Por que o pau quebrou na Comissão de Ética hoje? Eis uma lição sobre guerra política…

6
114

golpe

Enfim, o pau quebrou hoje na Comissão de Ética. Leia mais, a partir do UOL:

Acusações sobre possíveis manobras no Conselho de Ética de aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), levaram dois deputados a baterem boca e a serem contidos pelos colegas para que não se enfrentassem fisicamente.

O conselho avalia o rito de cassação de Cunha, acusado de mentir em sessão plenária sobre a existência de contas suas no exterior, o que é considerado quebra de decoro parlamentar.

A briga envolveu os deputados Zé Geraldo (PT-PA) e Wellington Roberto (PR-PB) e foi motivada pelo questionamento de Paulo Azi (DEM-BA) sobre se havia um requerimento para que o conselho pedisse o afastamento de Cunha da presidência da Câmara, por acusações de que ele estaria usando o cargo para atrapalhar o andamento do processo contra ele.

A discussão começou quando Roberto criticou a possibilidade do requerimento. “Isso é um golpe”, disse. Zé Geraldo devolveu: “A turma do Cunha quer bagunçar aqui hoje. É tudo bagunceiro”, afirmou o petista.

Os dois partiram para o enfrentamento físico após acusações mútuas de que um teria tocado o outro. Eles estão sentados em fileiras próximas no plenário do conselho.

“Você fala o que você quiser, mas não me toque”, disse Geraldo. “Macho nenhum vai tocar em mim”, afirmou Roberto.

O presidente do conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA), não confirmou a existência do requerimento para afastar Cunha e criticou a postura dos deputados.

Há um detalhe fundamental aí: o deputado petista se enfureceu depois de ter suas ações definidas como golpe. Na verdade, os petistas hoje contam com a falta de agilidade mental de seus oponentes, que não os rotulam na mesma quantidade. Basta observar a quantidade de vezes em que eles definem o impeachment de Dilma como “golpe”, enquanto seus adversários, mesmo mais justificados para rotular o PT desta forma, simplesmente parecem crianças políticas e não saem do “gugudadá”.

Muito provavelmente nas reuniões petistas eles devem morrer de rir enquanto avaliam como eles sempre rotulam seus adversários em quantidade absurdamente superior. E “golpe” é apenas um dos rótulos. Na política, quem rotula o oponente com mais avidez sai na frente. Os petistas vivem torcendo para que os oponentes não usem a rotulagem. Ao ouvir o termo “golpe” na boca de um político de fora da sua tropa bolivariana, Geraldo entrou em pânico. E aí o pau quebrou. Sua reação de fúria é um sinal claro de que eles temem que os adversários passem a rotulá-los (inclusive de golpistas) mais do que o Superman teme a kriptonita.

No futuro quando a política nacional for estudada e a partir de softwares de interpretação de conteúdo conseguirmos coletar a quantidade de vezes que os petistas chamaram os adversários de golpistas, comparando com a baixa incidência desta rotulagem por seus adversários, muita gente da oposição vai ter que dar satisfações à história. Baixo nível de rotulagem deveria ser classificado hoje em dia como um crime moral. Os petistas torcem para que não comecemos a fazer contagem de rotulagens emitidas por políticos adversários. Se fizermos isso, começaremos a elencar os políticos por vários quesitos de linguajar político, mas um dos principais é a velocidade e a assertividade no lançamento de rótulos contra os bolivarianos.

Está na hora de exigir que os políticos larguem o discurso frouxo. A reação do deputado petista prova que se isso acontecer eles vão ficar em situação complicada, uma vez que a guerra de narrativas é o escopo no qual eles dominam impiedosamente.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Bagulho tá loco mêmo! Porradaria e bomba.

    É aquilo, enquanto o suposto ~~maior líder da oposição~~, senhor Aécio Neves, cola e diz que Dilma “faltou com a verdade” ao invés de dizer que Dilma é uma MENTIROSA, a oposição continuará sendo um bebê brincando com seu móbile no berço, todo felizinho.

    Essa oposição tá precisando de uma maratona assistindo todos os vídeos do Nando Moura.

  2. O sectarismo é uma estratégia dos controladores. Todo dia, Patriotas desistem, saem dos grupos de (de)informações e alguns até saem do pais. Muito tempo e energia desperdiçados e o
    Foco?
    -> Qual é a nossa meta imediata?
    – Derrubar o pt, a espinha dorsal do governo terrorista do crime organizado, braço da encenação do Foro de São e da NOM.
    -> Qual é o melhor slogan patriota atual?
    – Fora comunismo!
    Acordemos, meus irmãos:
    É fundamental conhecermos como agem os inimigos da humanidade para, realmente, poder enfrentá-los e os vencer.
    Por trás de gestos educados e estudados para despertar confiança, esses 2% mutante da população são dissimulados, manipuladores, frios e calculistas. Desumanos, não fazem juízo de valor, não possuem experiência emocional e são incapazes de intuição ou qualquer tipo de conexão espiritual. Enquanto aprendemos a sermos humanos, os mutantes especializam-se em nos manipular. Consideram-nos seres inferiores e disfarçam, o tempo todo, o fato de serem diferentes. Esses mutantes desumanos são viciados na sensação de poder que lhes dá manipular, controlar, fazer o mal e acumular fortuna. Capazes de tudo, matar ou assassinar reputações é algo, para eles, normal.
    Conheça a estratégia de manipulação dos mutantes desumanos e poderá evitar essas armadilhas ambulantes: http://bit.ly/desumanos + http://bit.ly/perigosos

