Cunha, os republicanos sem prioridade política e a urgência do pensamento jurídico

43
118

cunha

Nota-se que um distúrbio lógico parece ter acometido muitos formadores de opinião republicanos. Precisamos superar esse deslize cognitivo. Caso não o façamos, precisamos superar os próprios argumentadores acometidos por este tipo de deslize e não deixar que eles definam nossas prioridades.

Na política, precisamos de advogados (e não juízes) para as nossas causas, assim como os esquerdistas possuem advogados para as causas deles. Uma visão típica de juiz é reservada aos diálogos internos, não aos públicos. Ou ao menos em diálogos restritos. Para o embate público, temos que ser advogados. Essa noção, vinda da retórica jurídica, diz que se há juízes para as questões públicas, eles estão no povo. Entre os formadores de opinião, temos advogados para cada lado na batalha por mentes. A partir do momento em que algum destes formadores de opinião ingenuamente tenta ser um juiz, ele será utilizado pelos formadores de opinião do outro lado. (Claro que existem exceções, naquelas onde agimos como juizes, a título de marketing)

Moralmente, a escolha é óbvia: seres humanos são máquinas cujo consumo calórico é finito. O moto perpetuo nunca foi validado cientificamente para máquinas, e certamente não o será para seres humanos. Assim, temos que nos conformar com os fatos: uma vez que somos agentes em nome de causas, se dividimos estes esforços em outras causas, incluindo a de nossos oponentes, então reservamos uma parte de nossa capacidade calórica para estes, em detrimento daqueles que estão ao nosso lado. Reinaldo Azevedo agiu de modo razoavelmente cético quanto a Cunha por algum tempo. Infelizmente, nos últimos dias o vemos escrever até três posts em um dia atacando o presidente da Câmara. Conclusão inescapável é que ele poderia ter utilizado o mesmo tempo gasto para escrever estes três posts em outra direção, atacando as trincheiras petistas. São escolhas.

Isto significa mentir? De jeito algum. Mas significa entender quais suas prioridades no momento de gastar energias e defender causas. Evidentemente, tanto o Antagonista quanto Reinaldo Azevedo podem estar defendendo as causas do PSDB. Mas, neste caso, nós, adeptos da liberdade, temos de nos conscientizar que eles resolveram economizar esforços no ataque ao PT em favor do PSDB. Em outras palavras, isto significa que eles aceitaram negociar parte dos esforços desta luta maior em favor de uma luta de menor importância para a maioria de nós.

Ademais, se priorizar ações no momento de escolher suas causas, para defesa ou ataque, é mentir, então passem a chamar todos os advogados de mentirosos, pois dificilmente os vemos coletar provas para atacar seus próprios clientes. Quem entender o funcionamento da advocacia, compreenderá a retórica jurídica.

E qual minha posição em relação a Eduardo Cunha? É simples: se as posições do MPF não tem mais valor algum, por representarem a visão de Dilma, que atua pelas mãos de Rodrigo Janot, as informações que passam não significam nada. Se alguém disser “ah, mas o MPF disse que o governo suíço afirmou”, então que nos mostre, ponto por ponto, as evidências. Ou seja, não se discute com o que Janot e sua turma dizem, mas com as evidências demonstradas. E mesmo existindo contas em nomes de empresas, será preciso comprovar que o dinheiro depositado nessas contas veio por meio de propina. Há um longo caminho pela frente neste caso, pois existe também a hipótese de que, sabendo dessas movimentações, pessoas cooptadas pelo PT poderiam dizer que elas vieram de propina. Isso é muito fácil de sincronizar, uma vez que as informações tenham sido adquiridas pelo aparato policial que estiver a serviço do PT. Assim, são os advogados do PT que tem que correr atrás pelas provas. A nós, republicanos, caberia esperar as evidências e praticar o escrutínio cético, pois está tudo mal explicado. Especialmente por parte do MPF, e não apenas de Cunha. É só com as evidências que discutimos, mas jamais com palavras proferidas pelo MPF, o qual, como sabemos, não tem poder de julgamento.

