Após vergonha moral, Claudia Leitte desiste de publicar livro bancado com Lei Rouanet

15
149

_______________________________claudialeitte

A Lei Rouanet todos os dias nos brinda com mais uma baixeza, uma vergonha, uma dedada no traseiro do brasileiro. Uma das leis mais porcas já criadas no Brasil, a Lei Rouanet virou apenas uma forma de financiamento de campanha em prol do governo petista a partir do uso de verba estatal sob o pretexto de “financiar a cultura” – como se não tivéssemos outras prioridades a resolver com uso de verba estatal.

O tapa na cara da vez foi a aprovação, por parte do ministério da cultura, para que “a pobre coitada” Claudia Leitte captasse R$ 356 mil junto a empresas privadas, que em troca teriam renúncia fiscal, ou seja, deixariam de pagar em impostos ao estado valor equivalente a 130 mil litros de leite (ótima dica do Movimento Brasil Livre, ao ter feito a conversão para litros de leite). É ou não é provocação demais?

Os protestos chegaram em tal escala que a fizeram recuar, como lemos no UOL:

Após ter o projeto de um livro promocional aprovado via Lei Rouanet, Claudia Leittedesistiu de utilizar o mecanismo para lançar a publicação, que seria distribuída gratuitamente no país. O “Livro Claudia Leitte”, proposto pela Ciel Empreendimentos Artísticos, produtora que tem a cantora como sócia, foi autorizado pelo Ministério da Cultura a captar R$ 356 mil junto a empresas privadas.

“A Ciel repudia notícias maldosas que sugerem que Claudia Leitte se beneficia de incentivos fiscais e informa ainda que o mesmo já estava abortado sendo assim, como o recurso não foi captado, será arquivado no MinC”, divulgou a produtora, que não informou se o livro ainda será editado.

Procurada pelo UOL, a assessoria de Claudia Leitte, que inicialmente solicitou a quantia de R$ 540 mil, não se manifestou sobre o caso até a publicação deste texto. Já o MinC afirmou que soube da desistência nesta quinta (18) e que a repercussão negativa do episódio provavelmente foi um dos motivos para o recuo da cantora.

Mais cedo, o ministério divulgou uma nota afirmando que o projeto, aprovado no dia 28, tramitou regularmente em todas as fases de análise antes de obter autorização da CNIC (Comissão Nacional de Incentivo à Cultura), que é formada por representantes de artistas, empresários e membros da sociedade civil.

No comunicado, o ministério cita ainda o artigo 22 da Lei Rouanet, que sustenta que projetos enquadrados no mecanismo “não poderão ser objeto de apreciação subjetiva quanto ao seu valor artístico ou cultural”. Os “critérios objetivos” utilizados incluem a natureza cultural do projeto, a qualificação do proponente e a garantia da democratização do acesso e acessibilidade.

Na proposição do projeto, a Ciel Empreendimentos Artísticos argumentava que o livro, com tiragem de 2.000 exemplares, possuía um “impacto cultural positivo” ao oferecer uma entrevista exclusiva da artista, fotos, letras e partitura de músicas. Do total, 900 livros seriam distribuídos a bibliotecas, patrocinadores e à imprensa.

Em 2013, Claudia Leitte já havia obtido autorização para captar R$ 5,8 milhões para uma turnê de 12 apresentações que rodou as regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

E pior é que a notícia ainda tem mais pontos para nos causar ânsia de vômito, pois ela nos lembra que em 2013 Claudia já captou R$ 5,8 milhões, equivalendo a 2,1 milhões de litros de leite. Vá gostar de mamar no estado assim lá longe, hein.

Depois de tanta mamata, se o projeto fosse levado até o final seria o definitivo livro da vergonha. Assim, voltou atrás. Mas ela ainda deve se envergonhar de ter recebido tanta verba no passado, que poderia ter sido usada para um fim mais decente.

Enfim, no país do PT, sempre que achamos que nossos artistas já chegaram baixo demais, sempre aparece algo para nos surpreender, não é mesmo?

Anúncios

15 COMMENTS

      • Querido Luciano, acho que você foi atingido em cheio pelo texto do Manson. Não está raciocinando. É claro que a ascensão e permanência de calhordas no poder é um reflexo de nossa cultura da esperteza. Aonde quer que você vá pode ver essa praga em escalas diversas. E nossa tendência, é sim, proteger e acobertar gente errada. Isso é verdade, sim. Não tem pra onde correr. Não precisa de dados estatísticos para provar isso.

      • Querido Luciano, acho que você foi atingido em cheio pelo texto do Manson.
        Fui mesmo. Fui atingido por uma overdose de pseudociência e alegações falsas. E, alias, um novo texto que publicarei irá mostrar que sua prórpria reação ao texto mostra que Manson ESTÁ ERRADO. Eu tenho a ciência da opinião pública em mãos, e ele só tem a opinião. E você crê… Ou seja, ele FORMOU SUA OPINIÃO, e direcionou o que você pensa. Você mesmo defende ele dizendo que “é opinião”. Ele que definiu seu pensamento, não você. Os seguidores de Manson mostram que, como eu havia escrito, quem determina tudo… são os formadores de opinião.
        Não está raciocinando.
        Vamos testar?
        É claro que a ascensão e permanência de calhordas no poder é um reflexo de nossa cultura da esperteza.
        Espere.. é reflexo de nossa cultura? Ou de um senso comum jogado por cima de nossa cultura? RS.
        Aonde quer que você vá pode ver essa praga em escalas diversas. E nossa tendência, é sim, proteger e acobertar gente errada. Isso é verdade, sim. Não tem pra onde correr. Não precisa de dados estatísticos para provar isso.
        Se você acha que não precisa de dados estatísticos, esse é um problema sério. A meu ver, tentar vender falsas teses sem nem mesmo apresentar dados estatísticos é desonestidade. Será que a corrupção não começa com você aceitando um texto sem evidências? RS.

