É momento de falarmos de um dossiê de direita sobre Jair Bolsonaro?

62
124

Na Foto Jair Bolsonaro

Será que é o momento de divulgar um dossiê sobre Jair Bolsonaro?

Pensando pragmaticamente, alguns poderiam dizer que não é o momento, pois isso poderia gerar atritos com uma parte da direita que entende o questionamento de ideias como agressão. Vimos isso muito nos últimos meses. Quem apresenta uma discordância à direita quanto a Jair Bolsonaro é vítima da raiva de algumas pessoas, mesmo que talvez isso não seja promovido pelo próprio candidato. Em escala ainda maior, quem discorda das ideias de Olavo de Carvalho também é vítima de haters. Isto leva a um questionamento: será melhor deixar de fazer críticas que os deixe irritados?

Todavia, há pontos realmente graves neste dossiê divulgado pelo blog Modo Espartano e que geram questionamentos URGENTES para pessoas de direita que ainda estão em dúvida se vão votar ou não em Bolsonaro. Quem sabe este dossiê ajude as pessoas a fazer os questionamentos necessários.

Quanto a mim, em específico, fiquei MUITO INTERESSADO em discutir este item (não que os outros sejam irrelevantes, claro):

Numa entrevista concedida à Rádio Gaúcha, em janeiro deste ano, Bolsonaro soltou uma frase que é, no mínimo, uma pérola da incoerência. Ele disse: “Na ditadura, tinha liberdade de imprensa. Mas algumas eram censuradas.” Esta frase é completamente sem nexo e denota que ele provavelmente é a favor de uma imprensa controlada pelo Estado. (Fonte)

Para mim é o seguinte: um candidato de direita deve apoiar radicalmente e sem reservas a liberdade de expressão, caso contrário o verei com suspeitas. Só posso, nesse momento, aguardar maiores esclarecimentos do candidato.

Fonte: Modo Espartano: DOSSIÊ | Jair Bolsonaro

Anúncios

62 COMMENTS

  1. Já assisti várias entrevistas de Bolsonaro e pelo que vi, a tal “pérola da incoerência” não é assim incoerente se você conhecer a visão pessoal que Bolsonaro tem sobre alguns termos, como por exemplo “Ditadura”. A todo tempo, Bolsonaro e muitas outras pessoas usam o termo “ditadura” para se referirem a um período histórico, no entanto, sem concordar absolutamente que tenha havido realmente uma ditadura militar. Essa visão é compartilhada pelo historiador Marco Antonio Villa e ele explica nesse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=CVis4jDCvzQ. Villa também concorda que havia liberdade de imprensa no regime militar e a censura, sempre muito pontual, só se fazia em casos específicos de segurança nacional.

    • engraçado o próprio bolsonaro se referir ao período como ditadura. e ainda exclama que ela deveria ter matado mais.
      indefensável essa figura.

  2. Bolsonaro não é intelectual isso é mais que ÓBVIO. Isso não o impede de fazer um bom governo, sem contar que DILMA e LULA também não são intelectuais, lula é malandro e Dima saúda mandioca.

  3. Artiguinho ridículo esse “dossiê”! Falta seriedade, É fato esteve anos no PP, no entanto, que eu saiba, não se sujou com propinas e negociatas. Sair do partido era ficar sem legenda…
    No exercito, foi absolvido, logo, tinha razão em sua reclamação. E se todsos são inocentes até prova em contrario, absolvido então, mais que inocente, e só alguém muito calhorda pra continuar batendo nessa tecla!
    E Por aí cai… artiguinho tendencioso e intelectualmente desonesto! Sou favorável sim a que se esmiúce a vida dos pretendentes a cargos públicos, mas façamos isso com seriedade …

  4. Isso acontece pq Bolsonaro é novato na direita, talvez aproveitando a oportunidade.
    Bolsonaro é um estatista, militarista.
    Ele defendeu toda a vida um estado forte e disciplinador.
    Sua declaração de janeiro não engana, ele continua o mesmo.

  5. Ele queria explodir bombas nos quartéis na década de 80 (pesquisem Operação Beco sem Saída), ficou contra o Plano Real em 1994, fazendo coro com Lula, e subiu na tribuna em 2015 para chamar de “grande homem” o coronel Brilhante Ustra, um dos mais perversos torturadores da ditadura militar. Quase foi cassado por pregar o fechamento do Congresso.

