22 mulheres já foram estupradas na primeira noite do carnaval em Colônia

9
185

estupros

Ao que parece, Colônia virou definitivamente a capital do estupro na Alemanha. Conforme lemos na BBC News, 22 mulheres foram abusadas sexualmente na primeira noite (5/2) do carnaval alemão.

Lembre-se de que inicialmente as denúncias são esparsas, mas posteriormente elas tendem a aumentar. Por exemplo, hoje sabemos que quase 1.000 mulheres foram abusadas em Colônia na passagem do ano, mas no primeiro dia apenas 100 reportaram denúncia. Espere, portanto, novo aumento das denúncias.

Em novo truque político, o governo mandou a polícia esconder a etnicidade dos estupradores, mas não deve demorar para o caldo novamente entornar e descobrirmos os motivos pelos quais todos estão apavorados com o aumento descomunal de estupros em Colônia.

Na Alemanha colorida pelo multiculturalismo, está cada vez mais difícil ser mulher. Quem sabe no próximo carnaval elas já não decidam usar burcas ou escafandros…

Anúncios

9 COMMENTS

  1. O truque nem é tão novo, se não me engano a Inglaterra já fez isto em relação a abusos de menores a polícia havia sido instruída a não identificar a origem do agressor. Posteriormente descobriu-se que um percentual alto destes casos eram praticados por imigrantes paquistaneses, mas isto era omitido evitar problemas de discriminação.

  2. Não querendo bancar o advogado do diabo mas o que é estupro na cultura alemã? Lembrando que o Assenge foi condenado por estupro na Suécia por ter transado sem camisinha e foi denunciado um mês depois do relacionamento. Vivemos o outro extremo pois antes estupro era conjunção carnal não consentida e mediante violência e só valia para sexo vaginal. Agora beijo virou estupro também aqui no Brasil porque como sempre copiamos as leis nórdicas. Dessas mil denúncias quantas realmente envolveram assédio, toque?

Deixe uma resposta