A hipocrisia de Joaquim Barbosa

55
133

joaquim-barbosa1

O melhor aspecto de ser um cético político é que as decepções praticamente não existem. Como no caso de Joaquim Barbosa, pessoa em quem jamais depositei qualquer tipo de fé. Posso até tê-lo defendido de ataques do PT, mas jamais atuei em sua validação. O fato é que no Twitter ele fez um dos posts mais deploráveis dos últimos tempos, algo tão baixo que parece até ter sido escrito por um hacker petista. Leia:

Notem o comportamento dos políticos: a) nossa economia está aos frangalhos, mas eles só pensam numa coisa: no dinheiro das empresas! b) contra o presidente de uma das Casas do Congresso há acusações de crimes graves, mas ele é apoiadíssimo pelo PSDB! Dá para levar essa gente a sério? Não dá, né?

Nada do que ele diz faz sentido, especialmente quando faz a propaganda sórdida de que “precisamos acabar com o financiamento empresarial de campanhas”. Não, Sr. Joaquim, precisamos acabar com a verba estatal de anúncios, com a publicidade institucional, com o dinheiro da BLOSTA, com a Lei Rouanet, com a grana dos “pontos de cultura” do MinC e diversas outras formas de financiamento estatal de campanha exclusivamente para o PT. E contra isso o senhor jamais se pronunciou. Não é suspeito? E quanto ao dinheiro das empresas? É, obviamente, das empresas. Não é dinheiro de pagadores de impostos.  Em extrema oposição ao que diz Joaquim, pensar em dinheiro de empresas não é imoral. Vetar essas contribuições, enquanto dinheiro estatal é utilizado infinitamente em prol de um partido, por outro lado, constitui uma moralidade no nível das cascavéis.

Em tempo: Joaquim também mente ao relacionar o financiamento empresarial com “a economia em frangalhos”. Completa falta de noção, principalmente quando sabemos que as principais economias do mundo possuem financiamentos empresariais de campanha.

E quanto ao ataque tosco ao PSDB? Explica-se: Carlos Sampaio deu o benefício da dúvida a Eduardo Cunha. Fez certo, pois todos os brasileiros aguardam a validação das provas, a exibição dos extratos, etc. Daí Joaquim diz que não se pode apoiar alguém contra quem existem “acusações graves”. Um juiz de carreira não pode dizer uma besteira dessas. O problema é apoiar alguém em seu ato criminoso, se existem condenações graves, e não apenas acusações cujas provas estão por serem validadas.

Dá para levar esse sujeito a sério? Não dá, né?

Anúncios

55 COMMENTS

  1. Das duas uma, ou a conta do twitter, foi realmente hackeada, ou o ex ministro bebeu e em um momento saudosista de ser o centro das atenções da imprensa soltou o que realmente pensa. Hoje com 60 anos poderia ter permanecido mais 15 no stf, Fico com a impressão de que se arrependeu em ter abandonado o Brasil em sua estranha aposentadoria precoce, mas agora e tarde, carta fora do baralho não entra no jogo. Sera esquecido em breve.

  2. E pensar que muita gente até defendia o nome dele para presidente. Ele também nunca me enganou, basta ler os votos dele em alguns julgamentos para ver que tem uma visão de mundo amplamente esquerdista. Seu governo não seria igual ao PT, mas também não mudaria muita coisa.

  3. apenas questao de posicionamento.
    eu concordo totalmente com Joaquim Barbosa. financiamento empresarial eh na verdade investimento.
    as empresas cobram juros muito altos por tal apoio.
    uma coisa nao elimina a outra. sao pontos distintos.
    uns lutam por algumas questoes, outros por outras. cada qual com sua enfase sob aquilo que considera mais importante.
    Barbosa nao eh um direitista, ele provavelmente estaria mais para o centro.
    eu nao apoiaria Cunha de forma alguma, pois sabemos, mesmo sem as tais provas, que se trata de um antigo corrupto, com varias acusacoes em seus anos de vida publica.
    o patrimonio declarado de Cunha eh totalmente inverossimil.
    e dizer que o apoio a Cunha eh somente ateh ele tirar o PT do poder eh realmente dar um tiro no peh.
    alguem acredita que Cunha vai tirar o PT do poder, sabendo ser o proximo alvo daqueles que dizem apoia-lo?
    ele estah melhor tendo o PT como inimigo publico numero 1 da populacao.
    Cunha nao tem real interesse em tirar o PT do poder, seu unico interesse eh manter seu status de politico.
    e ele vai manter essa esperanca a qualquer preco.

