Ao tentar abusar de mulheres na Rússia, dezenas de refugiados vão para o hospital

52
220

taharrush

O estupro de quase 1.000 mulheres em Colônia, Alemanha, ainda não foi suficientemente revidado por um povo acostumado à frouxidão política. Resta saber o que será necessário para acordá-los desse torpor.

Enquanto isso, na Rússia, parece que ainda presenciamos um tanto de honra e dignidade, pois um grupo de 51 refugiados invadiu um clube noturno em Murmansk e bolinaram várias mulheres. Só que na saída, foram surrados por um multidão de nativos. Resultado: vários refugiados islâmicos terminaram no hospital.

Antes que qualquer ultra-esquerdista venha choramingar já aviso que este site não defende a violência. Mas ao mesmo tempo defende o direito de alguém se proteger de violência sexual, ou seja, legítima defesa, ou mesmo de proteger sua mulher de ser vítima da mesma violência. Ou será que as feministas vão querer demonstrar histeria com o fato de mulheres terem sido protegidas? Fico no aguardo do chorume hipócrita.

Como detalhe ironicamente sádico, os refugiados em questão haviam sido banidos da Noruega por questões de comportamento. Tentaram a sorte na Rússia. Só que na terra da vodka há menos tolerância com a violência sexual praticada por refugiados islâmicos contra mulheres.

Entre os defensores das mulheres, um disse que “Colônia fica a 2,500 quilômetros de Murmansk”. Dos violadores, 33 foram presos e 18 pararam no hospital. Foi uma dura lição de geografia.

P.S.: A foto deste post é apenas ilustrativa. Antes, havia uma outra foto mostrando uma ação de um grupo pro-Russia em 2014, contra ucranianos. Porem, o uso de uma imagem ilustrativa não tem a ver com a alegação de que a notícia é um hoax. Se for comprovado que a notícia é um hoax, obviamente farei a retificação.

Anúncios

52 COMMENTS

  1. 1000 mulheres estupradas em Colônia? Moro na Alemanha e tenho certeza que está notícia está equivocada!!! E tenho tudo pra acreditar que essa do espancamento também é.

    • Certezas certezas .O Sr Eduardo diz que estava na Allemanha,depreendendo que não estava em Colónia.Se não viu não pode ter certezas no que afirma.

    • Muitos se dizendo de esquerda e apoiando isso. Saibam que seus líderes todos não apoiam. a Dilma o tempo todo se coloca do lado dos terroristas. No mundo todo os Esquerdopatas se colocam ao lados dos terroristas islâmicos contra o “Grande Patriarcado Ocidental”….
      Quero ver UM da elite de Esquerda falar que é a favor disso em rede nacional….

    • Eu moro na Alemanha, ao sul de Hamburg. Meu esposo trabalha para uma empresa de seguranca que terceiriza seus servicos para o governo. Os refugiados ja cometeram mais de 142.000 crimes, entre eles estupros, homicidios, invasoes de propriedades, atentados, assaltos, roubos, e todo tipo de abuso da lei e da ordem. Por conta disso, meu esposo nao quer mais que eu faca as compray no supermercado a noite e sozinha; policiais amigos nossos nao deixam mais os filhos sair sozinhos a noite nem para ir em aniversarios proximos de casa; ha dezenas de muculmanos que andam em bando a noite procurando vitimas e pessoas incautas. E se eu for contar o que ja ocorreu nos campos de refugiados que foram abertos aqui, onde meu esposo trabalhou (ele cuidou da seguranca de 4 Campos, localizados em Niedersachsen), vcs nao irao acreditar! Um grupo de muculmanos, mais de 50 homens, atacaram os cristaos no campo e tentaram estuprar uma menina de 12 anos! Vcs nao podem imaginar a confusao e o quanto foi dificil controlar essas bestas feras! Os brasileiros sao tolos e estao sendo lobotizados por uma midia canalha! Mas isso nao me espanta! Na Alemanha a Angela Merkel tratou de silenciar a midia e deve ter pago milhoes para isso. Mas as pessoas que trabalham na policia e nas empresas de seguranca conhecem toda verdade!

  2. Por mim, não tinha de deixar esses lixos entrarem. Não queremos esses vermes aqui. Apanharam pouco, deviam ter sido decapitados, como eles fizeram com inocentes. Estupradores tem que morrer. Kill them all.