    Desde 1989, pesquisava TGP focado na efetividade da Justiça. A reforma processual de 14/12/1994 foi intensa, mudou metade do CPC brasileiro tornando-o o mais moderno do mundo na opinião de juristas de primeiro escalão como os principais professores italianos Tarzia e Verdi que assim expressaram em 1997. Contudo, os problemas jurídicos acentuaram-se e a efetividade da Justiça piorou. Percebi que havia algo muito errado.
    Ocorreu-me a possibilidade de não se resolverem os problemas jurídicos porque o direito seria um mero aplicativo rodando sobre o sistema operacional do processo de pensamento e de comunicação. Eu possuía alguma base na Teoria Geral do Direito porque, em 1988, eu a estudei. Inclusive a então recém apresentada tese de livre docência de Luiz Fernando Coelho, a Teoria Crítica do Direito, resumi as 487 laudas e o autor apreciou e elogiou o resumo solicitando sua publicação ocorrida na Revista de Direito Civil RT 50 p. 21.
    Passei a investigar a hipótese dos problemas percebidos no Direito não estarem no sistema jurídico – isso explicaria porque as alterações legais, por melhor que fossem, seriam inócuas.
    Descobri o problema no sistema de crenças (falsas) e valores (corrompidos e invertidos) dos operadores.
    Desde 2006, aprofundei o estudo de outras áreas para possibilitar a compreensão. Passei no difícil vestibular da UFRGS de psicologia, contudo, foi impossível acompanhar às aulas no período do tarde. Estudei Psico Neuro Linguística, até o nível trainer, contudo, com certificação no nível Master; e Antropologia, onde conquistei o título de Mestre por Salamanca, Valladolid e Leon.
    Nessa perspectiva ampla, concomitante aos estudos sobre o Direito Desportivo que criara em 1997, desenvolvi a TGPT, uma Teoria Geral do Processo Transdisciplinar.
    Recentemente, a partir dos movimentos sociais, a fim de alertar para o perigo dessa gente que, devido ao aparelhamento e à impunidade, está cada vez mais ousada, preparei duas compilações sobre como funcionam os mutantes e de que maneira interferem manipulando os decentes, anulando-nos e nos jogando uns contra os outros.
    Os inimigos da humanidade são mutantes dissimulados e manipuladores. Aprenda a reconhecê-los:
    http://bit.ly/desumanos
    http://bit.ly/perigosos
    Exemplo da hipocrisia psicoPaTa: o mesmo mecanismo constitucional tratado como democracia contra Collor-1992 é adjetivado como “golpe”.
    Toda essa articulação psicoPaTa para impedir o impeachment comprova esse caminho conduzir ao “fora comunismo!”
    Faz sentido porque, retirando o pt do poder, a casa cai revelando toda a podridão por uma década escondida nas paredes do poder!
    Eduardo Cunha tem barrado a legislação da NOM-Pt na Câmara. Nesse contexto, a infâmia contra ele envolver depósito de milhões em conta onde colocaram como “senha de segurança” (!) o nome da mãe do Deputado é ridículo. É inverossímil que essa conta tenha vindo a tona antes das dos líderes da roubalheira investigados a mais tempo.
    Penalizo-me por não perceber isso tudo antes. Como mestre em antropologia pela USAL-Salamanca, pesquisador transdisciplinar há décadas com milhares de teses e análises e membro da ADR, Ação Democrática Renovadora, ong criada pelo general Mena Barreto e outros patriotas para o fim específico de combater o comunismo e extinta nos anos 80 quando legalizado o partido comunista no Brasil, penso deveria ter dito a mais tempo. Releva minha falha o intenso assédio moral e bullying os quais sofro a mais de vinte anos o qual, de um ano para cá, intensificou-se ao ponto de manipularem alunos para criarem problemas visando me desviar o foco.
    A verdade antes da paz (zona de conforto) como ensinou Miguel de Unamuno.
    Abraços
    Professor PADilla

  3. Os petistas e esquerdistas em geral usam a velha máxima de Goebbels, “uma mentira contada mil vezes torna-se verdade”, um fato comprovado cientificamente inclusive. Nosso cérebro tem um “bug” e quando é exposto a um bombardeiro de mentiras repetidas, acaba acreditando nelas.
    Quantas vezes Dilma fala que “não cometeu nenhum ato ilícito” por semana? Ela foi orientada pelo seu marketeiro a repetir isso a exaustão.
    Da mesma forma, já criaram o slogan “não vai ter golpe” que é repetido por todos os petistas e aliados, enquanto a oposição sequer tem algum slogan do tipo, só sabem falar bonito mas não tem impacto nenhum. Aécio é uma vergonha, só joga na defensiva, não usa palavras de impacto. Pq não expor a exaustão a hipocrisia do PT de ser favorável ao impeachment do Collor e agora tratar impeachment como golpe? Está aí um ótimo rótulo a ser explorado, algo que é inegável.
    Realmente, enquanto a oposição não sair das fraldas, vai ser difícil, muito difícil.

Deixe uma resposta