O Bagre de Carvalho. Ou: não dá pra se esquivar quando seus alunos usam seu nome como cabeça de uma agenda

91
273

aiatolavo

Olavo de Carvalho foi para os holofotes depois que ontem, 21/02, uma tropa de malucos foi exposta em um vídeo onde afirmavam que tudo que faziam tinha como base as orientações de Olavo, bem como eram inspirados por ideias dele e daí por diante. O vídeo trazendo nove sujeitinhos em uma situação demarcando o fim moral da direita true neocon do Brasil foi publicado em 20/2. Olhem que bonitinho o anúncio:

clicktime

No vídeo, chegaram a nomeá-lo como o “general” da estratégia. Não sabemos se ele orientou que fizessem o hangout, mas todos ali eram influenciados pelas ideias de Olavo.

Decidiram boicotar os movimentos de rua de 13/3 e, em troca, pedir por revolução civil (ou desobediência civil, ou o que queiram chamar, pois mudam de discurso como mudam de cueca) e em alguns casos até intervenção militar. Curioso: por que não achamos pessoas cujas ideias são embasadas por outros formadores de opinião fazendo hangouts desse tipo? Por que leitores de Constantino, Azevedo e do Antagonista não fazem esse tipo de papelão? Até hoje, Olavo tem dado uma de bagre ensaboado e se livrado de responder esse tipo de questão…

Clique aqui para ver a primeira parte do vídeo.

Na versão completa, o vídeo tem 2 horas e 5 minutos. Por questões de espaço, limitado a 500MB, postamos apenas a primeira parte, e em próximo artigo traremos a segunda. (Aliás, todas as imagens aqui utilizadas foram postadas em redes públicas, e não em comunidades privadas – tipo ‘friends only’ – logo, não há espaço para o discurso dizendo ‘estão usando minha imagem’)

Fabio disse:

ol_click

Certo, certo… Orientações do Prof. Olavo?

Porém o discurso do vídeo não destoa daquela conversa de sempre, brincando com as opções às mãos, as vezes falando em revolução não violenta (estilo Gene Sharp), desobediência civil e qualquer coisa vindo a calhar. Pensar em opções unicamente democráticas que é bom… nada.

ol1

E que tal esta?

ol3

Fabio havia dito isso ontem:

fabio

Debaixo dos ensinamentos de quem?

Também vale a pena rever um vídeo importante:

Bem, pelo menos parece que hoje Jair Bolsonaro está apoiando em peso as manifestações de 13/3. Já aquela tropa do hangout de 20/2 boicota as mesmas manifestações. Quer dizer: boicotam até o candidato que apoiam. Estranho.

E hoje Olavo seguia barbarizando, em resposta ao post de ontem (onde as palavras mais fortes eram as de Danilo Lima):

ol0

Creio que estas afirmações de Olavo não se encaixam a mim, mas a Danilo, que, como já disse, havia sido incisivo no post de ontem. Vale a pena revê-lo.

Se assim o é, Danilo responde, novamente com assertividade elogiável:

1 – Olavo não negou em momento algum sua relação com aqueles que apareceram no hangout, tenham eles feito pedidos por intervenção militar ou por revolução civil (que sabemos ser utilizada como eufemismo para um pretexto para intervenção militar, e que inclusive Olavo vê como única solução)

2 – EM MOMENTO ALGUM Olavo os repreendeu pelo uso de seu nome, nem por dizerem que estão “aplicando seus ensinamentos”

3 – Olavo não deve satisfações a um “fake”, nem mesmo a um pseudônimo. DEVE SATISFAÇÕES A MILHARES DE PESSOAS que o seguem e viam nele um estrategista de direita… que com a desculpa de abordar “multiplas perspectivas” muda de ideia a cada mês enviando sinais diferentes e sustentando discursos que inexoravelmente levam a ações como as apresentadas no hangout.

OLAVO DEVE SATISFAÇÕES PORQUE um grupinho na internet sente tanta autoridade EM COLOCA-LO COMO LIDER de uma revolução civil, que ora é armada, ora é “desobediência”

DEVE SATISFAÇÕES às massas de pessoas que alguns de seus ALUNOS de seminário de filosofia estão tentando boicotar

Se Olavo se sentiu tão indignado com a tal marcha em Brasília, ele que levantasse seu traseiro da cadeira e fosse DE AVIÃO até Brasília entregar o seu protocolo de impeachment e, de quebra, liderar as massas que, segundo o próprio Olavo, ficaram sem protestar devido ao MBL ter ido à Brasília.

Nisso fique registrado que até mesmo entre aqueles mais próximos ele não encontra concordância neste aspecto. Veja:  http://bdadolfo.blogspot.com.br/2015/06/respondendo-olavo-de-carvalho.html

No vídeo de setembro é demonstrado que OLAVO MENTE quando diz que atacava a “paralisação” dos movimentos, por uma suposta “substituição”….

Afirmar isso significa QUE ELE ADMITE que as massas de ruas FORAM CONVOCADAS PELOS MOVIMENTOS e não aleatoriamente como ele afirmou anteriormente.

Em todo caso, como ele e outros afirmam que “a maioria das massas era conservadora” PORQUE RAIOS ELES NÃO JUNTARAM ESSE PESSOAL OSCIOSO e foram às ruas??? PORQUE ESPERARAM pelos movimentos que hoje eles hostilizam?

4 – Através deste evento em específico podemos observar que não somos nós impeachmistas que precisam “mostrar a cara”… afinal foi só evidenciarmos suas ações de um hangout que em menos de 24 horas vcs correram como baratas quando se ascende a luz de um cômodo. VCS FICARAM COM MEDO DO Q? A população (segundo vcs) não os acompanha nessas suas demandas???

Essa “grande massa” conservadora da qual temos dúvidas sobre o número, e se de fato aderem as pautas orientadas….e que agora clama a existência de uma conspiração construída para enganar conservadores (como se auto intitulam)…FEZ O QUE ESSE TEMPO TODO (EM TERMOS DE CONVOCAR PESSOAS)??? Precisaram assistir uma marcha que definem como pueril pra Brasília pra tomar consciência de que tinham que tormar as rédeas de seu próprio movimento e assim apresentar suas estratégias?

É inegável a batalha conservadora dentro do campo cultural, e sem ela é evidente que a situação estaria muito pior…Mas estão realmente os conservadores interessados em um levante civil?

Se estão, o que estão esperando? O QUE SEMPRE ESPERARAM?

Enfim, Olavo está devendo uma resposta a muita gente.

Vai continuar em cima do muro?

Anúncios

91 COMMENTS

  1. Será que no fundo esses caras, tirando o Olavo, não são só um bando de filho da puta (tipo escórias como Pirrola, maestro Bagos)? Veja, ocorre algo semelhante com outros grupos, tipo a fraternidade S. Pio X, TFP e etc (que querem salvar o mundo).

    Eu pedi para alguém levantar um histórico do que o prof. Olavo escreveu ou falou sobre o assunto para facilitar o juízo e ver o que em público estimula esses porras (esse cara do Click aguardando orientações?).

    Para ele eu dou beneficio da dúvida, mas para essa turminha aí… (o Alex até entendo, revoltado falando bobrinha (eu era assim), o Maro, acho um cara esforçado) o resto , é resto mesmo (o que é o Dante, superior por gostar de música clássica – está aí um tipo que rejeito).

    Será que são alunos do COF ou vivem de pegar uma coisa aqui e ali do Facebook e artigos dele?

    Luciano, se matricula no curso. Faz tempo que penso em entrar, mas como sou muito desorganizado fui empurrando com a barriga.

    • “Veja, ocorre algo semelhante com outros grupos, tipo a fraternidade S. Pio X, TFP e etc (que querem salvar o mundo).”

      Melhor não falar do que não conhece, embora a comparação entre a TFP e a turma de Olavo faça sentido porque ambos os grupos se degradam porque sofrem do mesmo mal: o culto sectário à personalidade do líder.

  2. Perceba que os melhores alunos do Olavo possuem “luz própria”. Os caras têm opinião, sabem escrever e falar. Desenvolvem um pensamento próprio e publicam livros muito bons. Já a turma da internet é grotesca. Gente sem leitura, incapaz de pensar. Olavo já se enganou com certas pessoas. O caso Júlio Severo é exemplar. Espero que esta loucura passe, mas este turma da internet já fez mal demais.

