Eis o óbvio: Cunha afrouxou no discurso e apanhou três vezes. É assim que funciona.

15
51

eduardo_cunha

Se há mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia, igualmente é difícil entender o que se passa pela mente de Cunha com certeza. Certeza, por enquanto, só temos em relação ao seu desempenho político nos últimos dias: é uma grande decepção. (É claro que ele pode ter tocado o “foda-se” em um momento onde se preocupa com outras coisas, mas isso não pode mudar uma avaliação de desempenho)

O fato é que o capital de Cunha é esmagado a cada dia que passa. Mas qualquer pessoa que tenha prestado atenção – realmente prestado atenção – no que ocorreu nas eleições 2014 já perceberia o óbvio. Como em política, o agressor geralmente prevalece, e como o PT sabe disso, a ação do partido resume-se a deixar esta regra fluir, além de tentar controlar o fluxo de informações no grau máximo em que suas verbas estatais o tenham capacitado.

Quando não se percebe esta regra, a pessoa pode achar que a derrocada moral do PT vai derrubar o partido. Porém, mesmo nesta situação, ao atacar o oponente em quantidade muito mais volumosa (e muito mais propagada, pelo controle do fluxo de informações), a tendência é que, embora a rejeição ao partido diminua muito pouco, a do adversário com certeza vai crescer em escala considerável. Nas eleições de 2014, todas as semanas de embate direto contra Marina, e depois contra Aécio seguiram o mesmo padrão: a popularidade de Dilma subia muito pouco, mas a rejeição de cada um de seus adversários sob foco principal de ataque aumentava 3% a 4% por semana.

Algumas pessoas saíram reclamando de urnas fraudadas após o término das eleições – e, curiosamente, em um ritmo muito superior ao de antes dos resultados saírem, como sempre acontece nesses casos -, mas na verdade já se percebia que Aécio escolheu a linguagem dos derrotados, tal como Marina havia feito anteriormente. E, hoje, Cunha fez este mesmo tipo de escolha.

Ontem, por exemplo, Cunha deu a declaração frouxa dizendo: “O fato de ter a pedalada, por si só, não significa que isso seja razão para o pedido de impeachment. Tem que configurar que há a atuação da presidente num processo que descumpriu a lei”. Pode parecer um discurso de barganha, em uma época em que ele já se queimou publicamente, pelos fatores expostos anteriormente. Independentemente de quais sejam suas intenções, elas aumentam o capital político do PT, jamais o dele.

E o PT tem sede de sangue, especialmente ativado quando o adversário afrouxa ainda mais no discurso. Daí foram três estocadas em um só dia.

Primeiro: o vice-líder do governo, Silvio Costa, entrou com representação na PGR pedindo o imediato afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara. A alegação de Costa é que Cunha está usando o cargo de presidente da Câmara para retardar o processo contra o último no Conselho de Ética. Na representação, Costa escreveu: “Não é possível que a gente tenha que conviver com uma situação inusitada como essa, onde um presidente que está denunciado com contas na Suíça diz que não renuncia e essa Casa está nesse marasmo”. Observe: um lado vem com discurso frouxo. E o outro surge com uma ação direta. Não dá para comparar. É uma briga de adulto com criança. (Aliás, eu peço que prestem atenção nos discursos de Silvio Costa. Eis um adulto em política.)

Segundo: a título de humilhação pública de Cunha – mais uma vez, para destruir o capital político do presidente da Câmara -, Teori Zavascki negou o pedido para tramitação em sigilo do inquérito para investigação das contas na Suíça. Claro que os petistas terão direito a sigilo se vierem mesmo a serem investigados – e se o STF não for pressionado -, o que deixará claro para o público que se trata de uma ação seletiva.  A coisa é tão descarada que eles nem se preocupam em esconder o seletivismo. E, pensando bem, o seletivismo também serve como humilhação.

Terceiro: o mesmo Teori Zavascki decretou o sequestro do dinheiro que Cunha tinha em contas na Suíça, totalizando R$ 9 milhões. Quer dizer, enquanto os petistas morrem de rir, usufruindo  tudo que receberam, Cunha perdeu sua grana. Ele deve estar se sentindo muito humilhado perante seus pares – e com razão.

Pelo menos ninguém pode dizer que tudo isto é surpreendente.

Anúncios

15 COMMENTS

  1. E quanto mais esse IDIOTA do Cunha se prestar a ser CAPACHO dessa organizacao criminosa PTralha (ao inves de combater e tentar destrui-la); quanto mais ele achar que pode “confiar” em PT; quanto mais ele achar que CONCHAVO com PTralhas eh uma “boa” mais vai continuar APANHANDO! Toma na cara Cunha! Vai la e baixa ainda MAIS as calcas pro PT que eles ainda nao conseguiram te colocar na cadeia!

    • Esse discurso do Olavo de democracia radical está sendo mal interpretado por muita gente. Democracia demais é uma bosta, conforme já diziam os Pais Fundadores dos EUA. Ele sabe disso, mas não o vejo tomando o cuidado de colocar os direitos naturais acima dela.

  2. Cunha é igual a todo político: só sabe cacarejar. Assim que se viu no meio de uma enrascada, foi logo miando. Erro estratégico imperdoável. Como se vê de patriota ele não tem nada.

  3. Talvez uma maneira de repatriar legalmente a fortuna, para oportunamente deitar-lhe a mão…
    Primeiro aguarde a poeira assentar.
    Contem com meu silêncio!
    Só especulando.

  4. É difícil mesmo imaginar o que se passa na cabeça do deputado Eduardo Cunha e de seus advogados. A coisa toda já foi tão longe que mesmo que quisesse, e não quer, o governo não poderia mais ajudá-lo. Ele está perdendo a oportunidade de agir, talvez por não acreditar ainda que tudo já acabou para ele. Mesmo que aceite o pedido de impeachment, seus adversários agora vão questionar sua legitimidade para tal. Talcez ele ainda espere que Lula venha salvá-lo. Não vai acontecer.

  5. Cunha

    O ataque é de hienas famintas. Agora é hora rugir e não de miar. Se tem alguma bosta para falar que seja a favor do PT; fique calado e fale sobre futebol. Dá menos problema para você e para o Brasil.

  6. A queda dele parece inevitável. Ele poderia ao menos derrubar o máximo de gente possível junto com ele, mas não tem testosterona suficiente para isso. É só mais um PMDBista frouxo. Continuamos sem oposição forte

  7. Realmente, Cunha deixou 70% dos Brasileiros decepcionados, esperávamos que ele iria nos livrar destas organizações criminosas dos Ptralhas; agora vamos ter aguenta-los até 2018.

  8. NOSSAAAA..PAREI..DESISTO…CHAMAR SILVIO COSTA DE ADULTO EM POLÍTICA,SOA UMA BOCA DE ELOGIO,E QUEM CHAMA “AQUILO”DE FAZER POLITICA É PORQUE ESTÁ DOENTE COMO TODA ESSA SOCIEDADE DEPAUPERADA EM SUA MORAL,SOCIAL,MENTAL E TUDO QUE FAZ DAS PESSOAS O QUE ELAS REPRESENTAM E APRESENTAM SER!POBRE PAÍS.PERGUNTA FÁCIL DE SE RESPONDER. QUAL O PROBLEMA DOS BRASIL? ORA POIS….OS BRASILEIROS!

Deixe uma resposta