    • eu concordo totalmente com Joaquim Barbosa. financiamento empresarial eh na verdade investimento.
      E das pessoas físicas não é? e de verba estatal não é?
      as empresas cobram juros muito altos por tal apoio.
      Botam arma na cabeça?
      uma coisa nao elimina a outra. sao pontos distintos.
      Claro que elimina, e a explicação é bem didática: http://lucianoayan.com/2015/09/23/sobre-o-golpe-do-stf-e-o-que-ate-as-criancas-percebem/
      Ademais, se o financiamento empresarial de campanha é cortado pelo PT, isso é feito para FORÇAR os partidos a tolerarem o uso de verba estatal na campanha, o que é feito só para beneficiar o PT.
      ns lutam por algumas questoes, outros por outras. cada qual com sua enfase sob aquilo que considera mais importante.
      São as escolhas que fazemos na política. Mas é uma escolha imoral…
      eu nao apoiaria Cunha de forma alguma, pois sabemos, mesmo sem as tais provas, que se trata de um antigo corrupto, com varias acusacoes em seus anos de vida publica.
      Acusações não são provas, e, ademais, há suspeitas sobre seus acusadores. O erro de Barbosa é até lógico.
      e dizer que o apoio a Cunha eh somente ateh ele tirar o PT do poder eh realmente dar um tiro no peh.
      Algo que não foi dito aqui neste blog. E algo que o PSDB não disse…
      Cunha nao tem real interesse em tirar o PT do poder, seu unico interesse eh manter seu status de politico.
      e ele vai manter essa esperanca a qualquer preco.

      O importante é coletarmos evidências.

      • pessoas fisicas, em teoria, investem em ideias.
        sou contra o financiamento estatal tb.
        o ideal seria financiamento a partidos apenas por pessoas fisicas. e soh.
        o gasto enorme em campanhas nao se justifica, apenas alimenta um mercado ilegal.
        o dinheiro das empresas exerce pressao maior do que uma arma na cabeca.
        a escolha imoral eh diante de sua perspectiva. na minha visao o ideal eh aquele descrito acima, muito mais moral.
        creio que vc, Luciano, sabe bem que as acusacoes irao se provar, pois ali estah o nome do governo Suico incluido. Cunha realmente recebeu grana. e de toda forma, basta olhar seus bens declarados para saber que ali existe falcatrua.
        apoiar Cunha como se ele fosse o inimigo do meu inimigo, ainda corrupto? e entao depois tolerar o corrupto? seria isso? vi varios comentarios por todos os lados dizendo isso: Cunha eh secundario; depois cuidamos de Cunha; Cunha tem que tirar Dilma antes de cair.
        nisso o comentario nao se refere a vc, mas a toda uma ideia dentro da direita.
        quanto ao que penso das intencoes de Cunha, eh apenas uma reflexao.
        algo em que aposto.
        vc aposta em que?

      • o fato de concordar com certas premissas da esquerda nao me transforma em um petista.
        ha que se diferenciar esquerda, em um amplo sentido, de comunismo, petismo ou bolivarianismo.
        tais ideologias sao fruto do pensamento esquerdista, mas nao representam a esquerda em sua totalidade.
        eu me considero ateh mais a direita do que a esquerda.
        mas sempre moderado.
        sou ateu, defendo o livre mercado, alternancia de poder e uma legislacao fiscal menor, menos burocratica.
        mas compreendo que o estado tem suas funcoes, para alem da seguranca.
        o estado deve buscar melhorias para seu povo, de forma geral, sem estrangular a classe empresarial ou a classe media.
        isso existe, Canada, Suecia, Islandia.
        estamos muito distantes disso e nao acredito que nossa cultura abarque tais praticas.
        por aqui, quero um estado menor, com menos dinheiro, modernizado.
        e tb quero menos poder economico definindo as eleicoes.
        jah trabalhei em campanhas e sei o quanto tudo eh muito sujo.