Como já disse várias vezes, não preciso advogar por Cunha, e ao mesmo tempo exigir que os advogados do PT corram atrás. Se Reinaldo Azevedo e o Antagonista resolveram atuar em parceria com os advogados do PT, exercem um direito democrático, tal como é o direito daqueles que resolvem criticar tal dispêndio energético em uma causa de seus inimigos. Mas aí se encontra uma grande ironia, que historicamente pode doer bastante. O fato é que a diminuição do capital político de Cunha caminha em par com o aumento de capital político do PT. Não há nada que possamos fazer para reverter esta regra da natureza. E, com isso, o PT poderia estar encontrando nas críticas a Cunha o capital necessário para barrar o impeachment. Felipe Moura Brasil notou algo interessante:

Captura-de-Tela-2015-10-10-às-13.20.25

O pensamento acima é bem lógico, principalmente quando amparado pelos últimos fatos, tais quais reportados pelo Implicante:

E aqui fica mais claro o porquê de a imprensa, sempre munida de vazamentos que traziam nada de novo, mas apenas novos detalhes sobre um mesmo fato, passou os últimos dias bombardeando o presidente da Câmara numa semana com tantas e gigantescas derrotas de Dilma.

Quinze dias atrás, o recado, segundo a Veja, foi levado a Cunha por Pezão, o peemedebista preferido da presidente. Nos últimos dias, foi a vez de Jaques Wagner, o pupilo de Lula na Casa Civil. Qual recado? “Eu tenho cinco ministros do Supremo.” Quem mandou o recado? No primeiro caso, Dilma. No segundo caso, Lula, já dentro do governo Dilma.

Mas há uma boa notícia em meio a esse trágico cenário. Quando o STF livrou os mensaleiros do crime de formação de quadrilha, acusação que os teria mantido atrás das grades por muito mais tempo, os 6 votos que viraram o jogo para o PT vieram dos 7 ministros indicados pelo partido após o estouro do Mensalão. Apenas Fux não seguiu a regra e foi chamado de “traidor” pelo petismo. Dilma e Lula dizem hoje possuir “apenas” 5 ministros. Quem eles andaram perdendo?

De novo, outra conclusão lógica, assim como fora a de Felipe.

Quer dizer, os “paladinos da moralidade”, que na verdade apenas ignoram a retórica jurídica, o ceticismo político e a priorização de esforços nas causas adequadas, podem, sem querer, estarem ajudando o PT a aumentar seu capital político para levar Eduardo Cunha a uma situação de beco sem saída, diante da qual a única alternativa seria trocar o fim do impeachment pela utilização de cinco ministros do STF para livrá-lo de todas as acusações. Alguns destes “juízes políticos” podem dizer “ah, mas estou escrevendo de acordo com minha consciência”. Mas quem diria o contrário? Isto não serve como argumento de que pessoas com boas intenções, como sempre, podem estar ajudando inadvertidamente a causa mais imoral de todas: a de um governo totalitário que consegue manipular a Justiça a seu bel prazer.

Como sempre digo, a política, vista sob uma ótica adulta, é dura especialmente por ser baseada em escolhas,  que, ao serem tomadas, definem os resultados que teremos.

Anúncios

43 COMMENTS

  1. Parabéns pelos comentários. Você consegue se destacar entre os jornalistas e analistas da política brasileira porque enxerga os petistas e aliados como eles realmente são, além de manter o foco no que realmente interessa, sem preconceito ou afetação intelectual.

      • Muita gente morre por causa do conservadorismo! Essa não sei se é pra rir ou pra chorar! O “revolucionarismo” matou cem milhões de pessoas no século passado e continua matando alegremente, seja na Venezuela, na Síria ou eliminando prefeitos do ABC e promotores argentinos. Sua defesa total e completa da impunidade dos “injustiçados sociais” mata de 50 a 60 mil pessoas por ano no Brasil, principalmente entre os mais jovens.

        Ver este bostinha que se acha “O” intelectual vestindo camisa e boné da facção criminosa que atende pelo nome de MST me embrulha o estômago.

  2. Acho que você respondeu meu comentário no post sobre a mulher do Cunha…
    A propósito, existe algo além da autodisciplina e estudo para que os republicanos alcance o estado de ceticismo político? Observa-se o nível de bipolaridade de comentários influenciados por formadores de opinião reconhecidamente petistas e pelos desinformantes e parece que o pessoal cai na mesma armadilha de confundir a pessoa Cunha com as funções de presidente da Câmara, deixar de fazer a pressão necessária para que ela faça o que queremos, etc.

