Racismo no Mackenzie pode ter sido praticado pela extrema esquerda

22
159

racismo-mackenzie

O título deste post pode parecer sensacionalista, mas na verdade é apenas a constatação do óbvio diante de mais jornal velho. Depois que a extrema esquerda passou a ser percebida pela população como algo mais sujo do que pau de galinheiro, não cessam de aparecer casos de “crimes de ódio” sem nenhuma evidência de seu praticante, mas atribuídos pela extrema esquerda à direita.

Conforme lemos em uma notícia do site da BLOSTA Pragmatismo Político, veja a notícia de um caso de racismo no Mackenzie:

Uma pichação com teor racista foi encontrada num dos banheiros masculinos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, na tarde da última terça-feira. “Lugar de negro não é no Mackenzie. É no presídio”, diz a mensagem […] O caso foi denunciado por alunos nas redes sociais e logo viralizou. A estudante Tamires Gomes Sampaio, diretora do Centro Acadêmico João Mendes Jr., do curso de Direito da Mackenzie, e segunda vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), lamentou que o ato criminoso e racista represente aquilo “que passa na cabeça de muitos que permeiam pelo Mack”.

“O negro foi historicamente segregado no Brasil, desde a abolição da escravidão, fomos sistematicamente jogados para as periferias; nossos costumes, religião, luta, lazer, tudo que vinha de nós foi criminalizado. Foi determinado um papel e um lugar para o negro, e coitado do que tentasse ultrapassar o limite que nos foi colocado (…). Não é a toa que vivemos um genocídio da população negra no nosso país. A carne mais barata do mercado e a mais marcada pelo Estado é a negra (…). Volto novamente a dizer: podem chorar e escrever nas paredes quantas vezes quiser elite, branca, racista, MAS vai ter preto na universidade SIM”.

A estudante de jornalismo da universidade, Michelli Oliveira, foi outra a criticar a atitude racista, cuja autoria ainda é desconhecida. “O tempo de escravidão já acabou e temos os mesmos direitos dos filhinhos de papais da classe média e alta deste país. Não vamos apenas limpar suas casas e cuidar das suas portarias, iremos sentar na mesa junto com vocês e seremos patrões como vocês”, escreveu.

Por meio de nota, a diretoria da faculdade também se posicionou contra o ocorrido, dizendo que “repudia todo ou qualquer ato, ação ou manifestação de cunho racista”, garantindo ainda que “já foi feita a denúncia aos órgãos e instâncias responsáveis pela apuração” e que também foi instaurado um procedimento interno.

Essa não é a primeira vez que mensagens racistas aparecem na universidade. A última vez aconteceu em agosto deste ano quando, também em um banheiro, foi encontrada a pichação: “O Mack não deveria aceitar nem negros e nem nordestinos”.

Não demorou para que os bolivarianos atribuíssem o caso à “elite branca”, ou seja, instrumentalizassem o evento para atacar oposicionistas.

Mas aí precisamos retornar ao óbvio, conforme citei no título do post. Os fatos do mundo nos obrigam a entender que diante deste evento, temos as seguintes opções:

  1. Pessoas de “direita” são racistas e manifestaram intolerância
  2. Pessoas de “esquerda” são racistas e manifestaram intolerância
  3. Ou até pior, podem ser pessoas de esquerda que fizeram isso só para acusar pessoas da direita

Qualquer pessoa que diga que as três alternativas não são possíveis estará mentindo. Logo, uma ação tão abjeta pode ter sido cometida tanto por um antipetista como por um petista. Se assim o é, por qual razão eles se empolgam tanto por utilizarem o evento como instrumento de campanha política? Resposta: por que temos sido lentos em apontar o dedo na direção dessa gente por sua mistura de irresponsabilidade, mendacidade e barbarismo. Se cobrássemos o preço destas alegações sem provas, eles teriam mais timidez em descer tanto de nível.

E este é outro fato do mundo: mesmo sem provas em mãos, eles acusam a direita de crimes que estes não cometeram (ou, melhor dizendo, para os quais não há prova de sua culpa, o que juridicamente dá no mesmo). Precisamos criar mais este esclarecimento perante o público de como a extrema esquerda é pérfida até nisso.

Anúncios

22 COMMENTS

  1. Mesmo racistas não costumam ser tão óbvios.
    Isso parece mais uma promoção, propaganda.
    Nada espontânea.
    Em minha opinião, é um factóide montado.

