Feministas ameaçam família de Sara Winter. E vai ter volta.

8
170

sarawinter

Descobrimos que a família de Sara Winter está sendo ameaçada por feministas. Ela publicou o seguinte em seu Facebook:

UM RECADO PARA AS FEMINISTAS

Minha mãe tem um brechó e mora na mesma rua. Alguns dias da semana, minha mãe olha o Valentinho lá pra eu poder trabalhar, como a maioria das vós fazem.

É num bairro onde tem muitas repúblicas de estudantes.

Hoje duas mulheres entraram no brechó da minha mãe: ambas gordas e brancas, uma de cabelo no pescoço, a outra de boné virado pra trás com tatuagem. Minha mãe descreveu como “aparência de sapatão”

Elas não cumprimentaram minha mãe, ficaram andando em círculos no brechó e depois saíram.

Minha mãe ficou desconfiada e foi olhar elas indo embora, quando viu que elas se dirigiram até minha antiga casa, atual casa da minha mãe, se posicionaram lá em frente, se beijaram e tiraram fotos se beijando em frente minha antiga casa.

Olha, sinceramente, eu vou dar um jeito de tirar porte de arma, porque eu não me sinto segura mais. Agora não vou poder nem deixar meu bebe com minha mãe pra eu poder trabalhar.

Feministas são loucas, foram fazer protesto em frente minha casa. Acha que um beijo lésbico vai mudar alguma coisa na minha vida? NOSSA, SUPER CHOCANTE, LÉSBICAS SE BEIJANDO, principalmente pra mim que já vi muito mais do que isso acontecer em festinha feminista.

Eu só falo: se qualquer coisa acontecer com a minha mãe ou meu bebê, eu vou até o fim do mundo caçar vocês. Vocês vão se arrepender de mexer com uma mãe enfurecida.

Deixem minha família em paz, seu monte de merda.

Como se nota, ela está ciente do inimigo posicionado contra ela e está disposta a reagir. A questão é que não podemos mais negar a realidade: o politicamente correto declarou guerra aos cidadãos civilizados. Estes precisam reagir, ao contrário do Quitandinha Bar, que está agindo de forma covarde ao ataque criminoso que tem sofrido das feministas.

Se bem assessorados, os donos do Quitandinha Bar poderiam mover no mínimo uma centena de processos em razão do linchamento e do justiçamento sem provas – as quais não receberam nenhuma validação jurídica ainda, assim não podem servir de pretexto para qualquer ataque – que uma escória está fazendo na Internet.

Sara Winter age da única forma moral possível: posiciona-se em defesa de sua família. Qualquer tentativa de agredi-la ou invadir sua vida privada deve gerar uma reação. Enquanto isso, é recomendável que ela colete todas as provas possíveis, e, em seguida processe todos que a perseguirem em sua vida privada.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. O pior de tudo, Luciano, é que alguns desses progressistas podem usar o texto para sugerir que ELA é quem está fazendo as ameaças (“Vocês vão se arrepender”) e colocar o Ministério Público atrás dela. Essa gente joga muito baixo. Nunca devemos subestimá-los.

  2. Avante Sara. Continue investindo tenazmente nesse teu processo de desintoxicação(O qual não é nada fácil). Não queira ter com o teu filho, no futuro, o relacionamento que eu e outros têm com suas mães. Você vai experimentar a pior das dilacerações emocionais e verá o teu castelo de cartas desparecer entre uma piscadela e outra. Não queira que o destino se vingue de você através do teu filho…Agora, pra quem leu algumas coisas mais “pesadas” em alguns comentários meus aqui e achou que foi exagerado, tome aí a sentença de uma mulher: ” Deixe minha família em paz, SEU MONTE DE MERDA”.

    E é exatamente o que elas são!! Acordem, roncolhos defensores de “feminismo”!!!!

  3. Tem mais é que enfrentar mesmo. Sugiro ir à favela mais próxima e comprar um três oitão com um traficante, pois arma legalizada aqui “non ecziste”,

  4. Luciano,

    Está aí o que defendo que a direita faça, para começar nossa declaração de independência. O texto que você destacou tem nove parágrafos. A atitude que já estou tomando, e que a Sara mencionou, está nos parágrafos 6, 8 e 9: porte de arma; falar grosso com esquerdistas/totalitários, estabelecendo os limites (praticamente todos previstos no código penal); e “plumo”, se atacarem “de facto” nossa vida ou propriedade.

  5. “vou dar um jeito de tirar porte de arma”.

    ri alto nessa parte!!!!

    Não vai tirar merda nenhuma, porque a esquerdalha da qual essa moça fazia parte até pouquíssimo tempo, só quer quer armas para BANDIDOS. Ela não sabe não???

    agora se fode ae trouxa!!!

Deixe uma resposta