Do túnel do tempo, vídeo mostra Lula “ensinando Moro a combater a corrupção”

0
105

lula_historico

Convenhamos: está fácil demolir os petistas em vários flancos, mas aquele mais desguarnecido se encontra nas contradições no discurso dessa gente. Praticamente tudo que eles já defenderam no passado – contra seus oponentes – estão criticando hoje. Também pudera: foram orientados pelos seus marqueteiros a se auto rotularem como “ungidos de Deus” nos tempos em que os escândalos não haviam aparecido.

Hoje eles criticam grampos, mas os apoiaram no passado contra opositores. Dizem que presidentes não podem ser vítimas de “vazamentos” – e olha que nem foram vazamentos -, mas defenderam no passado o Wikileaks. Dizem que pessoas que foram eleitas não podem perder cargos. Mas em 1992 encabeçaram o pedido de impeachment de Collor. Disseram no passado atacar o machismo. Mas Lula e seus asseclas cometeram três instâncias de machismo imundo nos telefonemas grampeados vistos na semana passada. E assim, sucessivamente, os vemos cair em eterno duplo padrão. Como Saul Alinsky sugeriu, a tática de “fazer seu adversário sucumbir pelo seu próprio livro de regras” é devastadora. E contra o PT então, nem se fala.

Hoje se declaram inimigos da “ditadura judiciária” – mesma pataquada aventada pela embusteira Cristina Kirchner, ex-presidente bolivariana da Argentina -, mas vejam o que Lula dizia sobre investigações de corrupção no passado.

Não que Sérgio Moro precisasse de qualquer dica vinda de petistas. Mas parecia até que Lula estava dando dicas do que poderia ser feito para investigar o PT.

Anúncios

Deixe uma resposta