  2. Mas, pelo amor de deus ! É claro que isso é FAKE. Eu disse isso desde a primeira vez que essa merda apareceu. Olhe a disposição e clareza das letras, não é asim que estudante escreve putaria nas portas de banheiros e paredes de escolas e faculdades.Meu deus, qualquer aluno de quinta série sabe que isso não é cosia espontânea, isso é cosia pensada para criar efeito. FAKE, criado pela esquerda. Está muito na cara.

  3. E o pior é que desde a época eleitoral no ano passado até o presente momento surgiram muitas “manifestações de intolerância” por parte da direita que, são totalmente absurdas e sem sentido nenhum. Se fossem reunidas pela direita, mostrariam exatamente que no conjunto são apenas sabotagens por parte da esquerda. Mesmo que não existam provas, é muito possível acusá-los publicamente, pois elementos e indícios pra isso existem aos montes.

  4. Olha só de onde é a “estudante” que se pronuncia sobre o caso, a tal Tamires; da UNE. O DNA esquerdista está na cara. Otítul odo post está muito comportado. SE fosse um post de esquerda, seria com um título de bem maior impacto apelativo. E pra que saber se “pode” ter sido praticado pela extrema esquerda ? Tem que botar que foi a esquerda, porque foi ela mesmo. Tem que explorar mais o lado agressivo e também, sarcástico.

  5. Que racista intolerante usa os termos, “negro” e “presídio”??
    Pra mim isso foi ataque da esquerda. Tamires, a ex presidente do ca joão mendes é uma petista desagradável, e logo após o “ataque” quis politizar em cima. Estranho, muito estranho.

  6. Irresponsabilidade da imprensa dar esse tipo de notícia..Isso não é jornalismo , é molecagem ginasiana sendo elevada à categoria de.crimes contra a humanidade por esses patéticos militantes disfarçados de jornalistas…

    Cadê as evidências ? Não existem e nem precisam existir. O objetivo é constranger os alunos brancos , lançar sobre eles todo tipo de suspeita e criar uma narrativa para acanalhar os “filhinhos.de.papai brancos estudantes de uma universidade conservadora cristã”

  7. Que ninguém tenha dúvidas na relação do PT por trás dessas ações fomentadoras de discórdia, ódio, polemicas extremas. É sinal do desespero de escrotos sanguinários dispostos a fazer o trabalho sujo dos dirigentes espertalhões.
    O PT nada mais é que um excremento do PCB nos dias de hoje, tanto na forma como no conteúdo. Enquanto o PCB colocava os imbecis dos fieis e apaixonados por Stálin e Prestes para empastelar os jornais Voz Operária e Tribuna Popular, os dirigentes do Comitê Central ficavam planejando os próximos passos para avançar na opinião pública favorável responsabilizado a policia e o governo pelos ataques. Sempre posando de vitima e apenas interessados no bem estar do povo.
    Hoje a mídia valoriza muito mais essas ações e tudo num alcance on line, contribuindo de maneira exemplar na vasão do afloramento dos temas provocativos, trabalho feito de mãos dadas com a engenharia social dos grupos ou falanges atuante.
    Lula, como líder máximo de uma Organização Criminosa, nada faz se não usar da mesma estrategia para conquistar espaço na mídia que dá parecer favorável cada vez que ele abre a boca para soltar sua voz podre em defesa dos “coitadinhos e oprimidos”.
    Que ninguém se engane, eles são capazes de tudo. E estão ganhando, infelizmente, de goleada nessas operações pequenas, mas de grande teor emocional e abrangência nacional.

    A alienação que o PT faz com os petistas é a mesma que o PCB fazia com seus membros em relação aos assuntos deliberados pela minoria do andar de cima. Tanto é, que tem petista que não sabe o que é o Foro de São Paulo e qual trabalho desenvolve na sociedade.
    Outra coisa, só uma pergunta pode ser feita sobre a ação enfocada: A quem interessa esse tipo de manifestação?