    • Pra mim é tudo igual, lógico, tem uns que são burros como uma porta, outros cognitivamente mais desenvolvidos mas todos eles se igualam na total falta de independência, falta de senso crítico,mas também o que esperar de pessoas que seguem um cara que é contra “pensar com os próprios miolos”?

  3. Ainda bem que você mapeou rápido a turminha por trás da loucura toda e exigiu do Olavo um posicionamento! Agora,o pessoal é tão doido que metem o pau até em pessoas reconhecidamente influenciadas pela Olavo, como o Flavio Morgenstern e o Alexandre Borges.

  4. Luciano, eu curto suas publiicações demais… com todas os erros e acertos, mas por favor.. pegue leve com o Olavo. Para que persegui-lo? Vc elege claramente as pessoas que vc quer destruir moralmente… só que com o Olavo não cola sabe… o cara é gênio. So é otário de dar confiança e abrir espaço pra todo mundo. Mas isso só prova que ele é do bem… ele entende que tem uma missão e a humildade e a generosidafe dos grandes. Ele se bota a serviço da humanidade e se sacrifica pra isso. O Brasil deve demais a Olavo de Carvalho. Um dia,terão escolas e ruas com seu nome. Ele fez mais pelo Brasil que o PSDB em toda a sua existência como oposição.
    Um abraço!

  5. Não. Eu vou me manter olavete e ouvindo o que o Olavo tem a dizer. Só não vou fingir que entendo muitas das coisas intrigantes pra mim e pra a maioria.

    O negócio é: como você pode dizer que a responsabilidade pelo que alguém faz é minha, porque eu o influencio de alguma forma? Você mesmo foi influenciado pelo Olavo.

    Temos alguma estatística do tipo: 72,4% dos olavetes são sem noção, ou algo assim?

    Talvez ele pudesse ter um tradutor, alguém que criasse o olavês simplificado, cheio de desenhos, pra que o povo só pudesse falar bobagens “em nome do Olavo”, ou mencionando-o clara má fé, em vez de por burrice. Mas… Não acho justo eu por a culpa em você porque teu amigo não é capaz de entender o que você fala, e faz merda achando que foi o que você o mandou fazer.

      • O nó górdio é sua premissa, LH. Você parte da premissa de que existe um sectarismo e um “plugue direto” entre Olavo e os sujeitos do hangout supracitado. O maior erro dos críticos do Olavo é justamente reter-se em suas críticas, nesse suposto aspecto sectário dos alunos do Olavo quando reiteradas vezes ele mesmo já mostrou que isso não existe.

        Seguir “orientações do Olavo” não é o mesmo que “seguir ordens diretas” do mesmo. Simplesmente não vejo qualquer obrigação epistêmica dele em se manifestar se alguns alunos dele surgem com a idéia de boicotar a manifestação.

        Olavo se excedeu sim em ter manifestado publicamente a suspeita dele (que você chama acusação) da sua “identidade secreta” que assume o “alter ego” Luciano Ayan, mas ainda estou julgando até que ponto isso não foi feito em reação a uma cobrança saída de alguém que nem é um alguém em termo próprio. O conhecimento mais natural que precisamos ter quando somos cobrados par asseverar a validade de uma cobrança, é quem nos cobra.

      • Tayroni,

        Não. O que apontei são os fatos.

        Não temos hangouts desse nível de leitores de Constantino, de Azevedo, do Antagonista. Mas temos hangouts de ALUNOS do Olavo de Carvalho. E ainda teremos muito mais a respeito de comandos intelectuais contidos nas participações virtuais de Olavo. Relax man…

        Abs,

        LH

  6. Que palhaçada! Acho que você deveria gastar a sua tinta com os verdadeiros inimigos do Brasil, e não com esse besteirol de “direita true neocon” e coisas que tais. Você pode bem mais do que isso, cara!

  7. O Bolsonaro não quer ser um novo Carlos Lacerda, que se tornou irrelevante após 1964. Daí sua tendência a apoiar uma solução democrática. E convenhamos, 13/3 tem tudo para ter novos manifestantes insatisfeitos, considerando a recente “operação acarajé”.

  8. Gosto do Maró, ele vai bem nos vídeos exceto quando entra em propostas políticas, quase sempre um desastre.
    Não conheço os outros, só vi a primeira parte do vídeo, mas esse Seltz é um maluco. Uma pessoa perigosa e destrutiva.

  9. Eu não entendo a lógica fora o orgulho besta de achar que uma ação anula a outra.
    Se o objetivo é tirar o PT do poder todas as ações seja qual for são positivas.
    As ações podem acontecer de forma paralela, não apenas em série.
    Eu posso ir no dia 13 e apoiar a “desobediência civil”, apoiar Bolsonaro mesmo em 2016, apoiar um candidato do PSDB a prefeito, vereador em detrimento de um Petista.
    Eu gosto do que o Olavo, Luciano Ayan, Reinaldo etc, dizem e não acho isso contraditório.

  10. Curioso como, nas últimas semanas, após reforçar seu apoio (ou pelo menos simpatia) à candidatura do Deputado Jair Bolsonaro, o Professor Olavo recebeu uma onda de ataques da auto-intitulada “direita esclarecida”: Azevedo, Constantino, e agora o Ayan.
    Qual é a força motriz por trás disso? Dinheiro? Ou algo mais?

    E, francamente, Ayan: saia detrás do biombo. Apresente-se. Mostre seu rosto, seu verdadeiro nome, sua ocupação… É muito fácil esconder-se confortavelmente no anonimato.

    QUEM DEVE SATISFAÇÕES AQUI É VOCÊ.

      • Isso é uma desconversa. Não entende a dificuldade de debater com uma entidade anônima?
        O “Bagre” mostra sua cara e seu nome há tempos, em todas as mídias possíveis, leva pancada de todos os lados, revida o quanto possível, e segue a vida.
        Por outro lado, “Ayan” sequer é o seu sobrenome real. Qual é o seu temor, afinal?

      • Não preciso explicar meu “temor” e nem se tenho temor. Não há dificuldade em debater com um autor que usa pseudônimo e se mantém discreto. Olavo pode me refutar o quanto quiser. Quanto a “difamação”? Qual ele sofreu por aqui. Esse papo de “só debato se mostra a cara” é distinção de emergência.

    • “Curioso como, nas últimas semanas, após reforçar seu apoio (ou pelo menos simpatia) à candidatura do Deputado Jair Bolsonaro, o Professor Olavo recebeu uma onda de ataques da auto-intitulada “direita esclarecida”: Azevedo, Constantino, e agora o Ayan.”

      No alvo!

      • Não, você não forçou nenhum deles, mas os indícios da origem da birra são anteriores ao tal do ‘hangout’, como sinaliza o uso recorrente do rótulo “direita true” em seus posts; talvez o estopim da ‘dissidência’ tenha sido a publicação do texto irônico sobre o ‘liberalzinho’, onde você foi injustamente nominado. O fracassado hangout foi usado por você, de uma maneira indigna, para fazer cobranças públicas ao Olavo de Carvalho. Infelizmente a coisa toda desandou para a baixaria. Boa sorte a ambos.

        PS: Incluí o seu nome ao lado de RA e RC pelo desenrolar das críticas, mas a motivação de RA é claramente partidária, enquanto a de RC e a sua parecem não ser.

        ()´s

    • O problema não é Olavo ter apoiado a candidatura do Bolsonaro. Todo mundo sabe da simpatia dele com a máfia Bolsotária HÁ ANOS. Tem post dele de 2 anos atrás dizendo que só confiaria à presidência ao Bolsonaro. Pelo visto, você próprio não sabia disso.

      O problema foi ele começar a atacar os movimentos de rua pró-impeachment. O problema foi ele colocar toda a olavetada contra os movimentos que enfim estão FAZENDO algo. O problema é a vaidade, é o discurso enfadonho de “fui eu quem fiz tudo isso”, “eu brigo sozinho contra esses caras há anos”, “quero intervenção militar mas também quero Jair Bolsonaro” (what?).