  3. O cidadão comum está sofrendo na pele as consequências de 13 anos de desgoverno petista! Ele não recebe salário de deputado ou senador (quase R$ 34 mil ), não tem verba de gabinete ou imunidade parlamentar para lutar contra a Orcrim. Gritou INUTILMENTE na internet:

    NÃO A FACHIN

    NÃO A JANOT

    Agora grita INUTILMENTE também:

    FICA, CUNHA!

    Não bastou ajudar a colocar Fachin no STF e manter Janot na PGR, oposição ? Agora pedem a saída de Cunha, em coro com PT, PSOL, PCdoB! O futuro do Brasil está em jogo, pelo amor de Deus!

  4. Se o Cunha cair pode esquecer saída de Dilma e pode esperar: 2016 será o ano do aborto grátis pelo SUS, da parada gay nacional e da democratização (kkkk) dos meios de comunicação.

    Abraço aos moralistas de plantão, que durmam bem com as boas notícias para 2016.

  5. OFF:

    Ayan, uma notícia interessante.
    Há anos que os defensores do dinheiro público para a “arte” dizem que isso é necessário para fazer cinema no Brasil.Pois bem, esse mito está prestes a ser derrubado.
    Segundo o site teleguiado (o mesmo que revelou o salário obsceno do Emir Sader na TV Brasil), o filme “O Diabo Mora Aqui” está prestes a estreiar no Sitges Film Festival.O diferencial é que esse filme foi produzido sem usar dinheiro público e não vai ter crítica social ou manual esquerdista na estória.
    Como diz o site, não precisamos de filmes brasileiros, mas sim de filmes produzidos no Brasil.

    http://teleguiado.portalvox.com/cinema/2015/10/sem-dinheiro-publico-o-diabo-mora-aqui-estreia-dia-12-no-sitges-film-festival.html

  6. Perfeita analise! Escrita também elegante e harmoniosa de fácil compreensão mesmo com assuntos complexos. Parabéns Luciano, não tenho duvidas de que em muito breve este sera um dos blogs mais respeitados do Brasil.

  7. Do Antagonista:
    “TSE tem oportunidade histórica – Aécio Neves falou também da ação de impugnação do mandato de Dilma que será julgada no TSE. Disse que é uma oportunidade histórica para o tribunal mostrar “a razão de sua existência”…
    “Aécio: Dilma está sitiada…” O candiato do Antogonista é o Aécio, assim como foi o Alckmin para o Reinaldo.
    O Antagonista atacou o Cunha para beneficiar o Aécio; atacou o Alckmin para beneficiar o Aécio. O FHC, aliado do Aécio, indicou o Matarazzo como candidato a prefeito de São Paulo deixando de lado o governador que administra o segundo maior orçamento da república. O Aécio não administra um centavo mas entregou o governo de Minas para o PT. Aécio e FHC acham que podem passar a perna no Alckmin.
    Sem Cunha não haverá impeachment. Ficaremos lendo as notinhas que o Aécio Neves vaza para a imprensa e as declarações nojentas do FHC. Com eles, o PT estará salvo e volta com tudo.
    Lamento muito pelos Antagonistas, pensei que fossem pessoas mais sérias. Esta raça parece incompleta, sempre fica faltando algum neurônio.

  8. A PASTA DE PÂNDORA

    Nos primórdios, a cabecinha dos petistas só permitia a estocagem de cerca de 600 ml de vento. Com o passar do tempo e uma farta alimentação que “,comungou a mandioca com o milho”, a cabecinha dos petistas se expandiu e hoje já permite a estocagem de cerca de 1200 ml de vento. Foi uma extraordinária evolução, sem dúvida!

    Se essa capacidade de estocagem de vento na cabeça continuar aumentando, é possível que num futuro não muito distante os petistas consigam resolver o maior desafio que se impôs à humanidade através dos tempos, ou seja, solucionar o enigma da “Pasta de Pândora”, que nem Lula da Silva, o “jenial” criador da “Teoria da Terra Quadrada Antipoluição”, ou o Obama conseguiram decifrar: como “colocar a pasta de dente de volta dentro do dentifrício depois de ela ter saído de dentro do dentifrício”.

    Como todos estão cansados de saber, “depois que a pasta de dente sai de dentro do dentifrício, ela dificilmente volta para dentro do dentifrício”. E isso tem que ser feito, para “evitar que ela fique solta por aí”, não é mesmo,Obama?