    Rodrigo Cortes

  8. Pelo que tenho notado, esses episódios têm a seguinte mecânica:

    1) Alguém alega algo ou mostra uma foto não muito esclarecedora em redes sociais;

    2) Imediatamente vemos uma série de marxistas-humanistas-neoateístas se solidarizando;

    3) Vemos a mídia explicitamente MHN repercutir a coisa toda;

    4) Enquanto isso, nas redes sociais, vemos pipocar artes que podem ser resumidas a #somostodos(preencha algo aqui) e que, se formos considerar a hipótese de falsa comunicação de crime, podemos considerar que a pessoa possa ter feito isso para recarregar o próprio narcisismo (uma vez que narcisistas costumam mentir para os outros de maneiras que possam ser encobertas);

    5) Pouco depois ou ao mesmo tempo que na mídia explicitamente MHN, a mídia comum também repercute essas histórias;

    6) Com o tempo, pode ocorrer de se descobrir na história detalhes que os alegadores não gostariam que os outros reparassem, mas acabam por reparar;

    7) Dependendo do que se descobrir, imediatamente se para de falar nisso ou mesmo quem alegou pode dar uma sumida das redes sociais, já tendo havido exemplo disso quando, da onda de denúncias de estupro no Facebook, um cara falou que conhecia um policial que poderia ajudar na história e quem alegava subitamente se pirulitou da rede do Zuckerberg.

    Repasso novamente as dicas da página Resistência Anti-Feminismo Marxista sobre denúncias de estupro, mas que podem ser repassadas com poucas mudanças para outros tipos de denúncias vindas de MHNs:

    http://www.facebook.com/resistencia.anti.feminismo.marxista/posts/476236225882961

    Talvez seja uma boa que os anti-MHNs que porventura tenham algum relacionamento com MHNs que fazem esse tipo de denúncia falarem sobre formalização dessas queixas que eles fazem em redes sociais em boletins de ocorrência, ainda mais que as autoridades só podem agir se movidas. Se o MHN não aceitar isso, já acaba ficando ainda mais suspeito o que ele alegou.

  9. Quem faz “intervenção social” no Mack geralmente é o pessoal da esquerda mesmo, sempre adotando ideologias feministas, movimento negro, LGBT, enfim… Acontece principalmente nos banheiros femininos (tenho fotos) ou no campus.

    A linguagem nesse treco pichado aí é da mentalidade de quem precisa “odiar” uma classe em defesa de outra (quem será que faz isso?). Justificam ser um “ódio nobre” em nome do “amor” e “justiça”, completamente subversivos. São eles que escrevem, pensam, vivem desse jeito…

    A gente nota até em um universo mais amplo que são os próprios revolucionários que vivem da utopia de querer mudar o mundo primeiro ao invés de entender e mudar a si mesmos. Eles podem até sentir que existe algo errado (o que seria?)… Mas nunca é um problema deles – indivíduos – e sim um problema enorme do vizinho, da sociedade, do Universo, enfim, do OUTRO.

    Agora, sinceramente, eu estudo no Mackenzie e awi pessoas babacas a ponto de terem muito preconceito! Mas não é o dinheiro (”elite”), nem cor “branca” que define isso.

    Aí que concordo 100% com você… No depoimento a menina foi infeliz de atribuir o caso aos ricos e brancos sem ter certeza de QUEM foi, podendo ser uma armação ou qualquer outra coisa pode ter acontecido… Em todos os casos chega a ser triste. Parece que ela foi programada para pensar assim né: odiar ricos e brancos e cultuar pobres e negros… Como se todo branco fosse rico e todo negro fosse pobre (existe opinião mais débil, limitada e hostil que essa? Haha). Não existe outra realidade no mundo dela. Ninguém contou pra ela que a prepotência anda de mãos dadas com o engano.

    Assim como não temos certeza de que foi uma armação política (supomos), ela também não poderia ter certeza que foi alguém da “elite branca”. Mas eles sempre estão certos: direita é a síntese de tudo de ruim, bons são eles… Zzzzz… Fazer o que… Nem a mídia é pensante mais (será que já foi?). Informam e induzem pensamentos…. Belo show esse… Show de horrores.

  10. Eu tenho certeza ABSOLUTA que foi gente da esquerda porque na UNESP aconteceu a mesma coisa anos atrás: um grupo de comunistas do DCE colaram frases do Hitler no banheiro para denunciar a instituição de “racista”.

  11. Eles falam muito da elite branca, que é uma abstração, tem que falar nomes, tem que apontar dedos. Por exemplo o que Charles Moore fez, apontando o dedo pró elitista branco Fidel, ele mesmo disse que no Brasil nunca passou pelo que ele passou em Cuba, e ele foi escorraçado pela elite branca comunista também, cabe lembrar. Então é só apontar para a realidade, como por exemplo o Governo Petista, que só tem 1 negro, e no ministério da integração racial. Assim a coisa vai mudando de nível e ficando interessante.