    • Torreal diz: “Cunha nao tem real interesse em tirar o PT do poder, seu unico interesse eh manter seu status de politico.
      e ele vai manter essa esperanca a qualquer preco
      .”
      Isso é uma suposição sua(de outros também), mas, ele tem tomado atitudes que dão apoio no sentido de enfraquecer o PT, mesmo que ele não tire o PT do poder, as ações dele em enfraquecer o PT podem ser aproveitadas pela oposição, as oposições não estão sustentadas num pilar chamado Cunha, mesmo assim ele é mais útil a oposição, ou bolivarianos do PT e partidos genéricos não iriam querer derrubá-lo. Já, se tivermos um presidente da câmara favorecendo o PT ou mesmo totalmente “imparcial”, as nossas chances em tirar o PT do poder diminuem. Só para avisar, no momento, ser imparcial entre PT e oposições, é ser cúmplice da destruição que o PT tem provocado e ainda provocará, pois está mais do que claro o que o PT é e causa.

    • Cara, vc está certíssimo. Alguns analistas políticos, tanto de esquerda quanto de direita ou centro, estão perdendo a lucidez. É necessário ter calma e se abster de todo fanatismo. Política não é religião.

  4. Eu também nunca levei Joaquim Barbosa a sério. Esse sujeito nunca me enganou. Não é à toa que, mesmo depois de conhecer o PT através do Mensalão, como principal magistrado do processo, ele continuou votando no PT, ajudando a eleger Dilma assim como elegeu Lula.

    E o discurso de ódio racialista dele, sempre se fazendo de vítima? E a covardia com que abandonou o Supremo, abrindo mais uma vaga para o PT preencher? E a compra do apartamento em Miami por meio do jeitinho brasileiro que ele sempre condenou? E o tempo que passou fazendo pós-graduação no exterior à custa do contribuinte brasileiro?

    Joaquim Barbosa é um petista radical enrustido. Não sei como não se filiou ao PSOL, seu verdadeiro lugar. Foi uma das maiores farsas da história do Brasil. Também pudera: foi criado por Lula, que o pôs no Supremo.

  5. Concordo plenamente.Neste país acéfalo qualquer pessoa que faça 1 conto já leva 1 ponto!Me indispus quando endeusavam Joaquim.Para presidente,diziam do dia pra noite.Confiar em pessoas públicas neste país tem que ser uma ato contínuo de desconfiar!Assim como estão fazendo com o juiz Moro,colocando-lhe o mundo de Atlas em seus costados!Quanto o crentelho Cunha,nunca confiei mesmo e sinceramente acho que ele é mais sujo do que pau de galinheiro,afinal com quem se misturou todos esses anos é impossível isentá-lo e tb as suas atitudes!Mas realmente é melhor esperar.Mas que ele mesmo segura o impedimento até agora,esperando alguma coisa que não saiu,até o próprio psdbista atestou!Enfim em banania o ciclo é praticamente surreal,não dá pra acreditar nesses brasileiros todos dispostos neste governo e o que eles tem aprontado!

  6. Barbosa adora bancar o gostosão isento e independente. ..Ele está fazendo esse ataque a Cunha pq não quer ser visto como golpista , associado à “direita” que está tentando derrubar Dilma

    • Não vi a mesma indignação do ex-ministro sobre os “servidores” públicos (que recebem mais do que os da iniciativa privada, apesar de serem menos produtivos).

    • Num país com tanta miséria, onde os salários são tão baixos, Barbosa acha correto que os partidos sejam financiados exatamente pelos que estão na miséria, pelos que estão com os salários tão baixos. Pôrra, nem parece que esse cara pensa.

    • Também não fala dos salários estratosféricos dos juízes das altas cortes, somados aos benefícios de realeza. É um perigo ver salvadores da pátria em todos que fazem lago de positivo. Isso é fruto do ambiente totalitário criados pelos comunistas.

      • Não acredito em mistério, é a crise somado a concorrência ‘desleal’. A concorrência recebe publicidade do governo petista e assim pode ter mais jornalistas e/ou até vender assinaturas mais baratas, mais jornalistas é mais matérias que gera mais publicidade e ganhos, as matérias, claro, ocultando certas verdades, para não perder a boquinha governamental.