    Lucas Daniel

  9. Salve. Porca Pipa! Será que nenhum de nossos oposicionistas, tanto na imprensa quanto no parlamento, não está vendo se repetir o padrão que resultou no esvaziamento do escândalo do Mensalão?
    Vai-se derrubar um presidente da Câmara imune às pressões do Planalto, eleger no “consenso” um deputado que seja “isento” e “aberto ao diálogo” com todas as bancadas… tipo o PSBista Júlio Delgado, que é para deixar os tucanos felizes… e esperar, como diz o Filho Oséias, um ano parlamentar de 2016 dedicado aos trepidantes temas de Gênero, Raça e Multiculturalistas, como aliás deveria estar sendo agora, se esse perverso Eduardo Cunha não tivesse sido eleito.
    E quanto ao impeachment… Ah, não! Não vamos impor esse trauma a sociedade brasileira, deixa a búlgara sangrar até 2018…
    E todos sabemos como esse filme acaba… morremos no final.

  10. INOCENTES-ÚTEIS

    Concordo em gênero, número e grau com você. Já postei comentários nos blogs do Reinaldo, do Antagonista e do Coronel, advertindo-os da mancada. Mas pode ser que eles prefiram ganhar um pirulito ou uma banana dos petralhas pela “isenção” que tentam demonstrar, né? Para mim, estão dando uma de inocentes-úteis.

  11. Perguntar não ofende né?
    Quem deixou Eduardo Cunha ter acesso a um suposto dinheiro de propina da Petrobrás?
    Quem é que indica o presidente da Petrobrás?
    Quem controla o conselho de administração da Petrobrás?
    Que cargo Eduardo Cunha tinha além de deputado?
    Do jeito que estão falando parece que qualquer um chega dentro da empresa e sai com uma bolada.
    Se assim for, antes de pedir a cabeça do Cunha, acho que a mídia precisa seguir a hierarquia.

  12. Janio de Freitas em sua coluna da Folha deste domingo:

    “Os taradinhos do impeachment preservam o presidente da Câmara porque esperam dele que instale a ação para a derrubada de Dilma e não têm pudor de dizê-lo. Aécio Neves não foi sugerir a Eduardo Cunha que se licenciasse coisa nenhuma, se nem disfarçou o desejo de que seja poupado para encaminhar o processo. O “aquilo” em que esses taradinhos só pensam não é aquilo, é o impeachment.”

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/236106-vozes-da-moralidade.shtml

    AÉCIO NEVES ESTÁ AO LADO DOS BRASILEIROS DECENTES, OS TARADINHOS DA DEMOCRACIA, NA LUTA CONTRA O GRUPO POLÍTICO QUE VOCÊ DEFENDE. JANIO DE FREITAS: OS TARADINHOS DA CORRUPÇÃO E DO AUTORITARISMO.

    • Perfeito: TARADINHOS DA DEMOCRACIA X TARADÕES DA CORRUPÇÃO. Dá um ótimo meme para espalhar. #FicaCunha. Chega de gastar energia trocando as prioridades de ordem.

  13. Acho que a direita precisa ser mais maquiavélica. Quando se tratar de política é preciso saber a hora de usar a moral e de fazer escolhas certas, como bem foi dito.