  3. Os russos podem fazer isso, mas os alemães não, porque logo vão pra cadeia como “nazistas”! Alemanha tem uma ditadura holocau$tica-americana desde 1945, e os alemães nem podem respirar, que logo são “nazistas”! Facil para escravizar um povo!

    • Aproveitar que você é de esquerda e perguntar: O socialismo já matou mais de milhares de milhões de pessoas no mundo. Quantos mais você acha que devem morrer para vocês se tocarem que o socialismo é um fracasso?

    • Você é de esquerda , todos eles defendem os refugiados , gostam dos refugiados , o Brasil logo , logo vai virar um país islâmico , graças a quem ? Os esquerdas, os idiotas úteis , cara estuda , mais estuda muito para você o que é a esquerda de Stalin e Mao-tse – tung.
      Qual a razão desses povos islâmicos não irem para países da sua mesma religião , tem que vir para cá ou para Europa .
      Pense um pouco nisso !

  4. Discurso do Putin ao Parlamento em 04/02/2013:

    Na Rússia, vivem russos. Qualquer minoria, de qualquer lugar, se quiser viver na Rússia, trabalhar e comer na Rússia, deverá falar russo e respeitar as leis russas. Se preferem a Sharia, então aviso que devem ir para aqueles estados onde essa é a lei. A Rússia não precisa de minorias. Minorias precisam da Rússia e nós não vamos garantir a eles privilégios especiais ou tentar mudar nossas leis para atender seus desejos, não importa quão alto gritem “discriminação”. Nos devemos aprender com os suicidas da América, Inglaterra, Holanda e França, se queremos sobreviver como nação. Os costumes e tradições russos não são compatíveis com a falta de cultura ou os modos primitivos de muitas minorias.

    E ele está mais que certo.

  5. Republicou isso em exateuse comentado:
    Na Rússia o negócio é diferente!

    Discurso do Putin ao Parlamento em 04/02/2013:

    Na Rússia, vivem russos. Qualquer minoria, de qualquer lugar, se quiser viver na Rússia, trabalhar e comer na Rússia, deverá falar russo e respeitar as leis russas. Se preferem a Sharia, então aviso que devem ir para aqueles estados onde essa é a lei. A Rússia não precisa de minorias. Minorias precisam da Rússia e nós não vamos garantir a eles privilégios especiais ou tentar mudar nossas leis para atender seus desejos, não importa quão alto gritem “discriminação”. Nos devemos aprender com os suicidas da América, Inglaterra, Holanda e França, se queremos sobreviver como nação. Os costumes e tradições russos não são compatíveis com a falta de cultura ou os modos primitivos de muitas minorias.

  6. Acho que essa informaçã tá incorreta. Os refugiados do Oriente Médio não estão indo pra lá. Devem ser os povos da Eurásia que são dominados e que sempre foram discriminados pelos russos. Por isso eles lutam pela independência. Sou direitista tá rs.