      O problema é o quanto ele passa a achincalhar uma pessoa instantaneamente diga ela qualquer coisa a respeito dele que não seja um elogio – foi o que fez com o Reinaldo Azevedo, com o Constantino, o Ayan, e faria com você se você tivesse um nome famosinho e ousasse discordar dele. Ia inventar algum apelido pra você (do tipo Mauricio Cagado, Orifício Arrombado, algo do tipo) e sair te xingando a rodo, colocar a olavetada contra você e o escambau.

      Nenhum desses nomes que você citou é contra A CANDIDATURA do Bolsotário.

      Nem sequer eu sou contra. Quero mais é rir da incompetência dele. Ele não conseguiu debater nem com a tonta da Luciana Gimenez, num debate presidencial vai apanhar feito saco de pancada! Se candidata mesmo que eu tô louco pra rir dele!

  11. Eu estou muito à direita dessa turma, tanto que nunca tinha ouvido falar de nenhum deles. =D

    Olavo de Carvalho anda teorizando demais sobre isso de intervenção militar e desobediência civil, mas é óbvio que ele tem um conhecimento desabonadoramente superficial da sociedade brasileira e do funcionamento do Estado.

    Já comentei isso por aqui anteriormente: o Brasil está tão doente que não suporta uma cirurgia – a intervenção militar. A Revolução de 1964 (foi uma revolução porque derrubou o varguismo e instaurou um novo sistema político) foi excelente em não ter vítimas porque o desgoverno Goulart não tinha apoio político, não sendo unânime nem mesmo entre os comunistas, tanto que Fidel Castro não tentou sequer mover uma arruaça com seus agentes já infiltrados no Brasil.

    Hoje a situação é deveras diferente. A esquerda controla de tal arte as instituições nacionais (Estado, sindicatos, imprensa, órgãos representativos e mesmo o crime organizado!) e mesmo internacionais (ONU e OEA) que se Brasília amanhecesse cercada pelas FFAA o país seria execrado internacionalmente, parado por grupos sindicais, sabotado pela imprensa e aterrorizado pelo crime organizado. Boa parte dos governadores ficaria em cima do muro ou mesmo contra, minando o apoio das Polícias Militares à intervenção.

    Na minha percepção, o MBL hoje está nitidamente tucanizado (tanto que Kim foi aprovado crivo ideológico da Folha) e perdeu seu caráter genuinamente popular, o que ajudou no arrefecimento e mesmo descrédito das manifestações. Também concordo com o Olavo quando ele diz que a Marcha para Brasília foi contraproducente, pois teria sido melhor manter o ritmo de manifestações, ainda que cada vez menores, já que o efeito da tal marcha foi politicamente pífio e não alterou em nada o curso do impeachment.

    O que se chama de “direita” no Brasil nunca será unido porque se aglutinam contra o PT diversos grupos ideológicos, mesmo de esquerda como os liberais, libertários e socialistas fabianos. Nesse caso, a luta deve ser unificada contra o bolivarianismo petista e suas ideias malignas, devendo os grupos transigirem de suas bandeiras principais na medida que isso respeite suas ideias.

    Que os intervencionistas e olavianos caiam na real e parem de sonhar com revoluções. Mas que os liberais/libertários/tucanos/fabianos parem de tentar manipular a insatisfação popular com uma mão e escondendo a coleira esquerdista que está na outra mão. Não acredito que isso vá acontecer, mas torço para que ao menos consigamos enfraquecer ou paralisar o mal maior.

  12. Nooooossa, o pau tá comendo solto! E eu tô aqui com a minha pipoca e o meu refrigerante só assistindo. Se soubessem como me dá prazer ver esse lado bosta da direita se retorcendo, se fudendo, fugindo, constrangida…

    Querem revolução civil, mas que OS OUTROS façam, OS OUTROS morram nas ruas pra defender o país, OS OUTROS se fodam.
    Assim como Olavo, que está lá nos Estados Unidos, em sua confortável poltrona, em sua confortável casa com grama, sem nunca ter vindo pra cá mexer uma caneta de lugar, e quer que OS OUTROS façam as coisas.

    Ri muito da parte do “estamos aguardando orientações do Prof. Olavo”.

    Dia 13/3 estou nas ruas não só pelo impeachment da Dilma, mas também contra essa porra de direita conserva-bocó-true-do-caralho que declarou-se anti-manifestações, anti-MBL, anti-Ayan, como boas linhas auxiliares petistas que estão sendo sem notar.

    • Esse tipo de coisa me faz imaginar o Olavo de Carvalho segurando aqueles paus de manipular marionetes, e esses carinhas na outra ponta, com cordinhas e tudo mais. Francamente, acho que dá vontade de mandar um espelho de presente pra eles se olharem. Engraçado o Fábio não exigir também que o Brasileiro de Aço mostre a cara e revele seu nome verdadeiro (inclusive, vou comentar isso no último vídeo dele).

      No entanto, eu sempre achei que essa atuação 100% de bastidores do Ayan fosse um telhado de vidro e que seria questão de tempo até jogarem pedra. É verdade que o Olavo está bem seguro, lá na Virgínia, e também não vem aqui levar tapa, e que é muito mais confortável falar de lá, e nesse caso, até o Reinaldo de Azevedo pode se dizer mais autêntico que ele, mas o efeito “pessoa concreta com nome real” sob o inconsciente das pessoas é muito forte, muito mais forte do que o contra-frame “sai da virgínia e vem capitanear a desobediência civil daqui” e muita gente vai ser afetada por isso de maneira irreversível ou quase.

      Eu lembro que o Luciano disse que deixaria este blog mais para metodologia e faria outro para comentário político em geral. A idéia era muito boa, pois o conteúdo de guerra política aqui contido NÃO É para o grande público, no entanto, as refutações são, e é até meio complicado divulgar este blog para qualquer um. Pena que a idéia da separação tenha sido engavetada.

      • “Eu lembro que o Luciano disse que deixaria este blog mais para metodologia e faria outro para comentário político em geral. A idéia era muito boa, pois o conteúdo de guerra política aqui contido NÃO É para o grande público, no entanto, as refutações são, e é até meio complicado divulgar este blog para qualquer um.”

        Exatamente. A internalização das regras da guerra política é algo que envolve certo estudo e disciplina, além de conter alguns termos mais técnicos que podem afugentar os que desejam ler mais superficialmente. Não é qualquer Revoltado Online da vida que vai se interessar.

        “Pena que a idéia da separação tenha sido engavetada.”

        A questão, acredito, é que já ocorreu uma metonímia. Dificilmente alguém diz “Eu leio o Ceticismo Político”. Diz-se “Eu leio o Luciano Ayan”. Creio que a divisão em dois sites (“Ceticismo Político” e “Crítica Política”) gerou certa confusão, até porque um deles continuou sob o endereço lucianoayan.com (fora isso, a interface e a área de comentários do Crítica Política eram horríveis). Houve uma certa crise de identidade da parte separada, me parece.
        A ideia da separação é realmente muito boa e continuo apoiando. Mas acho que só seria eficiente se feita de uma forma que evitasse essas questões citadas.

      • Hahahaha! Ri das marionetes. Só me causou bastante conforto, pois como revelei naquele post que citaram o Alexandre Seltz (acho que é assim o sobrenome), bonecos me dão fobia (e o Seltz me lembra um boneco, me causa exatamente o mesmo desconforto). Algum filme de terror que assisti na infância com bonecos me traumatizou, negócio é bad mesmo.

    • Linha auxiliar petista foi o Reinaldo Azevedo quando atacou um potencial adversário de 2018. Mas eu não vi você reclamando (e nem o Luciano). Já percebi que você não consegue não ser chiliquento, mas tente pelo menos direcionar os seus chiliques para os lugares certos.

  13. “Olavo de Carvalho” “Jair Bolsonaro” e “intervenção militar” no MESMO título de vídeo. Me deu até coceira. Esses três termos estão ligados de uma forma patética e que nem é preciso mais da esquerdopatada pra ridicularizar.