  7. Inaceitável a decisão da Veja de demitir Rodrigo Constantino. Recuso-me a acreditar que o PT esteja começando a colocar suas garras imundas no Grupo Abril, como já fez com grandes jornais e redes de TV.

    http://www.institutoliberal.org.br/blog/nao-e-hora-de-esmorecer/

    Outra hipótese é que o envolvimento de Rodrigo com a criação do Partido NOVO tenha contrariado a cúpula da empresa.

    http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/politica/ha-algo-novo-no-ar/

    http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/politica/tomar-partido-nao-e-o-mesmo-que-ser-partidario/

    • Há outro ponto que pouca gente percebeu. Há alguns dias atrás o Rodrigo postou fotos e vídeos dele na sua página do facebook em um stand de tiro nos EUA. Tinha até foto do PT no alvo. Creio que a direção esquerdista da Veja não tenha gostado.

    • Várias hipóteses são possíveis. A VEJA pode estar sofrendo um desgaste, contratando mais esquerdistas tucanos… Tenho visto simpatia com o feminismo, movimento LGBT (coisa de tucano mesmo). O Constantino desce o sarrafo em tudo isso. Na VEJA ódio ao PT é uma regra, mas de resto, tudo é aceitável. Com a crise, aumenta a influência de jornalistas esquerdistas e como jornalismo e esquerda é café com leite, acaba sendo mais barato contratar a esquerda..

  8. Nem precisa ser “ceticista político” pra explicar essa mensagem dele. Basta lembrar que:

    1 – ele foi indicado pelo Lula ao STF, e creio eu ser um herói de araque, bem como Hélio Bicudo tenta ser agora;
    2 – naquela decisão do Supremo sobre financiamento de empresas privadas a campanhas ele foi um dos que votou a favor da proibição (link abaixo).

    http://www.valor.com.br/politica/3369488/joaquim-barbosa-vota-pelo-fim-do-financiamento-privado-de-campanha

  9. Concordo plenamente!
    Esse Joaquim Barbosa também nunca me enganou.
    Um cara que apresenta atestado médico para não trabalhar e, ao mesmo tempo, vai para os botecos de Brasília encher a cara não tem moral nenhuma.
    Aliás, se ele fosse valente mesmo, teria mandado incluir o canalha do Lula nas investigações do Mensalão. Era ele (Lula) o maior beneficiado do esquema e o chefe do Zé Dirceu.

  10. Esse cidadão, quando ainda ministro do STF, votou pela inconstitucionalidade das doações privadas. Ao menos foi coerente com a tolice manifestada em seu voto na corte. Mas bem que poderia ter evoluído.
    Na verdade, é um esquerdista, nada mais.

  11. Certíssimo Luciano. Tenho bastante restrições ao JB. Não foi macho suficiente e sucumbiu à pressão, abandonando o STF ao invés de tentar mudar as coisas. Quem age dessa forma não tem o direito de abrir a boca para criticar ninguém. Ele deveria concorrer a um cargo público para fazer as mudanças que julga necessárias e ajudar o povo a se livrar dessa petralhada bandida.

  12. Nunca me enganou e nunca escrevi uma letra em seu louvor.

    Apenas foi o “bisturi” usado por Lula para cortar algumas peças podres e salvar o todo. Um mero instrumento, se assim preferir…

    O “herói da capa-preta”, o Batman tupiniquim, o Paladino da justiça… Blergh! Antes, o mais bem colocado peão petista.

    Seja feliz em Miami, senhor Juiz!

  13. O governo Dilma é como um peido,sempre que ela force é provável que acabe em merda! Malandro é o Lula,mesmo sem saber de nada,continua roubando!
    Se agente não tirar o PT do caminho,vamos criar um caminho.

  14. Faço suas as minhas palavras! Mas sou mais cético. Joaquim Barbosa é o apogeu do funcionalismo público, do Estado engessado. O fato dele ser honesto, não o torna menos esquerdista. Devemos lembrar que entre esquerdistas há, pasmém, alguns honestos que creem em uma causa e a levam a sério. Penso que Joaquim Barbosa encarava mensaleiros como traidores da causa. Também sou muito cético em relação a Sérgio Moro e a Cunha, porém eles têm a função deles no jogo político, então temos que levar em conta as interseccções de interesses apenas.

    Com relação a Barbosa, concordo com ele sobre o ministério público: Não é polícia, são advogados, não podem presidir inquéritos policiais e nem deveriam ter qualquer prerrogativa nesse sentido, coisa que está restrita a Polícica Federal. Isso, ao meu ver, seria o princípio do fascismo.

