jogadas coordenadas pelo PT.

A única alternativa para ele é começar atirar definitivamente de forma ilimitada. Como já disse, só existe esta maneira de interromper um sádico: bater de frente. Isto significa agir para derrubar o governo do PT, com todos os recursos que estiverem à sua mão, inclusive o vazamento de informações que levem os líderes do PT para a cadeia. Ou é assim ou continuar sendo uma vítima nas mãos de sádicos. A escolha está nas mãos dele.

A reação de Cunha, entregando o governo petista, poderá, enfim, encerrar o processo sádico. Que o presidente da Câmara se inspire pela música Implode, do Slayer. É hora de botar o castelo psicopático de cartas abaixo:

Anúncios

23 COMMENTS

  1. Excelente Luciano. Esse processo de criar submissão foi muito bem retratado em Game of Thrones, onde o bastardo Ramsey destrói fisicamente e psicologicamente Theon Grejoy até o ponto onde ele se torna um farrapo humano e capacho absoluto.
    A escolha de Cunha e todos os que estão sendo chantageados e ameaçados (ministros não petistas do STF, STE e TCU, principalmente, mas também senadores, deputados, governadores e prefeitos) é parar o processo enquanto há esperança de manter o mínimo de dignidade e imagem pública.

    • Acho que Game of Thrones é bem raso em comparação com os livros, mas a série dos livros ensina bastante sobre política, ao contrário de outras tantas estorias que existem por ai. Eu acho que Cronicas de Gelo e Fogo é melhor que House of Cards pra quem quer aprender sobre poder e política. Em cronicas você percebe como o poder realmente é sustentado por exércitos e vassalos (no nosso mundo seriam militantes, movimentos, sindicatos, redações e instituições), por alianças, por traições e acordos, mostra coisas como gente no fio da navalha entre sacrificar-se pela família ou religião (no nosso mundo seriam partidos, grupos, ideologias ou religiões mesmo) e salvar a própria pele. Embora Martin seja um esquerdista a obra dele ensina muito sobre como é a política e de onde vem o poder de verdade.

  2. “a psicopatia e o sadismo são diferenciais absolutos do Partido dos Trabalhadores. A ausência de estruturas mentais prontas para lidar com tais facetas da mente humana colocará qualquer adversário do partido sempre em desvantagem.”

    Tá vendo aí gente? quer derrotar o satanás ? então é preciso ser mais forte que o próprio satanás!

  3. Seu artigo, mais uma vez é impecável, e difícil até de discordar.
    O que eu penso, já escrevi aqui, é que no PMDB existe o Temer, que me parece um grande estrategista.
    No plano de que o PMDB quer apenas cargos para boquinhas não entra a clara perspectiva de poder que derrubar a Dilma dará ao partido, com possibilidade de reconstruir o país, garantindo praticamente mais um mandato para o PMDB.
    Nesse plano não entra a mulher do Michel Temer, que se casou com um homem tão mais velho obviamente seduzida pelo poder e que certamente fala todos os dias com ele para derrubar o PT para ela se tornar uma primeira dama que certamente ganhará manchetes mundiais.
    Poder é melhor do que dinheiro, e posso estar enganado, e pode também não dar certo, mas enquanto todos brigam, todos se destroem, temer manobra nas sombras para assumir o poder tão logo seja possível.
    Poder é muito melhor do que dinheiro, e o que mais o PMDB poderia querer mais do que o governo todo?

    • Eu enviei para a página dele o link pedindo que este texto chegasse ao conhecimento dele. Também seria bom se alguém enviasse por e-mail, ou melhor ainda, que várias pessoas escrevessem e-mails usando esses conceitos que o Luciano expôs aqui, cobrando dele ações efetivas nesse sentido. Acho que devemos pressioná-lo no sentido de agir o mais rápido possível, e fazendo-o sentir a urgência da situação.

  4. Muito bom, no alvo!

    Tenho pra mim que “essa tosquia nos petralhas tem gerado muito barulho mas pouca lã”.

    Enquando isso, do outro lado, apesar de todo o barulho, avançam na agenda:

    Lembrado no seu texto
    vetou o financiamento empresarial de campanha e até o voto impresso em uma única semana

    Acrescento
    o “bypass” nos comandantes das forças armadas

  5. Que ele se inspire na Implode ou escolherá ir ao South of Heaven #piadadebêbado
    Fico me perguntando o que tem na cabeça da oposição em geral. Lembro do livro do Horowitz, no último capítulo, em que ele tenta ensinar a uma grupo de candidatos republicanos de Detroit como se portar
    diante do eleitor médio e eles ficam perdidos como se Horowitz falasse em aramaico.

