Dilma torrou quase R$ 500 milhões com publicidade em 2015. E aí, pessoal que ignorou o controle bolivariano de campanhas, cadê vocês?

11
123

Dilma Rousseff: 'Do I look happy, Mr Obama?'

Eu me lembro de quando surgiu o papo de controle bolivariano de campanhas – golpe dado pelo STF em 17/9/2015 – e alguns pascácios de oposição começaram a dizer que “o problema é o caixa dois”, o que não é diferente de dizer que o problema do assassinato é a roupa manchada de sangue, ou que o problema do estupro é o cabelo desarrumado da vítima. A fuga da realidade era tanta que a coisa estava até cômica…

Na época tive até que criar uma metáfora de forma que qualquer criança entenderia o que aconteceu. Também criei uma abordagem para explicar o golpe em estilo “for dummies”. Mas não teve jeito: quase todo mundo ficou de quatro para o PT e o golpe que alterou as regras eleitorais.

E enquanto isso, lemos mais uma notícia afrontosa pelo Diário do Brasil, mostrando que o governo Dilma torrou quase R$ 500 milhões com publicidade em 2015:

A Presidência da República ocupa o topo desse tipo de despesa na administração federal. No começo do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, os desembolsos em campanhas chegaram a R$ 152 milhões.

A maior parcela dos gastos da foi destinada à publicidade institucional, que tem como meta a divulgação de informações sobre atos, obras e programas governamentais. Essa categoria da despesa somou R$ 135,5 milhões da verba utilizada pela Presidência.

Já a publicidade de utilidade pública, que tem objetivo de informar e orientar a população para adotar comportamentos que tragam benefícios reais na melhoria da qualidade de vida, recebeu R$ 15,8 milhões dos cofres da Presidência.

Outros R$ 723,4 mil foram destinados à publicidade legal. Essa categoria da publicidade utilizada pelo governo federal é responsável pela publicação de avisos, balanços, relatórios e outros comunicados de órgãos e entidades da administração pública federal obrigados a divulgar por força de lei ou regulamento.

O Ministério da Saúde, responsável por campanhas que promovem informação ao cidadão sobre os direitos de acesso aos serviços de saúde, desembolsou R$ 97,3 milhões neste ano.

A publicidade de utilidade pública é responsável por R$ 82,4 milhões dos gastos, isto é, 84,7% do total. Já a publicidade legal da Pasta somou apenas R$ 13,9 milhões. A publicidade institucional levou R$ 723,9 mil dos cofres da saúde.

O Ministério do Turismo destinou R$ 21,1 milhões para publicidade. As campanhas do órgão são responsáveis por incentivar brasileiros e estrangeiros a viajarem pelo país e os profissionais do setor a comercializarem destinos nacionais.

Na conta de gastos do governo federal com publicidade ainda é possível encontrar os serviços “mercadológicos”, para os quais foram aplicados R$ 8 milhões. Esse tipo atividade se destina a lançar, modificar, reposicionar ou promover produtos e serviços de entidades e sociedades controladas pela União que atuam numa relação de concorrência no mercado.

Cabe ressaltar que o levantamento do Contas Abetas considerou valores até novembro de cada exercício. Além do ajuste fiscal das contas públicas, a diminuição acontece porque no exercício passado o Brasil vivenciou ano eleitoral, com as eleições mais acirradas da história.

Ninguém tem o direito moral de estar surpreso, certo?

A partir do momento em que o governo interfere e define quem pode doar ou não, além de limitar as doações de empresas, o próprio dono do poder pode ficar mais desaforado – pois não se sente desafiado pela iniciativa privada – e aumentar o uso do estado para fazer campanha para o próprio partido, bem como suas linhas auxiliares. Nada mais que o óbvio.

A negligência em relação ao golpe do controle bolivariano de campanhas – dado em 17/9/2015 pelo STF, em aliança com OAB e PT – é uma das vergonhas da história da oposição brasileira. E não falamos apenas do PSDB. Muita gente de direita – incluindo formadores de opinião, políticos e daí por diante – se recusou a tocar neste assunto.