  15. Apenas para melhorar e evitar ambiguidades, permita-me sugerir uma retificação, considerando que empresas também são pagadoras de impostos:

    A frase:

    “Não é dinheiro de pagadores de impostos”

    Talvez fique melhor assim:

    “Não é dinheiro da arrecadação de impostos”

  16. “nossa economia está aos frangalhos, mas eles só pensam numa coisa: no dinheiro das empresas!”

    E a arrecadação de impostos via ICMS, IPI, PIS, COFINS não é pensar no dinheiro das empresas? Mania de comunista enrustido de achar que o Estado produz alguma coisa. O Estado arrecada imposto. Quem trabalha e produz são trabalhadores e empreendedores. Dinheiro público não é para ser tratado como posse pessoal dos governantes seu Joaquim Barbosa. O dinheiro dito público tem origem privada.

  17. Por isso que quase vomito quando vejo alguém dizendo, precisamos de um líder… Quantos quiseram escolher Joaquim como líder político? Se o tivessem escolhido, e ele aceitado, com essa mentalidade dele, hoje ele seria mastigado e cuspido pelo PT com seu poder em manipular a mídia e conseguir tirar PMDBistas do muro.

  18. Olá, Luciano!
    Sugiro uma alteração no texto acima. Não precisa publicar este meu comentário.
    No penúltimo parágrafo você diz que “Um juiz de carreira não pode dizer uma besteira dessas.” No entanto, Joaquim Barbosa é oriundo do Ministério Público e não da magistratura (o que leva alguém ser chamado de juiz de carreira).
    Veja a biografia oficial dele no site do Supremo Tribunal Federal (STF): http://www.stf.jus.br/portal/ministro/verMinistro.asp?periodo=stf&id=39
    Att.,
    Flavio.

  19. Joaquim Barbosa é um claro exemplo de quem vê os defeitos dos demais e não corrige os próprios. Sua defesa da lei das cotas já diz tudo: pobre preto vale mais que pobre branco! Não dá pra esperar nada de um sujeito tão inconsciente e inconsequente.

    • Não dá pra esperar nada de um sujeito que ficou rico por causa do governo.É tão parasita quanto os petistas, com a diferença de que os petistas pelo menos são autênticos e sabem que o governo não é nada além de uma máquina de roubar; esse aí é burro o suficiente pra achar que governo tem alguma coisa de necessário ou de nobre.

      • Slaine,

        A partir do momento em que existem vagas no serviço público, haverá interessados em prenchê-las. Isto não desqualifica os argumentos de alguém.

        Este é o problema mais sério do libertarianismo: um purismo quase adolescente.

        Abs,

        LH

      • ‘A partir do momento em que existem vagas no serviço público, haverá interessados em prenchê-las.’

        E daí? A sua guerra política não se preocupa em mostrar como isso é imoral? Imoral e insustentável, o setor produtivo se matando pra que um funça desses possa viver cheio de regalias com um salário de 10k ou mais.
        E não é uma questão de purismo mas de ter os pés no chão, eu podia até apoiar o NOVO ou algum partido que falasse em reduzir o salário da classe parasita, mas sinceramente, não vai rolar. Até porque pela tal DEMOCRACIA que vc tanto defende, as regalias dos funças são garantidas na constituição.

      • Slaine,

        Guerra política também se baseia em PRIORIDADES, e METAS TANGÍVEIS.

        Suas metas nunca possuem datas claras, exemplos de realização, etc….

        Você não é um lutador na guerra política. É um idealizador de mitos. Se você se sente bem assim, quem sou eu para dizer que você tem que seguir outro caminho?

        Abs,

        LH

      • ‘Suas metas nunca possuem datas claras, exemplos de realização, etc….’

        E as suas possuem? Diga aí UM país que chegou no governo mínimo pela democracia, aí eu fico satisfeito.

      • Ninguém fala pq não é realista e não é realista pq ninguém fala…assim não vai mudar nada nunca.

        E mesmo sem ser realista, quem não tem uma direção corre o risco de perder o foco muito fácil e virar massa de manobra de OUTRO parasita.

      • O ambiente já é receptivo a um monte de idéias libertárias, as pessoas já usam cada vez mais bitcoin, discutem secesssão e nos protestos contra a vilma já aparece um monte de ‘MENOS MARX MAIS MISES’.
        Ou seja, não falar de libertarianismo por uma questão de ‘pragmatismo’ na verdade é só uma desculpa.

Deixe uma resposta