Folha mente ao dizer que Brasil “não é bolivariano”

0
141

macri

O negócio é denunciarmos cada vez mais as mentiras propagadas pela Folha de S. Paulo. Tirando a atuação dos colunistas (que falam suas opiniões, sem mentirem para fingir que são notícias), os fabricadores de notícias de lá mentem sem parar.

Como por exemplo na notícia dizendo que “Macri se afasta de bolivarianos e busca reaproximação com Brasil e EUA”.

Leia um trecho:

Em quase dois meses na Casa Rosada, o presidente argentino, Mauricio Macri, deu seu recado ao mundo: quer distância dos colegas bolivarianos de sua antecessora, Cristina Kirchner, e proximidade com o americano Barack Obama e seu clube de amigos.

Antes mesmo de tomar posse, ele ameaçou a Venezuela (cujo governo de Nicolás Maduro tinha no kirchnerismo um de seus maiores aliados) e visitou o Brasil, país do qual Cristina havia se afastado, principalmente no último mandato (2011-2015) […]

Ainda na América Latina, a tendência é que o Brasil recupere seu espaço tanto como parceiro político quanto comercial. Antes mesmo de sua posse, Macri visitou a presidente Dilma Rousseff em Brasília, em sua primeira viagem como presidente eleito.

O encontro se deu sem mal-estar, mesmo o governo petista tendo apoiado o rival de Macri, Daniel Scioli, candidato oficial do kirchnerismo.

A expectativa é que o intercâmbio comece a se recuperar com a queda das travas comerciais. Desde 2011, quando atingiu o patamar mais elevado, a troca de produtos entre os dois países caiu 42%.

O embaixador da Argentina no Brasil entre 2003 e 2012, Juan Pablo Lohlé, alerta, porém, para uma possível deterioração de alguns setores econômicos argentinos caso haja uma invasão de mercadorias brasileiras, mais competitivas. “O setor têxtil poderia desaparecer.”

Só tem um detalhe. A notícia fala sobre Macri ampliando os negócios da Argentina, mesmo fazendo acordos com um país bolivariano, como o Brasil, e descartando acordos com os países bolivarianos mais devastados pelos seus tiranos.

A Folha, como sempre, mentiu…

Anúncios

Deixe uma resposta