      • Segue novamente…

        Jacqueline, de modo geral sempre estive alinhado com os seus comentários aqui no blog, porém se tratando desse “senso comum” propagado por esse gringo, em resumo acho um absurdo pois sustenta o “frame” esquerdista de que aqueles que colaram na prova não podem falar mal dos cléptocratas do PT.

        Outra coisa, acho que o politico corrupto, do tipo que temos hoje, não reflete o cidadão médio, são pessoas completamente falsas, mentirosas, malignas, terroristas, que fazem muitas coisas que um cidadão médio nunca fariam, pessoas que a um tempo atrás estavam matando pessoas comuns por terrorismo, roubavam bancos, soutavam bombas, não é coisa de gente comum, esses ai são sangue no zoio. Acho que são psicopatas, com um grande deficit de empatia, muito maior do que de um cidadão normal. E a corrente que articula suas ações, vem de muito longe, e muito antes, não é uma maximização de uma tendencia corrupta normal. É psicopata contratando psicopata, com ideologias e organizações de psicopatas, tudo por baixo do pano. E os poderosos que estão pretendendo baixar um sistema onde só existam eles senhores, e o povo restante como escravos (servos), eles também são muito mais do que uma larga escala de um ser humano normal, é gente que tem tradição de maldade, gente que mudou a historia, dizimou povos, dinastias da maldade, existe um processo histórico, o ego desse povo é gigante. O cidadão comum não consegue entrar nesse jogo, e nem todo mundo é assim, tem gente que quando tem poder na mão, faz coisa boa, esse povo ai, tanto os políticos, quanto os NWO… é a maldade vindo direto da fonte! Me parece que e uma coisa muito longe do cidadão médio da nação, tanto e que pretendem legalizar a pedofilia, eles não ligam! (não é uma parte da sociedade que está no poder, é uma coisa que veio de fora, e se infiltrou) .

    • Jacqueline, no geral sempre estive alinhado com os seus comentários, deixe me discordar respeitosamente, imprimindo o meu senso comum sobre o que você comprou do Mark Manson:

      Acho que o politico corrupto, do tipo que temos hoje, não reflete o cidadão médio, são pessoas completamente falsas, mentirosas, malignas, terroristas, que fazem muitas coisas que um cidadão médio nunca fariam, pessoas que a um tempo atrás estavam matando pessoas comuns por terrorismo, roubavam bancos, soutavam bombas, não é coisa de gente comum, esses ai são sangue no zoio. Acho que são psicopatas, com um grande deficit de empatia, muito maior do que de um cidadão normal. E a corrente que articula suas ações, vem de muito longe, e muito antes, não é uma maximização de uma tendencia corrupta normal. É psicopata contratando psicopata, com ideologias e organizações de psicopatas, tudo por baixo do pano. E os poderosos que estão pretendendo baixar um sistema onde só existam eles senhores, e o povo restante como escravos (servos), eles também são muito mais do que uma larga escala de um ser humano normal, é gente que tem tradição de maldade, gente que mudou a historia, dizimou povos, dinastias da maldade, existe um processo histórico, o ego desse povo é gigante. O cidadão comum não consegue entrar nesse jogo, e nem todo mundo é assim, tem gente que quando tem poder na mão, faz coisa boa, esse povo ai, tanto os políticos, quanto os NWO… é a maldade vindo direto da fonte! Me parece que e uma coisa muito longe do cidadão médio da nação, tanto e que pretendem legalizar a pedofilia, eles não ligam! (não é uma parte da sociedade que está no poder, é uma coisa que veio de fora, e se infiltrou) .

    • Com certeza. Esse trabalho tem que ser feito incansavelmente. Todos esses merdinhas que mamam as verbas estatais vão de alguma forma militar pelo PT em 2018. Vai ser um circo com shows de horrores de Tico Santa Cruz, Claudia Leite e Chico Buarque. Mostrar o quanto são imorais AGORA é uma tática que pode trazer resultados. Falar isso em 2018 em um debate televisivo sem nunca ter mencionado o assunto antes vai soar como:

      “Nossa o que é isso?” para o público leigo

      E a bofetada PETISTA:
      “O candidato nunca se a posicionou a respeito e só agora isso virou um problema?”

    • Pensei o mesmo! Tá aí o resultado de shaming e pressão. Essas figuras públicas – artistas e POLÍTICOS -, como o título diz, vivem de uma imagem PÚBLICA. O grande medo deles é justamente que a imagem pública fique arranhada. Na hora que a direita como um todo se tocar disso, putz, aí vamo fazer a festa!

      Lembram o que houve quando a Manuela D’Ávila e mais uns idiotas do Sul resolveram criar o Passe Livre Para Bandidos? O shaming e a pressão foram tão fortes que NO DIA SEGUINTE eles já estavam dizendo “ei, calma, é bricandeira, esquece isso aí, não vamo fazer nada não, passou”.

  1. Mais um exemplo da mediocridade e decadência de nossas instituições públicas. A instituição
    da vez é a que tem a responsabilidade de aplicar a Lei Rouanet para ajudar artistas de valor que não tem meios para se produzir, a se produzir no mercado.
    Somos tão decadentes que as críticas que fazemos às instituições não surtem nenhum efeito, porque não há no cenário gente que se mexeria para corrigir os problemas.

Deixe uma resposta