  14. Até agora não vi uma viva alma defendendo uma ditadura ou se dizendo contrário aos valores democráticos. Esse papo de que “nós somos da democracia, eles são contra ela” é de um maniqueísmo infantil. Tanto é infantil que entre eles sequer houve consenso em vários temas. Sobre a insignificância deles, convém lembrar que muitos dos que hoje acompanham seu blogue só o fazem por um dia terem conhecido o Olavo de Carvalho. Você se mostrou desonesto e desconfiei de você desde o ano passado, quando defendia tucanos na cara larga. Aí parei de acompanhar. Queria até defender o blogue mas diante das acusações pueris que está lançando contras os caras, não tem como.

  15. O Olavo JÁ se posicionou sobre esta questão há tempos, este seu texto mostra que você não lê e não conhece os escritos e falas do Olavo, ele JAMAIS autorizou que alunos, admiradores ou simpatizantes falassem em nome dele, ele JAMAIS afirmou ser líder de movimentos organizados, ele JAMAIS pleiteou ser este líder. Tudo o que o Olavo tem feito e escrito para ajudar o Brasil tem, de fato, o teor de uma liderança, mas está longe de ser esta liderança de “general” que certos leitores e admiradores apregoam. Olavo não deve satisfações a ninguém, ele é, sempre foi e sempre será um pensador independente e lúcido, completamente indiferente e imune a manifestações delirantes, deste ou daquele admirador ou pseudo-admirador. Olavo explicou isso pelo menos um milhão de vezes, se você não leu, ou não entendeu, ou se fez de desentendido para, mais uma vez, lançar dúvidas quanto ao caráter e idoneidade do Professor, isso é problema SEU, não dele.

    • “Olavo não deve satisfações a ninguém, ele é, sempre foi e sempre será um pensador independente e lúcido, ” <- Todos devem satisfações, ao menos morais, pelas coisas que escrevem ou falam.

      Ademais, estou com quase 1000 prints (até perdi a conta), sendo a maioria de Olavo, e o resto de seus alunos, mostrando que suas tentativas de exonerá-lo de responsabilidade não funcionam.

      Aguarde os próximos atos.

  16. Luciano,
    Não tenho nenhum interesse em saber sobre suas questões pessoais. Devem interessar a sua esposa ou a receita, sei lá. Mas acho pertinente que você emita opinião sensata sobre a desobediência civil pacífica. Até agora você, ou a esculhamba, ou finge que não entende, ou não enaltece quem a pratica, como tem feito o ROL.
    Acho muito comodistas os que, como você, criticam atitudes de efeito, mas ficam gritando palavras de orden para políticos que pouco ou nada sabem de sua existência.
    Olavo, ao contrário, lida com a prática da luta antiesquerdista desde antes do seu nascimento. Ele precisa apontar caminhos e, nem sempre, descartar algumas opções menos agradáveis como uma intervenção.
    Veja que o jogo político pode mudar e mesmo Dilma pode pedir essa intervenção que, apenas aparentemente, incomoda esquerdistas.
    Te leio com genuína atenção e aprendo bastante. Mas, ler Olavo e entendê-lo a fundo não é coisa pra iniciantes, como parecem ser a maioria desses garotos.
    Tentei entender Olavo há 20 anos, porrei com ele, há 2 comecei a entender.
    Não se luta contra uma tsunami meu amigo. Melhor pegar uma prancha e vir surfar junto. Não que Olavo seja grande coisa. Maior, muito maior que ele, é o terremoto submarino que o gerou. Olavo não tem sempre razão, mas ele é um bom caminho para chegar em quem nunca erra.

  17. Olavo está certo quando fala que o impeachment não será solução pois manterá esse ratos do PMDB e demais no poder e todos esse sistema protéico ficará de pé. Cassação dessa eleição e das legendas para varrer esse povo todo, é por isso qeu devemos lutar.

    • Olavo é um embusteiro, pois o fato de ocorrer impeachment não significa que ele e o grupinho dele não possam trabalhar “contra o estamento burocrático”.

      Na verdade, Olavo sabe que perdeu parte de seu protagonismo com as manifestações de rua, está com inveja e despeito e inventando desculpas absurdas para atacar pessoas que hoje, politicamente, são muito mais relevantes que ele.

      Que ele se junte à turminha dele faz o tal “movimento da desobediência civil”. Vamos assistir! 🙂

      Por enquanto, não vi nada…

  18. Eu estou tão “à direita” dessa turma que nunca tinha ouvido falar de nenhum deles. =D

    Olavo de Carvalho anda falando demais sobre intervenção militar e desobediência civil, mas é óbvio que ele tem um conhecimento desabonadoramente superficial da sociedade brasileira e do funcionamento do Estado.

    Já comentei isso por aqui anteriormente: o Brasil está tão doente que não suporta uma cirurgia – a intervenção militar. A Revolução de 31/03/1964 (foi uma revolução porque derrubou o varguismo e instaurou um novo sistema político) foi excelente em não ter vítimas porque o desgoverno Goulart não tinha apoio político, não sendo unânime nem mesmo entre os comunistas, tanto que Fidel Castro não tentou sequer mover uma arruaça com seus agentes já infiltrados no Brasil.

    Hoje a situação é deveras diferente. A esquerda controla de tal arte as instituições nacionais (Estado, sindicatos, imprensa, órgãos representativos e mesmo o crime organizado!) e internacionais (ONU e OEA) que se Brasília amanhecesse cercada pelas FFAA o país seria execrado internacionalmente, parado por grupos sindicais, sabotado pela imprensa e aterrorizado pelo crime organizado. Boa parte dos governadores ficaria em cima do muro ou mesmo contra, minando o apoio das Polícias Militares à intervenção.

    Na minha percepção, o MBL hoje está nitidamente tucanizado (tanto que Kim foi aprovado crivo ideológico da Folha) e perdeu seu caráter genuinamente popular, o que ajudou no arrefecimento e mesmo descrédito das manifestações. Também concordo com o Olavo quando ele diz que a Marcha para Brasília foi contraproducente, pois teria sido melhor manter o ritmo de manifestações, ainda que cada vez menores, já que o efeito da tal marcha foi politicamente pífio e não alterou em nada o curso do impeachment.

    O que se chama de “direita” no Brasil nunca será unido porque se aglutinam contra o PT diversos grupos ideológicos, mesmo de esquerda como os liberais, libertários e socialistas fabianos. Nesse caso, a luta deve ser unificada contra o bolivarianismo petista e suas ideias malignas, devendo os grupos, ainda que distintos, concentrarem suas forças em atacar o desgoverno, não em disputar uma liderança política que não existe, já que o movimento não é e nunca será unificado

    Que os intervencionistas e olavianos caiam na real e parem de sonhar com revoluções. Mas que os liberais/libertários/tucanos/fabianos parem de tentar manipular a insatisfação popular com uma mão e escondendo suas “certidões de nascimento” esquerdistas (todos filhos da Revolução Francesa) do povo. Não acredito que isso vá acontecer, mas torço para que ao menos esses movimentos consigam enfraquecer ou paralisar o mal maior.

    • Embora concorde com algumas coisas, chamar libertário de esquerdista demonstra profunda ignorância e tira todo o mérito do seu argumento. Libertário é acima de tudo um individualista e é contra a iniciação da violência. Um liberal clássico simplesmente defende que o indivíduo é responsável pela sua própria busca pela felicidade (e.g. John Locke ou a Constituição da Filadélfia). Esquerdistas, por outro lado, são coletivistas que acreditam que os fins justificam os meios – defendem mais impostos e odeiam a propriedade privada. Dizer que “é tudo esquerda” e, portanto, tudo a mesma coisa por causa da oposição aos monarquistas da Revolução Francesa é o mesmo que eu sugerir que você e um islamista são a mesma coisa, simplesmente porque ambos defendem uma doutrina conservadora. Libertarianismo é justamente o contrário de qualquer doutrina esquerdista, que na sua busca para corrigir alguma suposta injustiça social, sempre resulta na expansão do Estado e do uso da violência contra o indivíduo. A sua “Revolução de 1964” não passa de um socialismo de viés nacionalista, ao contrário do socialismo internacionalista dos marxistas.

      • O fato de serem doutrinas esquerdistas não exige que sejam quase iguais, como nazismo e bolchevismo, mas porque compartilham premissas.