  14. A vaidade de figurar entre ser o mais lido e o que faz uma analise (ou opção) correta, faz surgir nos formadores de opinião um entrave: os dividendos fácil obtidos através do trabalho desempenhado por cada um. Argumento com alto poder de convencimento para o jornalista acabar se valendo dessa justificativa para agregar em torno de si, a mentira de que estão na maioria das vezes sendo ditados apenas pela consciência tranquila no cumprimento da busca da verdade dos fatos. Como se fosse outro e não esse, o papel primordial do jornalismo.
    O trabalho de cada um é relevante e a escolha de abordar esse ou aquele assusto não é difícil de mostrar uma pauta independente ou de estar apenas sendo uma demostração de quem está sendo pautado, conforme o veículo utilizado para tanto. Quando não fazem uso de floreios, fazem uso de rodinhas. Além da má formação e da contínua desinformação, misturar, confundir é uma função para quem quer estar num lugar bem posicionado no pódio dos cretinos.
    Como foi muito bem dito e explicitado acima, cabe a cada um, escolher o melhor para melhor informar. Mas, nem sempre o que convém para quem opina, é o melhor para quem busca a opinião. Há muito que transformaram o jornalista brasileiro em chefe de torcida. E que de cara, reflete o trabalho esquerdista de longa data para usufruir das consequências esperadas na guerra de cada dia através da manipulação.
    Hoje, mais que ontem, a política desenvolvida nos três poderes é de um fisiologismo puro, passando por cima da Constituição Federal, e como consequência tem levado o país inteiro para as cordas ou mesmo para o abismo Gramscifranckfurtiniano. Tudo com apoio dos donos da mídias e seus funcionários, como se fosse inevitável ser arrastado por um programa partidário que tem ditado as regras do jogo e não houvesse força para dar um basta definitivo na sordidez. Com raras exceções, numa ou noutra ação concreta.
    As análises concisas de determinados assuntos não são relevantes, assim os assuntos em disputas, são levantados na maioria das vezes, para atrair maior numero de torcedores e não para atrair o leitor como um individuo que possa aumentar seu pensar sobre os que acontece em todas as áreas do cenário atual. A armadilha é feita com uma banalização e afronta total, principalmente quando fazem descaradamente uma abordagem ideológica sobre determinado assunto. Como foi destaque num poste anterior, o trabalho feito pelos ultra-esquerdistas.
    O jornalismo brasileiro é dominado por péssimos jornalistas, e a grande maioria tem escrito ou articulado de maneira grosseira para um rebanho não menos bárbaro, mas sobre severo controle numa grande arquibancada.

    Rodrigo Cortes

  15. ” Ricardo: Atualmente, qual é a opinião do Antagonista sobre Janot?
    A de sempre: quando ele acerta, aprovamos; quando ele erra, criticamos.
    Oráculo 11.10.15 ”

    Ao constatar o comentária acima publicado na coluna Oráculo do’Antagonista, só é possível ver como é confortável a vida dos jornalistas em suas analises profundas dos acontecimentos.
    Assim, fica fácil movimentar o mundo das opiniões. Demostrar ser isento e sendo ao mesmo tempo, um mero agente agitador do sistema, na confiança de uma assertiva estupida e cômoda da estupidez “elegante” de um jornalismo inexistente. Tudo feita de maneira enviesada ou até mesmo, obtusa para satisfação de idiotas de plantão..
    Só uma coisa….vão para PQP.

    Rodrigo Cortes

    • O jornalista Murilo Ramos, revista Época de hoje, informa na sua coluna Expresso que Marcelo Odebrecht planejava divulgar informações falsas sobre sua empresa. A Odebrecht e a Braskem, sabidamente compravam e compram serviços de jornalistas, blogs e revistas, tudo para buscar blindagem, fazer lobby e obter vantagens.

      A mídia e os jornalistas amigos são do mesmo quilate de delegados que Marcelo considerava aliados nas suas trampas.

      Leia tudo:

      A Polícia Federal apreendeu na sede da Odebrecht e-mails que revelam uma faceta ainda inédita de Marcelo Odebrecht: plantador de falsas notícias. Às 21h40 do dia 31 de janeiro de 2015 , ele encaminhou e-mail a executivos da empresa propondo a criação de um “dossiê” com informações erradas sobre a empreiteira, que pudessem “destruí-la”. Ato contínuo, orienta-os a encontrar alguém que pudesse entregar o tal dossiê a ÉPOCA numa “quinta-feira de manhã (para não dar muito tempo de checar)”. Marcelo Odebrecht queria que ÉPOCA publicasse reportagem com informações do tal dossiê falso. Seu objetivo era “desmoralizar” a revista. Às 21h48, ele encaminha outro email recomendando a produção de informações e contra-informações para proteger a empresa. Marcelo conclama seus funcionários: “Precisamos partir para uma guerra de guerrilha!”. A Odebrecht não negou os emails, mas diz que deles não resultou uma “ação concreta”. Se houve dossiê, nunca chegou a ÉPOCA.

      Uma das pessoas para quem Marcelo Odebrecht encaminha os e-mails é Sérgio Bourroul, diretor de comunicação da Odebrecht. Em 2014, Bourroul foi premiado pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) como um dos “comunicadores do ano”.

      Transcrito do Blog de Políbio Braga.