  7. Não se trata de ser contra ou a favor da violência. Contra a atitude desta turma islâmica (imigrantes e refugiados), a reação tem que ser dura e contundente. Tem-se que engrossar para que eles não se assenhoreiem da situação como já está acontecendo na Europa. Fui várias vezes à Arabia Saudita e a outros países do Oriente Médio; a primeira mensagem que se recebe no aeroporto em Jedha ou em Bagda por exemplo, é que “você está num pais islâmico e deve respeitar a Sharia” sob pena de sofrer punição. Está escrito não necessariamente nestas palavras, mas muito claro e em vários idiomas. Então aparece um bando de feministas idiotas (pleonasmo) querendo defender o indefensável. A Europa não é mais a mesma e os homens europeus estão sendo emasculados de forma impiedosa e consentida. Transformarão a Europa em um matriarcado que depois será pulverizado por muçulmanos e outros bábaros de plantão. Vi uma primeira tentativa de reação na Inglaterra, quando um grupo de ingleses passeou pelo bairro islâmico, portando cruzes como estandarte e distribuindo um jornal com esclarecimentos sobre a islamização da Inglaterra (que e a terra dos Ingleses). Vale a pena encontrar e divulgar este vídeo para que se possa perceber arrogância e truculência destes pacíficos islâmicos (não são terroristas) ao interagir com os originais cidadãos britânicos defendendo seu direito de ir e vir em seu território de acordo com a lei inglesa. Lamentavelmente perdi o link. Pessoalmente eu estaria presente naquele ato e encararia aquela turba junto com os ingleses. Quanto ao Putin, ele está usando de sua habitual atitude gentil de ex KGB, defendendo aquilo que acredita ser seu direito e do cidadão russo, independente de acharmos que seja um indivíduo moralmente defensável no conjunto de seus atos. Inegavelmente ele age como “macho” em defesa do que acredita ser seu território. Tambem deve ser procurado um vídeo que mostra uma reporter inglesa sendo agredida verbalmente por grupo de muçulmanos em manifestação contra a prisão de um companheiro por ter cometido crime segundo a lei Inglesa. A explicação do lider religioso que estava conduzindo a manifestação era de que como a lei inglesa não era proveniente de alah, não fazendo parte da sharia, não tinha valor. Esta é a ameaça que está pairando nos ceus da Europa. Pessoas (que não são terroristas), apoiam tacitamente estes atos ou se calam a respeito e se consideram no direito de subjugar moralmente o povo que os recebe. Devemos lembrar que aquele conjunto de ataques às mulheres na Alemanha no ano novo é considerado um jogo, e é inclusive praticado em territórios árabes. Tem até regras; só não sei se tem pontuação. O mundo está se transformando em um lugar muito ruim de se viver, e não existe outro para onde possamos nos mudar.

  8. Com relação ao discurso do Putin, outro, líder de governo já tinha se manifestado em têrmos parecidos, na Austrália se não me engano. Eu acredito que na Europa deveria ser criada uma legislação parecida com uma norma que existe na Arábia Saudita, que só fornece passaporte e concede cidadania a palestinos residentes, na terceira geração. Note-se que são árabes e muçulmanos. Os palestinos são o braço burocrático dos saudítas, que não gostam de se rebaixar em certas ocupações burocráticas, que são deixadas então para eles. Para atividades mais “baixas” ainda, como trabalho braçal, quem as pratica são asiáticos de países pobres que só podem ficar lá por um ano, renovável por mais um se for de interesse saudita. Depois ele tem que se retirar sem direito a retorno. Estas são as regras por lá. Como, esta turma, que entra como imigrantes ou como refugiados na Europa, tem o displante de dizer que a comida nos acampamentos e um lixo e que só serve para mulheres e cachorros? Como o Europeu fala de multiculturalidade para justificar um pessoal que entra na Europa dizendo que “nós temos várias esposas fazemos mais filhos e vamos tomar conta de sua terra’. Como os líderes Europeus deixam que isto aconteça e ainda fazem com que as autoridades policiais coibam a ação dos cidadãos que tentam preservar sua cultura, suas leis, sua religião e dignidade? Quem são as feministas que dão apóio àqueles que lá na frente vão agredí-las. Ou será que elas se sentem homens tambem e por isto não acreditam que serão violentadas. Quem está por traz desta insanidade? Porque a igreja está se curvando ao islã ao ponto de alguns bispos dizerem que seu deus é o mesmo Deus cristão? Um é o Deus do amor; o outro é o deus da subjugação. De forma insidiosa estes fatos estão começando a acontecer no Brasil, lenta mas claramente identificável. A não ser que tenhamos a disposição de preservar nossa cultura e liberdade.

  9. Sem querer ser preconceituoso, mas atacar mulheres normais no centro de uma grande cidade como aconteceu na Alemanha é uma coisa. Agora atacar mulheres numa casa noturno, atrapalhando os negocios de um pessoal não muito amigavel acaba terminando em confusão. Casas noturnas são lugares preparados para esse tipo de acontecimento e aparece os 51 patetas. Eles atacaram o lugar certo, mas ao mesmo tempo o lugar errado para quem queria sair ileso. E nesses lugares não tem o sexo gratis que os muçulmanos costumam forçar.

  10. os vagabundos vão para Europa. Outros lugares só vão quem quer trabalhar e trabalhador não tem tempo para essas bagunças que acontecem na Alemanha. Se prestarem atenção, eles ficam gritando e fazendo na rua em pleno horario de expediente.

Deixe uma resposta