        O movimento revolucionário francês (jacobinismo e doutrinas maçônicas) reforçou a grande premissa geral de toda a doutrina de esquerda: o materialismo e sua visão antropocêntrica e anti-metafísica. Com base nisso, surgiram as ideias que têm por centro a plena liberalização do indivíduo (anarquismo, liberalismo, libertarianismo e comunismo) do controle social perpetrado pelo Estado, seja com o enfraquecimento desse (liberalismo e libertarianismo) ou mesmo a extinção completa (comunismo e anarquismo) dessa instituição. A divergência entre os grupos está mais nos meios do que nos fins: uns optam pela modelagem social por vias institucionais (socialismo fabiano e trabalhismo), outros optam pela revolução violenta (anarquismo), outros pelo controle estatal violento (nazismo, bolchevismo, fascismo) e ainda outros pela progressiva desregulamentação estatal (liberalismo e libertarianismo). Meios diferentes mas fins semelhantes (iguais nas vertentes socialistas). Resumidamente, é por isso que os liberais e “assemelhados” são considerados de esquerda nos EUA e na Europa, diferente de nosso ambiente político fortemente doutrinado pelo marxismo e pelo socialismo fabiano.

        A aplicação prática dessas ideias começa com mais vigor na Revolução Francesa, mas ela acompanha a humanidade desde sempre. As “Duas Cidades” de Santo Agostinho são uma análise dessa questão, de uma sociedade moralmente organizada no Teocentrismo Cristão (Cidade de Deus) e uma sociedade voltada para a satisfação individual humana (Cidade dos Homens).

        Sobre a Revolução de 1964, ela foi bem – na medida do contexto histórico – até o Governo Médici, mas foi fortemente deturpada pelo estatista Geisel, este sim mais de esquerda do que muito petralha junto por aí. Entrementes, os erros de Keynes corriam solto no mundo nessa época e mesmo governos conservadores eram fortemente estatistas e no Brasil, ainda por ranço da ditadura Vargas, o nacional-desenvolvimentismo (socialismo fabiano temperado com nazismo) atrasava o investimento estrangeiro no Brasil. A ARENA podia ter feito mais? Claro que sim, mas até hoje ninguém fez mais pela “república” brasileira do que eles.

  19. Desde o começo dos ‘posts’ com críticas exaltadas aos conservadores (ou parte deles), inclusive com direito ao rótulo “direita true”, pensei tratar-se de divergências de idéias, o que é saudável num embate. Agora, constato com tristeza, a máscara caiu: trata-se simplesmente de um ataque pessoal rasteiro. Pelo nível do blog, uma lástima.

  20. Gosto do Luciano Ayan, Gosto do Olavo, de Reynaldo Azevedo, de Joyce Hasselmann, do Constantino, do Terça Livre, da Steh Papaiano, dos Bolsonaros pai e filhos, do Augusto Nunes, do Felipe Moura Brasil, do KIm, do MBL, dos Revoltados Online, do Lobão, do Bené Barbosa, etc, etc, o escambau. NÃO GOSTO DE: comunas, PT, PCO, PC do Bê, PSol, PSTU, etc, Jandiras, Valentes, Alencares, Freixos e qualquer coisa que cheire, ainda que só um pouquinho, a esquerda, pelo conjunto da obra.

  21. Como eu escrevi uma vez: faz uns anos que tento descobrir quem caralhos é realmente o Luciano Ayan. Desisti, porque o cara se esconde melhor do que o Bin Laden e provavelmente as pistas que deu (40 anos, nascido em Porto Alegre, formado em Ciências da Computação, etc.) são falsas. Ele realmente tem um exército de fakes e provavelmente uns disturbinhos de personalidade (e acredito que se divirta bastante com esse fato e quando alguém o aponta).
    Isso, entretanto, é mera curiosidade minha. No fim, acho essas táticas de despiste até engraçadas e mais uma prova da habilidade do sujeito. O que realmente importa, seus escritos, influenciou bastante minha maneira de ver a política e continuará tendo valor mesmo se o Ayan for o próprio Pablo Capilé.

    • Também tenho essa curiosidade e já questionei o próprio via email se um dia o conheceremos. Mas entendo os motivos dele se manter, digamos, no anonimato.

      Por exemplo: aqui uso meu primeiro nome real, mas o sobrenome protejo. Se soubesse que me tornaria um comentarista frequente e que um dia teria meu próprio blog, talvez tivesse inventado um pseudônimo completo.

      No meu caso, são dois medos: o primeiro, que creio ser do Luciano também, é em relação à minha integridade física. Sabendo nome, sobrenome, rosto, podem me encontrar e rolar o que está rolando com o Matheus, de divulgarem dados, de algum maluco (esquerdista ou direitista true) vir me agredir ou coisa pior.
      Não sou um Reinaldo Azevedo, um Constantino, que se sofrerem um ataque logo todos ficarão sabendo. Sou um pobre coitado desconhecido. Se algum maluco não curtir algo que escrevi e me fizer alguma coisa, ninguém ficará sabendo. E não tenho intenção de ser um formador de opinião conhecido, então…

      O segundo medo é em relação a emprego. Tenho 24 anos e só concluo a faculdade esse ano. Se usasse meu nome completo aqui e no meu blog (no blog uso um sobrenome pseudônimo), poderia chegar numa entrevista de emprego, pesquisariam meu nome, encontrariam textos meus, não gostariam e eu me foderia. No meu atual emprego eu já teria sido chutado (chefe petista, filha de militante, e um monte de colega esquerda caviar).

      Mesmo protegendo meu nome completo, sei que continuo me arriscando e bastante, pois pra ilustrar alguns exemplos acabo contando fatos da minha vida que qualquer pessoa que me conheça um pouquinho conseguirá fazer a conta e me identificar. É uma auto-sabotação da minha privacidade, fato. Se algum colega esquerda caviar aparecer por aqui, ler meu site, fizer a conta e falar “ah, então é você?”, não será o fim do mundo mas quero evitar o máximo que conseguir.

      Imagino que os motivos do Luciano sejam parecidos. Ele é mais cuidadoso que eu, bem mais restrito a comentar sobre a vida dele, o que é bom afinal ele tem alcance grande, eu tenho nenhum. Porém, como ele tem potencial pra se profissionalizar nisso, torço pra que um dia o conheçamos.

      • Sim, concordo com tudo. O melhor mesmo foi ele ter se mantido anônimo, ainda mais considerando que suas análises afetam principalmente esquerdistas e neoateístas, dois segmentos reconhecidamente histéricos e adeptos do jogo sujo.
        De qualquer forma, realmente me impressiona sua capacidade de permanecer oculto durante quase uma década, mesmo tendo sido alvo de buscas por centenas de pessoas na Internet. O cara é verdadeiramente um Houdini tupiniquim. E, repito, provavelmente ri bastante ao constatar isso e imaginar essas buscas (e deve estar rindo lendo essas mensagens também, inclusive quando eu, um admirador confesso, apontei que ele deve ter uns “disturbinhos de personalidade”. Afinal, é impossível trollar tanta gente durante tanto tempo sem ter espírito esportivo).
        Acredito que, considerando essa confusão toda, em breve ele sairá das sombras. Será engraçado.

      • Julio Cesar,

        E na hora em que eu sair das sombras, vai ter gente se arrependendo por isso. E tem gente que deu passo em falso nos últimos meses. Estou só me organizando. Vai ser divertido. E já digo que não aceito desculpas de uma meia dúzia aí.

        Abs,

        LH

  22. Luciano não concordo com intervenção militar ,prefiro a via democrática mas ao mesmo tempo também não deveríamos ter o exército como aliado caso a esquerda sentindo que vai perder pela via democrática parta para força .

  23. Luciano, boa tarde !!

    Acredito que está havendo alguma interpretação errônea, pois o Olavo não prega a Intervenção e
    tenho muitos posts, como aluna dele, onde discutimos abertamente, uma vez que sou intervencionista e ele não achava viável a possibilidade.
    Na minha página do facebook houve até um recado do Gen. Paulo Chagas para o Olavo, pois ocorreu uma rusga entre eles, explícita. O Alexandre Seltz, no dia 01/06/2015, conforme PRINT QUE POSSUO, manifestou no seu facebook, que todos os INTERVENCIONISTAS não eram bem-vindos e que se retirassem. Cortei no ato nossa faceamizade. Também não é intervencionista, o Alex, nem o Dante, que eu saiba, pois criticam seguidamente os generais. E o único que eu realmente vi apoiar, em um vídeo, a intervenção, foi o Maro. O restante das pessoas, não acompanho.