  6. “Na ditadura, tinha liberdade de imprensa. Mas algumas eram censuradas.” Essa frase é incoerente, porém, não indica nem um pouco que Bolsonaro seja a favor de censura estatal. Creio que ele tentou amenizar a censura existente na ditadura militar já tão atacada sistematicamente, insacavelmente e até mentirosamente pela mídia marxista que domina a informação no país. Se o Bolsonaro fosse a favor de censura estatal ele não seria um dos poucos a votar contra o Marco Civil da Internet. Ou seria?

    • A frase em questão não é incoerente.
      Para entendê-la, é preciso conhecer como funcionava na época. Olavo de Carvalho (sim, ele mesmo) narra em alguns de seus vídeos sua juventude, enquanto jornalista, e garantia que a maioria dos artigos eram liberados, apenas alguns conteúdos tinham restrição.
      Como de fato sabemos, a única coisa que o Governo Militar fez questão de lutar foi contra a luta armada comunista, praticamente todo conteúdo intelectual foi ignorado, e essa é a razão de termos tantos socialistas/comunistas em áreas como Humanas nas universidades, jornalistas e professores.

  7. Bolsonaro nunca foi de direita, isso está mais para um dos tantos embustes esquerdistas, Associar militares estatizantes à direita é só mais uma parte das lorotas e vitimizações de totalitários esquerdistas (pleonasmo).

    • Na verdade, mesmo que ele não seja de direita, a esquerda não tem nada à ver com isto. Ele que há muito tempo se declara de direita por conta própria. A esquerda associa qualquer “militar estatizante” à direita? Sim, fazem isso com os fascistas direto, mesmo que os fascistas em geral se declaram de “terceira via” ou até mesmo de esquerda. Mas não é o caso do Bolsonaro, quem diz que ele é de direita é ele mesmo.

  8. Ele já deu algumas explicações sobre a censura da época militar. Segundo ele, algumas matérias conteriam códigos cifrados e as matérias eram censuradas e publicadas depois, quando não teriam utilidade aos terroristas. Talvez tenha sido esse o contexto da entrevista, se for a mesma que vi. Mas é bom ficar de olho.

    Há um livro que trata da censura no Regime Militar, “Ah, como era boa a Ditadura”. Uma leitura simples já revela muitos paralelos entre as técnicas empregadas pelos militares e pelos petistas.

  9. Assim com existem haters pro Bolsonaro, também existem contra. Como o Bolsonaro é um ogro quando fala, muitos já enxergam uma carga de extremismo apenas pela maneira desastrada de sua fala quando alguns temas são abordados. Não o vejo ainda com maturidade para ser presidente, mas vejo potencial.

    • Se o Lula conseguiu tenho certeza que ele fará melhor, isso supondo que as intensões dele sejam realmente boas e que o Lula sempre teve em mente um plano de poder, do contrário para que serviria o Foro de São Paulo?

  10. Quando um cidadão ciente sabe perfeitamente que o seu próximo possui exatamente os mesmos direitos que os seus, não pode por questão de lógica atacar, como tem feito o deputado Jair Bolsonaro, somente uma minoria que recentemente conquistou privilégios, ação totalmente equivocada pelos legisladores e guardiões supremos da constituição,assim como em outras similares, o certo seria combater tais ações e leis totalmente anti democráticas, pois somos todos iguais perante Deus e as leis, só através da boa educação chegaremos a conclusão que certos comportamentos da sociedade deve se manter na privacidade de cada individuo. Um bom politico deve ter um posicionamento correto, se quiser representar com ações as prioridades apresentadas pelos seus futuros eleitores, somente esta é a função de um representante politico, no município, no estado e no governo federal, mas lamentavelmente não ha nenhum atualmente que saiba nos representar nem na Câmara de Vereadores. No governo militar tivemos muitos benefícios, mas também tivemos muitas receitas culinárias nas paginas do Estadão, porque será Sr. Bolsonaro.

  11. O Jair Bolsonaro pode não ser o melhor dos mundos em termos de candidatos, mas por favor, mostre um nome melhor que ele para representar algo mais afastado da esquerda.
    Melhor do que detoná-lo, não seria mais inteligente transforma-lo em um representante para esta lacuna?
    Podem chamar o Bolsonaro de ogro ou o que for, mas conhecimento se adquire e ele tem a vantagem de defender muitas causas das quais nós defendemos.
    Tirando o Bolsonaro só sobra o Caiado, acho um nome ótimo, mas estão travando o nome dele, o João Amoedo, mas não sei se ele pleiteará um cargo para presidência, ou talvez outro do Novo, só o tempo dirá.