    Também me lembra a falta de capacidade de alguns economistas libertários para revidar às falácias keynesianas. Claro que há falhas grotescas nas teses keynesianas, mas ao invés de provar econometricamente que Keynes estava errado, eles fazem suposições teóricas para invalidar suposições teóricas ainda piores de Keynes, ou dizem que a econometria é uma distorção e que a economia é complexa demais para ser explicada matematicamente. Imaginem só se Einstein quisesse provar suas teses dizendo “Newton estava errado, por que a matemática dele é distorcida”.

    • Aref, há uma diferença MONSTRUOSA entre economia e física, aliás, entre qualquer ciência natural e qualquer “ciência” social (como a economia). Na física as leis que governam o “comportamento” da matéria e da energia são conhecidas ou mapeáveis, na economia as leis que precisam ser conhecidas são as do comportamento humano, é essas são impossíveis de quantificar. O número de variáveis que interagem para gerar um resultado comportamental em cada ser humano é gigantesco, e elas não são totalmente conhecidas. Adiciona-se a isso o fato de que o ser humano interage com OUTROS seres humanos, e esse problema torna-se insolúvel.

      Econometria é descartada por economistas austríacos com razão. Acho que econometria só não é descartada por acadêmicos, porque até economistas de mercado com razão vivem fazendo piada de econometria (pelo menos os que conheço, e, como trabalho em um banco, são um número considerável) e das diferenças de projeções econômicas que saem dos diversos modelos. É porque eles sabem que a utilidade dessa ferramenta é extremamente restrita, e só serve DE FATO para se traçar cenários possíveis de acordo com algumas premissas e auxiliar uma empresa na tomada de decisão de acordo com as expectativas para cada cenário traçado. Note que o uso “bom” da econometria já começa admitindo as limitações do método e fazendo várias simulações com modelos diferentes.

      Aí eu recorro a Wittgenstein, quando ele diz que o problema é que atualmente as pessoas se apegam à ciência como os antigos se apegavam a “Deus”, e com isso querem se apegar à ilusão de que tudo já está explicado. É por isso que a economia matemática (tanto a monetarista quanto a keynesiana, quanto a schumpeteriana) é tão mais popular que a austríaca. Ela é mais competente em criar nas pessoas a ilusão de que se é capaz de prever o futuro e de que “tudo está explicado”. O melhor mentiroso é o que sabe usar bem os números para mentir a seu favor.

      • http://www.universoracionalista.org/a-psicologia-e-uma-ciencia-natural-ou-uma-ciencia-social/
        Recomendo este artigo. O mesmo se aplica à economia. A economia é comportamental – e por isso ela é uma ciência natural.
        http://www.universoracionalista.org/a-picaretagem-da-matematica-das-emocoes/
        Um outro. Se atente ao primeiro parágrafo: é especialmente a falta de domínio lógico e matemático por parte dos cientistas sociais (e aí inclua-se muitos economistas; e, no caso brasileiro, até alguns engenheiros, por que o que não falta por aqui são engenheiros mal-formados em uma taxa anormalmente alta) aliado a um desejo de defender ideologias ao invés de defender a ciência, o que causa problemas na formalização do estudo das ciências sociais. Nesse exemplo do texto, foi um psicólogo que falhou em suas hipóteses. Mas isso também inclui economistas, tanto keynesianos quanto austríacos, mais preocupados em torturar os números para encontrar resultados que os agradem do que usar os métodos científicos. É quase uma negação do Darwinismo querer separar o ser humano e seu comportamento da natureza.
        Se atente também aopenúltimo parágrafo: o problema estava, essencialmente, na pseudociência do dito cientista, e não na matemática. E é aqui que entra o papel da ciência econômica: toda ciência é falseável. Modelos hoje corretos serão substituídos amanhã por modelos melhores em todas as áreas científicas. Ninguém achou modelos perfeitos para todas as questões de física hoje – achamos modelos cujas taxas de erro são suficientemente pequenas a ponto de que podemos desprezá-las. E se a física é ‘mais simples’, isso não implica que o estudo da ciência econômica é impossível em termos matemáticos. A dificuldade em estudar fenômenos com os quais não se tem total controle sobre as variáveis, como a astronomia também sofre (e Plutão que o diga no vai-e-vem de “é planeta-nãoéplaneta” e outras questões cruciais como cosmologia e buracos negros), não faz com que a ciência econômica seja falha. Faz com que ela seja imprescindível para explicar o que é preciso estudar – para colocar ordem ao caos. E para isso precisamos de bons cientistas dispostos a usar ciência para explicar fenômenos com eficiência, e não tentar explicar seus conceitos pessoais como um fim. Ou, se for pra explicar seus conceitos pessoais, pelo menos que faça de um modo científico, como Darwin e Mendel fizeram.
        http://arxiv.org/pdf/1405.2954v1.pdf
        Um exemplo de como a astronomia sofre de problemas semelhantes.
        E por último, mas não menos importante: QUEM DISSE QUE A SOCIEDADE SE APEGA A CIÊNCIA? Em todo canto que olho há esquerdistas criticando fracking e os transgênicos, e conservadores criticando as mudanças climáticas e a evolução. As pessoas só acreditam um pouco mais hoje na ciência do que em deus por que sentem os resultados de forma mais profunda.