    Mas te digo, como tua amiga: estás colocando-nos, os intervencionistas, como monstros, quando na realidade não vemos mais saída por vias democráticas uma vez que o aparelhamento é geral. Não penses tu, que não gostaríamos que a situação se resolvesse de forma amena, e que a saída da Dilma realmente viesse a resolver nosso problema. Se tu não percebes que estaremos trocando seis por meia dúzia e que continuaremos nas mãos dos mesmos que estiveram no poder, desde as Diretas – Já e nada fizeram, pelo menos não ataques abertamente aqueles que já não acreditam nas instituíções e que simplesmente querem garantir a sobrevivência de seus familiares, amigos e parentes.

    Para mim não serve isto que hoje se apresenta. Não quero ter que monitorar o ensino ministrado aos meus descendentes ininterruptamente, pois a agenda globalista-esquerdista tomou conta do pedaço e estamos definhando culturalmente. Mas o principal motivo de aderir ao Intervencionismo é o medo de entrarmos numa ditadura comunista, e daí nos arrependermos de não termos levado mais a sério os diversos indícios claros do rumo que a nação está tomando. E que daí seja tarde para uma decisão mais dura. Sou intervencionista pois percebo claramente o perigo que corremos, e se olhares para trás na história, terás inúmeras provas do rastro de sangue que ficou pelo caminho. Se somos intervencionistas é porque não acreditamos que uma simples troca da gerente do bordel, vá alterar alguma coisa e estranho muito que tu acredites nisto.

    Eu não quero continuar trabalhando cinco meses por ano, só para pagamento de impostos e tributos, sem ter a mínima contra partida em serviços essenciais; também não quero sentir este desconforto constante de um governo flertando com todas as ditaduras esquerdistas mundiais. E não penses que o PSDB É MUITO DIFERENTE, pois, por ocasião da última eleição, peguei o Plano de Governo do mesmo, e para o meu espanto, as medidas propostas para a área social eram muito mais progressistas do que as do próprio PT. Se gostas de conviver com esta ditadura de opinião, representada pelo politicamente correto; se gostas destas regalias a grupelhos privilegiados na sociedade, tipo LGBT, feministas, pró-aborto, pró drogas, ideologia de gênero, dentre tantas outras medidas que visam derrubar nossos parâmetros éticos e morais, continues apostando nesta linha que defendes de forma tão agressiva, referente ao ataque de quem pensa diferente de ti.

    Eu realmente não vejo os intervencionistas atacando os outros grupos. Estamos quietos na nossa,
    focando na nossa sobrevivência e do país, apenas. Eu pessoalmente não participo de coletivos, não tenho opinião que depende de qualquer outra pessoa, e seguidamente, sou criticada pelos meus posicionamentos que seguem unicamente as minhas crenças e a minha visão do perigo a minha volta.

    Então respeito é bom e todos gostam.
    E falando em respeito o que me dizes da atitude de um liberal convicto, membro do IL, IEE, apoiar por medidas restritivas, a não participação dos Intervencionistas nas manifestações? Me refiro ao Fabio Ostermann, que defende isto abertamente. E o MBL, este pelo qual brigas, discutes, defendes, foi o AUTOR DA LIMINAR que impedia um grupo de intervencionistas de participar da MANIFESTAÇÃO, como se a via PUBLICA, as ruas, fossem privadas..
    Que democracia é esta?

    http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2015-04-08/grupo-entra-na-justica-para-impedir-pro-militares-de-irem-a-protesto-anti-dilma.html

    E o pitti que o Lobão teve, na manifestação, dando entrevistas aos jornais desancando os intervencionistas, junto com a estratégia combinada de nos chamarem de petralhas, para que ficássemos constrangidos?
    Então reflita bem, quem realmente é respeitador e quem usa do abuso do poder. Os fatos existem.
    E na realidade, me sinto muito mais patriota do que a maioria que aceita o continuísmo, como se a realidade atual estivesse maravilhosa.

    Te pergunto: como avalias os presidentes que vieram nestes 30 anos pós Diretas – Já? Citarei os
    presidentes que tivemos e daí pensas quantos dentre eles são ladrões, corruptos e o que realmente fizeram de produtivo. O FHC foi o campeão da abertura de ONGS apoiadas pelos globalistas; foi o presidente que deu mais força ao MST, fora sua agenda social-democrata, que realmente é uma esquerda, que dizem apenas mais moderada.
    PRESIDENTES – Sarney – Collor, Itamar, FHC, Lula e Dilma.

    Quantos poderiam ser chamados de idôneos?
    -Os tais 20 anos será que não foram melhores que os 30 anos de “plena democracia”, pós Diretas – Já? O que foi feito de bom nestes 30 anos, de fato? A resposta quando pergunto isto, após muito pensarem, normalmente é a seguinte – O PLANO REAL. Pois é: um plano que veio para dizimar a inflação, implementada pelos próprios civis.

    Comparação rasteira entre os períodos e realizações:
    https://www.facebook.com/notes/andrea-rossi-hilbk/observem-e-reflitam-com-calma-governo-militar-x-governo-civil/684225148365954
    https://www.facebook.com/notes/684937521628050/

    Se a DITADURA (que chamo de Ditabranda) tivesse sido este horror que expressas, pois chegas a nos chamar de fascistas (que me parece ser um termo esquerdista), com certeza esta corja não estaria aqui na cúpula da nação, mas sim fazendo companhia aos vermes numa cova rasa, comum a todos.

    Não temos líderes de fato para tomar as rédeas da situação; sabemos o caos em que estamos metidos, não existem salvadores (além de Deus) e milagreiros, que num passe de mágica nos tirarão desta conjuntura. Então a união de todos e para mim a entrega provisória do poder aos militares, em nome de pelo menos ordem e restabelecimento da dignidade perdida como nação, é a minha opção.
    Rogo e oro a Deus para que a maioria dos brasileiros acorde a tempo, para que então os militares possam vir fazer sua parte, limpar esta corja, este estamento burocrático, nos darem chances novamente de sonhar com a justiça e a dignidade, mas para isto a maioria deve estar consciente de que deseja isto e não repetirem o que se sucedeu na Venezuela em 2001/2002, quando os militares, vendo o comunismo se infiltrando e tomando conta, realizaram a intervenção militar, mas o povo, como aqui, estava anestesiado, não se dando conta do inferno já na sala de visitas, e então saíram às ruas gritando contra os militares e denunciando um Golpe Militar. Prato cheio e apetitoso aos comunistas, que exterminaram com os militares, com apoio indireto da população cega e consumaram seu plano malévolo….hoje eles comem o pão que o diabo amassou, poucas perspectivas de se safarem do inferno vermelho, e um arrependimento que as palavras nem conseguem abarcar por sua cegueira, do processo e seu erro na ação, ao condenarem, os seus salvadores
    ACORDEM BRASILEIROS. DÊEM VALOR ÀQUELES QUE PODEM TER PECADO POR DESCONHECIMENTO, em algum momento no passado, como alguns acusam (não é o meu caso), MAS NUNCA POR MÁ FÉ E FALTA DE CORAGEM!

    FINALIZANDO, pois já virou uma novela:
    Eu nos vejo claramente em perigo de virarmos uma Brazuela ou o CUzil, pois o comunismo não brinca em serviço. Então:
    – Se o comunismo é este horror que somente os números de mortos deixados pelo caminho (mais de 100.000.000) já comprovam, sem nada mais precisar acrescentar e tirá-lo do caminho é uma tarefa para gigantes;

    – se os partidos são todos iguais ou muito parecidos nas intenções, qual deveria ser então logicamente a minha posição?

    Para mim a resposta é mais do que óbvia.
    – Um gigante para combater o comunismo, que seriam as Forças Armadas, em quem tenho plena confiança, pois quando assaltam a nossa casa chamamos a policia, mas quando assaltam nosso pais, obviamente chamaremos o Exército.

    Um grande abraço a todos,
    Fiquem com Deus.
    Andrea

    • Voce ja leu todo o conteudo do site do Luciano Ayan? PORRAA! quando que o Luciano Ayan apoiou o PSDB?

      nos posts antigos, ate o Luciano Ayan acreditava no Conchavo… eu ainda acredito, ele, o luciano, parou de acreditar, mas enfim, é CONCHAVO!