  16. Vejam mais uma nota do Antagonista:
    “O melhor dos piores – A versão brasileira do El País informa que 8 dos 11 deputados na linha sucessória de Eduardo Cunha na Presidência da Câmara são alvo de algum processo na Justiça, inclusive como alvo da Lava Jato no Supremo.
    Melhor deixar Cunha onde está, desde que ele aprove o impeachment de Dilma”

    Depois de detonar com o Cunha, o único capaz de promover o impeachment da Presidente, o Antagonista volta para trás.
    Me engana que eu gosto!

  17. MPF é acionado para investigar Lula no caso de expropriação da refinaria da Petrobras na Bolívia (do Ucho). Não me digam que o MPF não sabia. Esse pessoal só age quando o escândalo é publicado em alguma revista ou jornal.
    Sobre o Reinaldo Azevedo, o Luciano tem toda a razão. O Reinaldo poderia simplesmente se omitir mas ele faz questão de aparecer para mostrar um suposta isenção. Da mesma forma, o FHC pode cheirar e fumar quantas drogas ele quiser. Poderia ficar calado mas ele faz questão de fazer declarações públicas, de defender públicamente a Dilma, o Lula e o PT.
    Gente que publicamente assume estar do lado dos bandidos, não merece credibilidade.
    O Antagonista detonou o Cunha para favorecer o grupo do Aécio. Se o Cunha cair, adeus ao impeachment. O Antagonista vai cair junto, vamos detonar com eles.

  18. Post do Reinaldo: Ou Cunha se afasta da Presidência da Câmara ou afasta de vez as contas na Suíça. Ou uma coisa ou outra!
    O Reinaldo não apresenta nenhuma alternativa ao Cunha. Ou melhor, sabemos qual é a expectativa, que a chapa seja cassada e o Aécio seja eleito presidente. O PSDB teme que com o Temer na presidência, o PMDB se fortaleça e o estado de São Paulo corra riscos. Com o PSDB, o PT volta com tudo como afirmei em outro comentario. Eu não quero mais esse bando de esquerdistas no governo.
    Me corrijam se estou errado.

  19. Ouvi o comentário de Reinaldo Azevedo na sexta-feira, no programa Os Pingos Nos Is, e ele foi bem cauteloso em relação a Cunha. Apenas cobrou explicações do mesmo sobre as tais contas na Suiça e, ao mesmo tempo, destacou o fato dele estar sendo pego pra judas e tomado pela imprensa como protagonista do Petrolão, sendo que essa conta é do PT. Pelo menos nesse comentário, ele ñ agiu como juiz

    E ele ñ é tucano, é um liberal conservador.

  20. Qual o próximo passo da grande mídia? Tendenciosa como parece estar, seria capaz de fazer novo show mostrando novamente as prateleiras da advogada Cata Preta. Advogada que se defendeu dos informes de ter ganho 20 milhões do pessoal de empreiteiras envolvidas em corrupção, dizendo que recebeu apenas 10 milhões, nada contra, ela fez para tal, mas isso mostra que, quem gasta muito em sua defesa, pode gastar o mesmo valor comprando a mídia e outros governistas, poderia também ter comprado informações sobre contas da família de político no exterior. Salvar o governo corrupto do PT, é do interesse de algumas empreiteiras corruptas e já envolvidas em corrupção, eles sabem que estarão salvando a própria pele e garantindo novos contratos.
    Não podemos esquecer do show midiático e tendencioso que fizeram ao mostrar os PeTralhas perseguindo o relator do TCU

  21. Cunha, tem que convencer o PMDB e seus aliados a derrubar o PT rápido:
    – O PMDB, captura a estratégia Petista de direcionar o MP para cima dos seus adversários, jogando a PF, MP e a imprensa para cima do PT.
    -Cunha, já esta condenado no STF, para não receber uma pena dura e ser usado como exemplo para quem desafia o PT, tem que mandar dezenas de Petistas, com crimes bem mais graves para o STF, e já esta bem claro que Janot não vai fazer isso. Logo só resta a Cunha, tentar derrubar o PT, ou acreditar em um acordo que o PT não tem nenhum interesse em cumprir.

  22. Poxa:
    Por favor, CONTINUE Luciano Henrique-san! eu, GRAÇAS A DEUS E A VOCÊ, ESTOU aprendendo MUITO!
    Deus te abençoe! eu ainda estou lendo!
    Paz e vou orar por você (é que eu sou fraco em oração; já deveria ter COMEÇADO a orar por você faz tempo!).

Deixe uma resposta