  12. ou algum branco podia ir lá e escrever algo racista contra brancos e depois acusar os negros esquerdistas de racismo,que tal? teria muito mais utilidade já que essa é a unica lingua que eles entendem.

  13. POR ESSAS E OUTRAS EU VIVO ALERTANDO QUE ESSA IDIOTICE DE TIPIFICAR OS TAIS “CRIMES DE ÓDIO” E A ACEITAÇÃO DE RÓTULOS COMO RACISTA, XENÓFOBO, ISLAMOFÓBICO, ANTISEMITA, MACHISTA, HOMOFÓBICO E OUTROS TÃO OU MAIS IDIOTAS, NÃO SERVE À DIREITA, MAS ALIMENTA DE MUNIÇÃO A ESQUERDOPATIA QUE NÃO POSSUI NENHUM ARGUMENTO VÁLIDO E CONSISTENTE PARA SUSTENTAR SEUS “PRINCÍPIOS” E CRENÇAS, MAS SERVE PARA DESQUALIFICAR SEUS OPOSITORES E CRÍTICOS… QUANDO NÃO OS COLOCAM NA ILEGALIDADE!…

  14. Tá na cara que é FAKE, e tem que dizer isso bem alto. Aprenderam com os nazistas, xingamento que gostam de usar contra estudantes que estudam, trabalhadores que trabalham, o oposto do que eles, estes sim, eternos amantes de ditaduras, são.

  15. Há esperança: Joinville sedia as finais do Karate em 5 dias. Pesquisa Istoé & Austin Rating elegeu-a 2ª MELHOR cidade do Brasil. Analisou 5.565 cidades comparando os indicadores enviados à Secretaria do Tesouro Nacional STN de mercado de trabalho, qualidade de vida, educação, saúde, mobilidade digital, acesso digital ao conhecimento, responsabilidade social. Houve um concurso na rede municipal de ensino de Joinville com o título: ‘Dai pão a quem tem fome’. O 1º lugar inspirou-se no Hino Nacional. Qual o verdadeiro sentido de patriotismo? O sistema desportivo e olímpico nele se baseia! O amor à Pátria é uma lição esquecida porque o Foro de São Paulo está criando a Unasul destruindo o sentimento cívico. A jov

  16. “Ou até pior, podem ser pessoas de esquerda que fizeram isso só para acusar pessoas da direita”

    Das possibilidades, a de maior probabilidade.

    – Os únicos que se beneficiam são os de extrema esquerda que tentam capitalizar em cima do ocorrido.
    – A manifestação de indignação vem quase sempre antes ou ao mesmo tempo que os meios de comunicação ditos oficiais. No caso a Reitoria da Universidade.
    – A acusação é sempre contra uma classe e não contra um indivíduo
    – Sempre há um discurso de bom samaritano na defesa de uma minoria e com resultados nulos. Não é o esquerdista que define se vai ter negros na Mackenzie. É a Constituição e já tem independente deles.

  17. Mais uma dos militantes marxistas-humanistas-neoateístas de matiz africano, desta vez na USP (ainda que a USP seja Geni deles há muito tempo), pelo que vi no câmpus de Ribeirão Preto:

    http://www.facebook.com/danny.caroline/videos/10156117335810263/

    Se as pessoas devem a alma aos afro-MHNs, então eles estão se declarando o demônio e afirmando que nós fizemos pacto com eles. Como na cabeça deles não existem indivíduos, mas coletivos, isso significa que na cabeça deles alguém que foi lá pedir desculpas por aquilo de que não tem culpa vale para todos os outros que de alguma forma a este que foi pedir desculpas se assemelhem, significando aí na cabeça deles que todos somos Sodoma e Gomorra e sequer algo equivalente à família de Ló para se salvar.
    Segue abaixo o que a página Negros contra o Movimento Negro, tocada pelo Autêntico, falou a respeito do episódio:

    http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1737616829790006&id=1611299849088372

    http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1737724713112551&id=1611299849088372

    Também rendeu comentários da página Aventuras na Justiça Social, que não pode ser considerada anti-MHN mas tem coisas aproveitáveis no combate ao marxismo-humanismo-neoateísmo:

    http://www.facebook.com/AventurasnaJusticaSocial/photos/a.827394220675429.1073741828.827240997357418/908710575877126/?type=3

Deixe uma resposta