      • Guto, boa tarde. Eu leio o Luciano. Mas talvez eu tenha me expressado mal ao citar somente o PSDB. O que eu eu quis dizer, resumidamente, é que não temos oposição e todos que estão por aí, vem desde as Diretas – Já. É o mesmo grupinho , se intercalando e nos furtando. Governam em nome de seus interesses apenas. E o Luciano apoiando estes movimentos de rua e as reivindicações dos mesmos, está simplesmente perpetuando o que já conhecemos.. O MBL para teres uma idéia virá com 123 candidatos nas eleições de 2016, espalhados por vários partidos. Para mim, isto é apostar no mesmo jogo que já ocorre há anos, e nos considera apenas escravos, pagadores de impostos, sem direito a nada. Uma boa noite, Deus te abençoe.

    • Melhor ou é mais fácil tirar essa ideia de intervenção da cabeça, Andrea. A maioria na sociedade à direita é contra. E ficou triste de ver quem se diga conservador defendendo tal coisa. Só da margem para a esquerda radical fazerr a velha guerra de demonização do conservadorismo, e isso de forma institucionalizada como estou vendo em escolas, novelas, em sites como o jusbrasil. E continuar revendo uma velha politica de direita somente com liberais atuando. É possível sim, ao meu ver, por vias democráticas mudar a situação do país. Pedir intervenção é coisa de extremistas, quer queira ou não, goste ou não. Tanto quanto é extremista pedir por uma “revolução” comunista. Ficar nessa de que o Brasil não tem mais jeito, só uma intervenção resolveria, de ver é triste e lamentável.

    • Como diria Renato Russo: fala demais por não ter nada a dizer.

      Olavo em vários momentos deu pistas de que nutria algum tipo de esperança em uma intervenção militar, inclusive fez um vídeo anunciando que haveria uma movimentação nesse sentido, é só buscar no YouTube: Olavo anuncia novo regime militar.

      Mas nem vou muito profundo nisso, pois Olavo já foi desmascarado por diversas pessoas e posta aqui mesmo.

      Mas uma questão fica:

      Se todas as instituições estão aparelhadas, quem vai clamar pela intervenção militar? Os três poderes? O comando do Exército? Hauahahauahaahua

  24. Já que tem um monte de gente falando merda, vou tentar colocar meu ponto de vista, interpretando os fatos a partir do que li e ouvi. 1- O Olavo de Carvalho é uma pessoa importante e tem sua importância aumentada por viver fora do Brasil, nos Estados Unidos. Fica mais difícil para a turba petista alcançá-lo e tambem de ser agredido pelo braço comprido do governo atravez de ações arbitrárias (eu sei que estamos em uma democracia, mas talvez tenhamos que colocar uma minuscula na palavra para melhor definí-la nos dias de hoje). 2- provavelmente o Olavo tem uma opinião parecida com a minha em relação ao MBL. São amadores no campo político mas merecem apoio por estarem a favor de uma causa maior que deve galvanizar as oposições – A retirada do pt do poder, para que possamos respirar um pouco de democracia real, e iniciar a limpeza das instituições. O fato de que estão levantando a bandeira do impedimento da Dilma, é uma providência imediata (pelo menos deveria ser) e deve ter o apoio até dos que defendem a participação dos militares no processo. Muito mais deve ser feito, mas primeiro temos que avançar em algum campo real, para depois começar a organizar forças tarefa para diversas ações simultâneas que tomarão espaços temporais distintos. Não me parece que o MBL tenha um plano definido e viável e neste particular não confio neles como administradores do processo. O fato é que no momento não temos uma liderança definida e portanto as coisas estão no ar. Algumas raposas políticas que conhecemos poderiam até ser os condutores destas ações mas a pergunta é: Eles estão dispostos a agir de forma altruista, saindo um pouco da ação tipicamente partidária, se expondo para talvez dentro de algum tempo obterem os louros dos resultados? Ou não? Não vejo ninguem no cenário que tenha estas características. 3- Tenho lido e ouvido palavras que tentam definir grupos envolvidos neste processo, true, vero real esquerda, radical, libertario, coxinha, um montão de istas e por ai vai. Ainda não me dei ao trabalho de estudar cada termo comparativamente em relação à origem e às suas significações políticas. O que eu sei é que basicamente para que se aglutine as pessoas, temos que ser um pouco maniquiestas e dividir a arena em esquerda e direita. Esquerda é toda a facção que tem como base o pensamento socialista seja sob a égide do marxismo, do gramcismo, do fabianismo e qualquer outro apelido ou divisão que se queira dar. O resultado é a escravização a um poder centralizador e absolutista seja ele representado por um partido, um governo, um pais ou uma união desta meleca com o objetivo de controlar pessoas e recursos materiais. A direita é a aglutinação de todos os outros que não estão dentro daquela definição e por princípio são defensores dos direitos naturais, da economia livre, do estado menor possível, do mérito como parâmetro, da propriedade como algo inatacável e da participação das pessoas nos destinos da sociedade e individualmente e soberanamente em seus proprios destinos. Podemos acrescentar embora não que seja uma unanimidade a moral cristã e a familia como base desta estrutura. E é claro ainda existem os encima do muro, os ignorantes, e os indecisos. Depois que nós decidirmos de qual dos lados estamos, aí poderemos começar a fazer subdivisões, mas sempre mantendo o foco no objetivo primeiro. Pro dia 13/3 é importante que se mobilize o maior número de pessoas, é uma forma de pressão importante. Concomitantemente temos que reverter a situação na revolução cultural e colocar em cheque os mentores do processo desmascarando sem piedade todos eles. Temos que estar unidos e de alguma forma encontrar um espaço onde se possa discutir no plano das idéias os próximos passos e quem desencadeará cada um. Tenho visto nestas manifestações, pessoas que estão começando a se arvorar o direito de serem os pais da matéria, isto não é bom. Se formos jogar este jogo de intrigas, o inimigo é muito mais experiente e capaz. Não seremos melhores jogando no campo deles. Estamos lidando com profissionais, e os verdadeiros chefes não aparecem e não são burros. Eu me arriscaria a dizer que numa cronologia mambembe os passos seriam nesta ordem: Tirar a Dilma, prender o Lula, enquadrar todos os criminosos que estão com eles, proscrever o pt e as esquerdas criminosas, confrontar as “elites”acadêmicas e contestar com argumentos e ações sua postura ideológica tratando-os como biltres pomposos que são. Tudo isto andando a partir de um marco zero que já deveria existir, com um compromisso dos envolvidos, de não agressão nem picuinhas, uma trégua. Se perdermos tempo nesta briga interna de quem e o mais bonito, o mais democrata, o mais defensor do pais, o mais de direita, o mais libertário, a oposição continuara fazendo porcaria, e nós chupando o dedo. Eu sou a favor da ação dentro da lei para tirar o pt, sou a favor de uma eventual participação dos militares para garantir a integridade dos defensores da constituição (nada a ver com ditadura), sou a favor da autodefesa caso o pt (esquerdas) tente usar a força para se manter no poder. Acredito em estado com um tamanho mínimo, impostos baixos, iniciativa privada e inexistência de empresas estatais. Juizes não podem legislar e devem ter um mecanismo de fiscalização efetivo. Não deve existir foros especiais nem inimputabilidade. Se estivesse nos Estados Unidos votaria no Trump. Não acredito em defesa de minorias, nem cotas para qualquer coisa, não acredito em direitos sem obrigações, não acredito em voto de analfabetos nem em voto de menores de idade. Eu teria muito mais texto para colocar aqui, mas acho que me excedi. Eu sou de direita, seja que direita for e acredito que se neste momento não houver a união em torno do primeiro objetivo para então ir definindo melhor os outros, nos não iremos a lugar nenhum. Em tempo, quem manda o outro tomar no cu e outras aleivosias participando deste espaço, deveria estar se comunicando em outro espaço. Está mais para cais do porto (perdão estivadores) do que um ambiente intelectual.