E ainda tem gente que acredita no mito de que “Dilma é tontinha, incompetente, coitadinha, desastrada”. Mas nessa questão vemos que precisamos de uma oposição que tenha um décimo da agilidade mental de Dilma. Só depois devem pensar em ter dois décimos, três décimos…

Alias, é uma característica de direita arrogante subestimar seu inimigo. E viver tomando vareio. Dilma deve morrer de rir.

Anúncios

11 COMMENTS

  1. Luciano, eu já percebi que faz um tempinho que você está fazendo um joguinho de falsa oposição e de ataques “faz de conta” contra outros direitistas.
    Está fingindo querer dar uma “lição” nos outros direitistas que te seguem fingindo que o Felipe Moura, por exemplo, não falou diversas vezes contra o financiamento público e propaganda estatal, já que dentro da sua cabeça egocêntrica, você é um iluminado que está acima dos outros direitistas.
    Eu sei que a BLOSTA é mais esperta e faz mais ataques, mas os direitistas somente controlam e publicam na VEJA (de mídia que atinge várias pessoas). Não se ataca amigos da maneira boboca que você está fazendo, não está tendo resultado político positivo nenhum.
    Mais respeito pelos seus seguidores e outros direitistas, já percebi que suas curtidas estagnaram comparado a 2014.

    • Lel,

      Er… minhas curtidas não é que “estagnaram”. Elas AUMENTARAM MUITO em meus posts, em comparação a 2014. Porém, no final de 2015, tornei as coisas claras e desmascarei alguns embusteiros e eu mesmo bani 250 pessoas. Isto MELHOROU muito o ambiente.

      Ademais, que papel besta é esse de citar um formador de opinião em específico quando eu jamais disse “nenhum formador de opinião avisou”.

      O que eu disse (e você não pode negar) é que quase ninguém DENUNCIOU SUFICIENTEMENTE o golpe que hoje está dando resultados. É dolorido ouvir esse tipo de denúncia. Com o tempo isso passa.

      (Encarar críticas táticas como “ataques” é frescura. Não ataquei ninguém. O resultado político é que finalmente há muita gente consciente das questões táticas relacionadas ao PT).

      Abs,

      LH

    • Lel – Depois não quer o rótulo de ‘direita true’, usa de desonestidade intelectual de tal forma que chego desconfiar que seja um petista tentando enfraquecer a direita.
      1- Você lança seu delírio de que Luciano simula oposição contra direitistas true. Talvez você acredite nisso por não ver o quanto é repugnante o seu comportamento true, o qual você já pode ter percebido em você e recusa-se a mudar, prefere sair vomitando seus delírios contraprodutivos.
      2- Você usa o nome de um colunista para lançar desconfiança, dando a entender que Luciano criticou ele. Ou, você espera que a cada crítica geral, Luciano saia catando quais, dentre centenas de direitistas falaram sobre algo para então dizer, esse e aquele estão livres de tal crítica?
      3- Você diz que Luciano está atacando amigos e cita a Veja, mas não tem uma prova do que diz.
      4- Você diz que Luciano não está tendo resultado político. Não esperaria que qualquer um enxergasse resultados, eles são de médio prazo e obtidos por quem segue o que Luciano diz, mas, posso dar exemplos passados, onde Luciano foi um dos primeiros(ou que mais fez) em favor do liberalismo e MBL, e, hoje os resultados são tão bons que políticos estão seguindo tais ideais e o MBL fazendo ótimo trabalho(inclusive leem Luciano). Fez forte ‘campanha’ para que Cunha fosse presidente da câmara, e, por mais que posteriormente tenha sido descoberto coisas contra Cunha, ele foi uma enorme pedra no sapato do PT. Em 2014 Luciano aconselhou que ainda não era momento para pedir impeachment ou cassação de Dilma nas manifestações e em geral, mas sim outras demandas, movimentos passaram a pedir outras demandas e em março teve a maior manifestação, começando a enfraquecer cada vez mais o PT e Dilma.
      5- Você diz “Mais respeito pelos seus seguidores e outros direitistas”. Isso é tática velha para tentar jogar pessoas contra Luciano, alguns ingênuos podem cair, mas é você quem desrespeita os leitores de Luciano acreditando que cairão nessa.
      6- Você diz “já percebi que suas curtidas estagnaram comparado a 2014”. Aumentou, quase dobrou no Facebook. No site, varia de acordo com o momento político, a quantidade de artigos e a polêmica deles. O fato de poucos seguidores, é pela dificuldade dos temas abordados, por forçar as pessoas a fazerem algo que elas odeiam, que é pensar além do habitual. Hoje a maioria das pessoas querem tudo desenhado.

