Cardozão acusa Moro de crime. Será que ele tem coragem de levar isso à frente?

0
115

Ele já fazia baixaria como ministro da justiça. Como presidente da AGU, não melhorou nem um pouco. Leia, conforme o Brasil247 informa:

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira 17 que o juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, não tinha competência para divulgar a gravação do diálogo entre o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff.

Segundo ele, a decisão de Moro que suspendeu o sigilo do áudio “não está amparada pela lei”.Cardozo afirmou que, com o gesto, Moro cometeu crime contra Dilma e o Estado.

Ele aproveitou para repreender o que considera exageros na Lava Jato, como a condução coercitiva contra Lula e a divulgação de áudios. “Todos estamos sujeitos a cometer erros”, justificou.

Segundo o ministro, se o termo de posse de Lula comentado no áudio fosse divulgado antes do grampo de Moro, não haveria “celeuma” em torno da nomeação do ex-presidente para a Casa Civil.

Ele negou que a ida de Lula para o governo seja para fugir da Justiça do Paraná. “Se fosse salvo conduto [o termo de posse], já teria feito antes”, sustentou.

Aqui vai o desafio, Cardozão: você é homem o suficiente para levar à frente sua acusação de crime e processar Sérgio Moro?

Ah, não tem coragem, não é? Se fosse crime, eles iriam processar Moro.

Eis aí a prova de mais um blefe desta escória.

Fonte: ‘Moro cometeu crime contra Dilma e o Estado’ | Brasil 24/7

Anúncios

Deixe uma resposta