  25. Deixe de ser canalha Luciano…. voce mesmo postou videos dizendo que era hora de começar a aprender as táticas estilo Gene Sharp…. oras pra aprender se não é também pra fazer uma revolução social???…. e aliás desde quando esses movimentos ou mesmo voce Luciano acha que é de direita pra rotular Olavo como “extrema direita”???….. voce vai mentir agora e dizer que os Liberais são centro direita????…..faça-me o favor…. olha Luciano , eu leio bastante voce… e não posso negar o valor da ajuda que voce dá para combater a esquerda, mas não espere que vamos engolir esse papo de liberais ser de direita…. não dá..

    • Xthink

      Aguarde mais um post mostrando a monstruosidade moral do Bagre de Carvalho.

      Em relação a Gene Sharp… o Olavo não engana mais ninguém. A forma como ele “usa” Gene Sharp é apenas pretexto para outras coisas que já sabemos o que é. Não é nem sob a mente da revolução não violenta.

      Abs,

      LH

      • Luciano, no fundo o Olavo teme é justamente a saída do PT.

        Faz-se de crítico e inimigo, mas quando vem a possibilidade real, arrefece os ataques.

  26. Luciano, para mim é muito triste que todos aqueles (da direita, seja light, estratégica ou o que for), que têm o mesmo objetivo, qual seja alijar os petralhas do poder, reconduzir a ética à política e acabar com o monopólio da esquerda, estejam se digladiando.
    Aprendi muito com você e com o Professor Olavo e, se me permitir, continuarei seu leitor.
    Contudo, entendo que já é hora de você mostrar a cara (literalmente). Assim, você não só demonstra coragem e transparência, como também afasta comentários de que você se esconde atrás de uma “confortável invisibilidade” o que, neste particular, afigura-se-me uma verdade.

  27. A impressão que tenho é que o Luciano não só tem uma visão de longo alcance mas como também é capaz de ver através de meandros onde a formação do Olavo o impede.
    A tiurminha de Olavetes são em essência formadores de opinião ligados à alta cultura, não se pode esperar que aqueles caras coloquem a mão na massa, ou seja, não é que eles são estáticos, é que não é a vibe deles, e não deixam de estarem certos. O problema é que eles não estão se sentindo representados pelos agentes, e se sentem confundidos pela própria linha pragmática a que o Luciano segue – a que provavelmente o MBL comunga – que vai coordenar os paradigmas da guerra política. Isto vai parecer aos olhos dos conservadores como pura conspiração, onde os liberais fecham com o socialismo fabiano, globalismo e o caralho a quatro, não é próprio Olavo que diz que se pode determinar o raio de ação de um sujeito pelo aquilo que sabe (consegue enxergar).
    Para realizar o que eles querem é preciso uma massa testosterônica que ficou a muito no passado, eles mesmos não têm o bastante… também é por isso que vocês tem medinho de guerra civil. Se tudo o que temos é um bosta dum Kim Kataguiri, fazer o que? só o tempo pode dizer se o estou julgando mal, em todo caso a garotado pode gerar sim bons resultados, abrindo caminho para que ainda maiores possam ser alcançados.
    Quanto ao Luciano Ayan não ser o Luciano Ayan (que pena, nome tão legal)… se no meu trabalho me pagassem muito bem ao mesmo tempo que me proibissem de me envolver com qualquer emissão de opinião, e me contentasse em postar conteúdo para auxiliar outros, eu também me envolveria nas trevas.
    Olavo de Carvalho é meu mestre, um tanto quanto vaidoso não? esse negócio de Olavo tem razão, Olavo tem razão, rima com já caiu na afetação…

  28. Fica claro que Olavo está por trás disso. Desculpas como “ah, mas ele não pode controlar os seus seguidores” ou ” ele não pode ser responsabilizado pelas atitudes dos seus alunos” não colam mais.
    Se Olavo realmente não apoiasse :
    1) diria isso claramente para os seus alunos e para todos
    2) chamaria a atenção deles quando fizessem esse tipo de coisas
    MAS FAZ PIOR: joga frases de efeito, como quem não quer nada, induzindo as pessoas a agirem dessa forma e depois tira o corpo fora. Mais: ainda desafia que provem que ele incitou alguém. É claro que ninguém consegue provar nada, porque tudo foi feito subliminarmente…
    Sem ironias, mas tenho pena desses meninos/as. Dos velhos não, porque deveriam ter mais juízo.

  29. Apesar de eu junto com o Cauê (que é um ano mais novo que eu só XD) sermos os primeios a falar mau do Olavão nesse blog, naquele comentário que ele te chama de cara de pau Luciano, tenho que adimitir que, fora os palavrões ele possuia um grau de razão, no sentido de que é completamente inviável atualmente qualquer partido de natureza liberal possuir alguma verdadeira proeminência.
    Justamente por isso se faz necessária a união com a centro-esquerda, no intuito de “o menos pior é o melhor” (aka “live to fight another day”).

  30. É claro que o povo se manifestar nas ruas é altamente desejável, mas o Olavo está certo quando alerta para a deficiência estratégica dos movimentos. Se no dia 13/03 apenas se repetir o que já foi feito das vezes anteriores, mesmo que o número de pessoas seja maior, isso será um grande tiro no pé por uma razão muito simples: Apesar do esforço dos nanicos comunicadores, inclusos aí todos nas redes sociais e internet em geral, o governo já domina a grande mídia e determina o que é “fato” jornalístico. Dessa maneira, 10 milhões de pessoas nas ruas viram 100 mil militantes de “extrema direita” pedindo pela “volta da ditadura”. Se isso acontecer, veremos um aumento na auto-confiança desse governo, que a cada manifestação pacífica e carnavalesca, cada vez mais conclui que “desse mato não sai coelho”, ao passo que o ânimo dos manifestantes vai sendo minado cada vez mais. Sonhar com uma solução democrática e constitucional é ingênuo. Não tem como jogar limpo e ganhar o jogo quando o seu adversário pode trapacear à vontade sem sofrer qualquer ônus. Esse governo já rasgou a constituição e limpou a bunda com ela. Toda a classe política está envolvida, todos os 3 poderes estão comprometidos em maior ou menor grau. A lava jato é uma grande pedra no sapato deles, mas não é invencível, e tenham certeza de que eles estão dia e noite pensando em maneiras de neutralizá-la.

    • Olavo é um picareta. Esse papo dele de “deficiência estratégica dos movimentos” é complicado, pois os movimentos organizados por ele deram em que? Nada.

      Não tem como jogar limpo e ganhar o jogo quando o seu adversário pode trapacear à vontade sem sofrer qualquer ônus

      Nós vamos assistir os movimentos deles. Eles estão sem credibilidade.

    • Harvey, esmiuçando as tuas colocações:
      a) a internet é hoje um instrumento mais poderoso do que a mídia tradicional. Ninguém mais dá bola para o que a Globo diz.
      b) o governo não está confiante, está apavorado.
      c) os manifestantes estão com o ânimo a todo o vapor. Em parte pelas denúncias, em parte pela crise econômica que está atingindo a todos.
      d) os poderes e os políticos estão sob a mira da população. Já começam a ter medo de pisar na bola.
      e) a Lava Jato já mostrou que não vai poupar ninguém.Tem o apoio total da população e de praticamente todo o judiciário.
      d) há dois processos rolando contra Dilma: do impeachment e da cassação.
      Teu guru está enganado: não há momento mais propício do que esse.

  31. Luciano, ao contrário de alguns que pedem sua identidade, eu não tenho qualquer curiosidade sobre isso. Me bastam as suas proposições. Alás, acho que você deveria manter o anonimato.

    Quanto ao Olavo, eu vou ler o próximo post.

  32. O Olavo ja provou que é egocentrico… sofre de bulverismo.

    Lamentavel…
    mas a melhor posição Ayan, é ignora-lo, quando mais corda voce da, pior fica, é tipo BOLA DE NEVE.

    Continue fazendo seu otimo trabalho, porque nessa briga, voce como ser humano, acaba perdendo as estribeiras tambem, afinal, (a dialetica eristica nao fala que quando o opositor provoca colera, a mente nao trabalha corretamente?)

    Ai acaba que qualquer um novato que ve essa briga entre voce e ele, acaba desconsiderando os dois… entao continuar briga com esse senhor ai, é perder tempo, sem mais!

Deixe uma resposta