  6. Muito bom artigo… não tem como discordar… Se estivesse na pele de Cunha, tendo cartas na manga, ia com tudo… isso causaria um bem ao “ego” abalado dos brasileiros!!!

  7. Luciano, seria o caso do Cunha agir que nem o Roberto Jefferson (que poderia ter feito muito mais). Repare que depois que ele atirou pesado no mensalao, o PT meio que deixou ele quieto. Como ele pautou o debate, colocou o frame do mensalao, ele pode liderar as acoes.

  8. espero realmente que Cunha ponha fogo na coisa toda.
    mas podemos ter duas alternativas ai: Cunha pode ou nao ter como denunciar o PT.
    se tiver informacoes, que as ponha na mesa.
    mas se nao tiver, estarah simplesmente frito, pois eh um corrupto.
    que aja como Roberto Jefferson, e caia atirando.
    mas penso que ele vai se apegar ateh a ultima esperanca em nao cair.
    assim como os petistas.

  9. Cunha foi ferido de morte, será esculachado e humilhado de maneira inclemente pela midia estatal e pela não estatal, a Globo já está atirando pesado contra ele.
    O comportamento dele hoje foi patético, se escondeu, evitou, foi estapeado na cara por alguém do calibre moral de Chico Alencar do Psol… e não revidou…

    Ou ele encarna o encouraçado Bismarck e afunda atirando com tudo que tem pra levar alguns petralhas junto ou caminhará só no inferno.

  10. Eles se sentiram mais seguros para voltar se canhões na direção de Cunha, após o fatiamento da Lavajato. Agora é possível tirar petistas do alcance de Sergio Moro ao mesmo tempo em que se destrói unicamente a Cunha no STF.

    Se ele não botar o impeachment pra votar logo, vai ser destruído e Dilma vai usar isso para intimidar o resto do PMDB.

  11. Com tantos anos de servilismo, ou melhor, como rêmoras em torno de um tubarão, alimentando-se dos restos, não creio que Cunha e o PMDB revertam esse quadro, acredito que vai piorar ainda mais para o PMDB, assim ele ficará quieto embaixo do taco da bota, dizendo: Bate que eu gosto.

  12. Importante análise do cenário da luta por poder, cunha vai ter que cair atirando, assim como escreveu Reinaldo azevedo comparando com o filme cães de aluguel, todos atiram todos morrem mas o melhor mesmo e o que vc disse implodem.

  13. Qual regime seria melhor para o nosso governo: a situação de desordem politica e econômica (Estado de Emergência),forças estrangeiras ameaçando o Brasil,graves ameaças a ordem constitucional(Estado de Exceção),O poder legislativo e o judiciário passaram o poder para o executivo(Estado de Sítio).Isso demonstra claramente que as FFAA desertaram,o povo está só,perdeu suas garantias constitucionais.O melhor seria a tão sonhada intervenção nos três poderes.Notem que o povo perde voz e voto? Depois de fraudes grossas nas apurações das eleições para presidentes,caracterizou-se o domínio de um partido imperialista que faz tudo do jeito que eles querem,rasgaram a constituição,e nós, pra onde vamos sem justiça?

    • Nós vamos “pro brejo” como diziam os mais velhos!E bem pior do que isso!Enquanto esse povo não reagir a nada e esperar que os “outros”lhes dêem tudo, que o estado é pai/mâe e eles só tem direitos e não deveres,o pior sempre vai acontecer.Essa é a prova de fogo dos deitados em berço esplendido, e quem liga,sabe,esperneia, vai junto!A massa vai pro Rock in Rio,viu a quantidade?

      • Sim.Claro se continuar nessa batida,nesse descontrole,pra onde estamos indo?Alguém sabe precisar?Todo dia tem um teste,qual a idéia,ou atos que podem suportar promover mudanças e esse horror do futuro?Políticos?povo?milicos? O esperneio nosso + 1dz ???????????????Com a palavra …

  14. Se ele na verdade não tiver a coragem que teve o deputado Roberto Jeferson que abriu a boca e jogou a M.. no ventilador não vai dar em nada, e o PT vai conseguir tirar ele da presidência da câmara e colocar um boi de presépio no lugar dele.

Deixe uma resposta