O estilão de Luis “Mata Tudo” Fachin

2
185

matatudo

O Implicante fez um ótimo serviço ao lembrar a gravação em que Delcídio, o líder de Dilma preso pela PF, lembra que Fachin “mata tudo”:

Os fatos recentes exigem que rememoremos um episódio importantíssimo. Vejamos. Delcídio Amaral (PT/MS) foi preso pela PF no curso da Operação Lava Jato e, entre outras provas, há uma gravação.

No audio gravado, entre outras revelações estarrecedoras, ele diz o seguinte sobre Edson Fachin, o ministro do STF que acaba de suspender o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Confiram O DIÁLOGO MAIS REPUBLICANO DE TODOS OS TEMPOS:

EDSON: É. Eu tô com aquele HC (Habeas Corpus) que tá na mão do Fachin.
DELCIDIO: Tá com… tá com o Fachin?
EDSON: Tá.
DELCÍDIO: Ah é, você falou (…)
EDSON: Que é para anular (…)
DELCÍDIO: Conversar com o Fachin.
EDSON: Se a gente anula aquilo, a situação de todos tá resolvida porque aí eu vou anular em cadeia, eu anulo a dele, Paulo Roberto, anulo a do Fernando Baiano…
EDSON: A do Fernando Baiano eu anulo.
DIOGO: É para anular a delação premiada

(…)

DELCIDIO: E tá com o Fachin? Eu tô precisando fazer uma visita para ele lá, hein?
EDSON: Essa é a melhor porque acaba com a operação…

(…)

DELCIDIO: Diogo, nós precisamos… Nós precisamos marcar isso logo com o Fachin, viu!
DELCÍDIO: Fala com o Tarcisio lá (…) Pra ver se eu faço uma visita pro Fachin.
EDSON: Esse todo mundo devia cair em cima e pedir porque ele resolve tudo.
DELCIDIO: Esse mata tudo…

Os participantes desse belo diálogo (todos presos pela PF na Lava Jato) são: Delcidio Amaral, líder da Dilma no Senado; Diogo Ferreira Rodrigues, seu chefe de Gabinete e Edson Ribeiro, então advogado de Cerveró.

E ainda conforme o Implicante, ele deu golpe deu golpe em uma votação que seguiu corretamente o regimento da Câmara:

O processo de impeachment de Dilma Rousseff foi suspenso, ontem, por decisão de Edson Fachin (STF) em razão de pedido formulado pelo PC do B. O centro da questão foi a votação secreta, que segundo o partido aliado do PT contraria o Regimento da Câmara.

Mas não contraria. O regimento autoriza o voto secreto para quem dirigirá comissões e também para “demais eleições”. Neste caso, aliás, a justificativa não é apenas lógica, mas também razoável: o voto em sigilo evita que os deputados sofram retaliações do governo.

De todo modo, vejamos o que diz o Regimento da Câmara:

Art. 188. A votação por escrutínio secreto far-se-á pelo sistema eletrônico, nos termos do artigo precedente, apurando-se apenas os nomes dos votantes e o resultado final, nos seguintes casos: (…)

III – para eleição do Presidente e demais membros da Mesa Diretora, do Presidente e Vice-Presidentes de Comissões Permanentes e Temporárias, dos membros da Câmara que irão compor a Comissão Representativa do Congresso Nacional e dos 2 (dois) cidadãos que irão integrar o Conselho da República e nas demais eleições

A votação questionada foi para formar “Comissão Especial” (logo, provisória). O inciso III do artigo 188 autoriza o “escrutínio secreto” em caso de eleição de quem chefiará as comissões e faz um adendo que retira qualquer dúvida: “E DEMAIS ELEIÇÕES”.

O pedido, portanto, improcede de forma inequívoca. O governo ganha tempo, mas de acordo com o Regimento da Câmara dos Deputados não há como ser julgado procedente o pedido. Não há NADA que impeça a votação secreta – procedimento, aliás, necessário para evitar que o governo se vingue de quem votou contra.

Aliás, Geddel lembra que Fachin, sempre em duplo padrão, foi aprovado em sessão secreta, e não reclamou nem um pouquinho:

Ex-deputado e um dos mais ativos articuladores da ala do PMDB oposicionista, Geddel Vieira Lima diz acreditar que dificilmente o ministro Luiz Fachin, do STF, anulará a decisão da Câmara que elegeu a chapa dissidente para a comissão do impeachment.

Irônico, o ex-ministro de Lula recorda: “Afinal, ele mesmo teve a nomeação para o Supremo votada em sessão secreta…”.

Enfim, este é o estilo. Ele “mata tudo” que estiver no caminho do PT, e, como os petistas, vive em duplo padrão. E o Sr. Álvaro Dias não tem moral alguma para dizer que não sabia…

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Conforme eu já tinha antevisto, Fachin está ameaçando a democracia no Brasil, e, conta com o apoio de integrantes da OAB e o colegiado do STF para pôr em prática o golpe na democracia do Brasil, que constituirá, na prática, na impossibilidade de os representantes da sociedade poderem destituir a má mandatária e sua corja.
    Fachin, em caso excepcional de intervenção, na verdade, pretende anular tudo o quanto foi decidido até aqui; inviabilizando, inclusive o uso da legislação do impeachment, já empregada no caso do ex-presidente Collor – em plena vigência da CF de 1988; os argumentos são casuístas e com eles pretende-se tão somente, bloquear o andamento do impeachment, pelo questionamento da legislação em vigor (e com o processo em andamento regular!!), algo nunca antes visto… Na prática, Fachin pretende, reunido aos comparsas ideológicos, desqualificar juridicamente a legislação do impeachment, bloqueando integralmente o processo (quiçá, anulando tudo o que até agora correu), editando o STF, normas complementares, de acordo com o “entendimento” e a conveniência das esquerdas, que devem paralisar tudo e desestimular ou impossibilitar que um novo pedido de impeachment possa ser originado e aceito no novo quadro.
    Só saberemos o quanto eles terão coragem de exibir do seu autoritarismo casuísta de esquerda, quando se reunirem na próxima quarta-feira; mas está claro que Fachin objetiva um golpe revolucionário na democracia, uma vez que a Legislação do impeachment era tida como constitucional, até ameaçar concretamente o mandato da cínica Presidente e o domínio das esquerdas, da máquina pública; objetivando tal intervenção indevida, pela edição de normas regulamentadoras pelo judiciário, que terá no Min. Fachin, o futuro legislador do impeachment, constituindo o colegiado, de maioria esquerdista, a sua Câmara.
    Estamos às portas da ditadura de esquerda, instalada no executivo, na OAB e no STF…
    OBS.: enquanto isso, em cerimônia oficial, a cínica mente de forma psicótica e psicopata e Lula, o monstro, estimula a violência urbana… ou vice-versa… dá no mesmo…

  2. POR QUE FICAM FALANDO TANTO DO CUNHA E NINGUÉM FALA DO FACHIN?

    POR QUE AQUELA PORRA DE REDE DAQUELA AMEBA DA BLÁBLÁRINA FICA PEDINDO CASSAÇÃO DE CUNHA E NÃO PEDE ESSE DEMÔNIO DO FACHIN?

    Tá na hora de iniciarmos uma perseguição monstrenga contra esse porra desse Fachin do caralho.

Deixe uma resposta