  2. Lizandro, realmente o Luciano e está acima tanto dos direitistas tr00s como dos direitistas que fazem aliança com a esquerda democrática.

    Realmente a Veja, o Constantino e o Spotniks não dedicaram um artigo inteiro sobre Financiamento Público antes do Luciano. O Luciano é um pioneiro brasileiro a dedicar um artigo inteiro sobre Financiamento Público. E por ser o pioneiro em se dedicar a escrever um artigo inteiro sobre Financiamento Público, ele está acima tanto dos direitistas tr00s como dos direitistas que fazem aliança com a esquerda democrática.

    Realmente o Luciano pode falar a vontade que ambos os tipos de direitistas são burros e infantis, já também ele mostrou a cara várias vezes para debater com petistas e bolivarianos frente a frente usando frames políticos.

    Na verdade é uma mentira feita por direitistas tr00s do Internet Archive que ele tinha 3.418 curtidas no final de 2013 e foi para 15.505 curtidas para o final de 2014. As curtidas estão aumentando muito mais.

    Realmente os direitistas possuem muitas mídias na Internet além Veja para falar sobre Financiamento Público e atacar petistas com frames igual os petistas fazem.

    Realmente eu falei com todas as palavras que o Luciano atacou a Veja e criticou os direitistas da Veja.

    Realmente eu falei com todas as palavras que o Luciano é um inútil que nunca ajudou em nada na guerra política. Eu falei isso de verdade, não é distorção nenhuma sua.

    Tudo o que eu disse são desonestidades intelectuais, mentiras e distorções típicas de um direitista tr00 petista que finge não ser um direitista tr00, mas o macartismo dos alunos do Luciano já me desmascararam.

    Peço perdão. Apenas o iluminado Luciano pode dar puxões de orelha e atacar seus aliados ideológicos, afinal ele é o pioneiro brasileiro a dedicar um artigo inteiro sobre Financiamento Público e não cometeu o erro infantil dos outros direitistas burros em não falar sobre Financiamento Público.

    • Lel,
      Não se finja de maluco. Ninguém aqui se definiu como “acima” dos outros. Uns podem acertar em umas coisas, e outros acertam em outras. É normal da experiência humana. É só olhar para o mundo e ver como as coisas são. Quase todos podem nos ensinar alguma coisa. Não é preciso de chilique diante disso.
      Porém, em um aspecto eu especificamente fui crítico em relação à letargia da direita em tratar do controle bolivariano de campanhas (observe como você ainda está viciado no frame “fim de financiamento privado”, que foi criado pela extrema-esquerda). Já eu sempre elogio outras pessoas de direita que se anteciparam em algumas coisas. Quem sabe você pode se antecipar em relação a outra? Chamar isso de “querer ser melhor que os outros” é duvidar da capacidade humana de se antecipar. Mas, NESTE PONTO EM ESPECÍFICO, eu não apenas “falei do assunto”. “Falar do assunto” qualquer um faz, mas explicar didaticamente qual era o golpe – e não dizer que “o problema vai ser o caixa dois” – é outra coisa.
      Aliás, o tema “financiamento público” nunca foi O ASSUNTO. O assunto foi um GOLPE que eu descrevi com base em um material que explicava o padrão desses golpes para tiranias modernas. Não vi essa abordagem em outro lugar, mas, se tiver, me mande, por favor, que farei a retificação.
      Abs,
      LH

      • Tudo bem, Luciano. Isso é só uma dica.

        Não quis parecer um direitista tr00, só quis te lembrar que você também pertence à Direita.

        Dar um, dois, três puxões de orelhas, tudo bem, isso é bom. Mas ficar falando a cada 5 posts para os direitistas aprenderem dando a impressão de que são autistas, não é uma estratégia política muito útil.

        Abraços.

Deixe uma resposta