  12. Onde está a ligação de “Na ditadura, tinha liberdade de imprensa. Mas algumas eram censuradas” com ” Esta frase…denota que ele provavelmente é a favor de uma imprensa controlada pelo Estado.” Concordo com a contradição da frase, mas dessa frase isolada é impossível extrair a ideia de que Bolsonaro apoia a censura da imprensa. E, por favor, não usar o “provavelmente” para sair pela tangente, pois nem uma dúbia ideia de um “provável” apoio é possível extrair.

  13. A questão é simples: não há acusações que se sustentem contra Bolsonaro!

    CORRUPTO? Prove!
    Homofóbico? Aponte contra qual gay ele cometeu violência.
    Facista? Faça-me rir.
    Nazista? Risos ao quadrado.

    Assim como as afirmações levianas e essas desse blog, isso prova uma coisa: Bolsonaro incomoda! E foi o único a ter peito pra encarar essa corja desde sempre!

  14. Em todas as entrevistas que concedeu, Bolsonaro disse que apóia a liberdade de imprensa incondicionalmente. Na atualidade, só vejo duas opções: Bolsonaro ou Caiado (na pior e mais remota das hipóteses e se não tiver outro candidato). Acordem!! Não vão pela cabeça do Reinaldo Azevedo que, atualmente, se tornou agente de desinformação dos oportunistas do PSDB.

    • Carlos Gregório,

      Se o Bolsonaro diz apoiar a liberdade de imprensa incondicionalmente, então é mais um motivo para que ele nos explique suas declarações. Se ele não der explicações para nós, com certeza a extrema-esquerda cobrará isso dele no futuro. E aí ele não vai estar preparado para responder.

      Abs,

      LH

  15. Infelizmente, alguns integrantes da direita se comportam como os oficiais do navio caça-minas “Caine”, do filme “The Caine Mutiny” (A Nave da Revolta), onde na comemoração pelo resultado da Corte Marcial, os amotinados absolvidos são confrontados pelo advogado de defesa e chegam à conclusão de que o deposto comandante Francis Queeg era o “homem fazendo o trabalho que ninguém queria”, tendo sido conduzido a uma surto no comando pela omissão intencional de apoio de seus oficiais subordinados. É leviano fazer certos comentários e tentar fazer exegese sobre o caráter do Bolsonaro em função de algumas declarações infelizes, reconheço, da parte dele. A direita precisa aprender que não existe o candidato ideal, prontinho para satisfazer todas as correntes antipetistas (liberais, conservadores, libertários, anarquistas, etc.), sendo importante analisar o CARÁTER da pessoa e sua DISPOSIÇÃO em DIALOGAR. Neste aspecto, Bolsonaro dá um banho em qualquer concorrente, pois sobre ele não paira qualquer dúvida de envolvimento em corrupção ou conchavo, além de ter evoluído bastante com relação ao pensamento econômico. Já vi lugares na internet tentando comparar Bolsonaro a collor, tomando como elemento comaparativo o fato de serem dois DESCONHECIDOS que cresceram rápido. Isto é de uma leviandade sem tamanho, porque um mínimo de pesquisa sobre a biografia de ambos, já apontará diferenças gritantes entre um militar de origem pobre, que teve a coragem de criticar a situação salarial vexatória dos militares em comparação com outras carreiras, sofreu perseguição do boçal e soberano ministro leônidas pires (o que garantiu o bandido sarney, em vez de se convocarem novas eleções), vindo a partir daí a candidatar-se a deputado federal.Collor era o filhinho de papai mimado de um senador assassino, além de ser partícipe em notórios episódios de arruaças e drogas no DF, mas é claro que todos estes fatos foram convenientemente abafados pela rede globo, afinal, o grupo arnon de melo detinha o controle da sucursal da globo em Maceió. Collor sempre foi um garotão mimado totalmente despido de caráter (ciro gomes idem). Comparar Bolsonaro com a trajetória do também ‘deconhecido’ lula, à época de sua primeira candidatura à presidência, também incide no mesmo vício de não analisar o caráter pregresso. Penso que o Bolsonaro é um excelente nome, com chances reais e, ao contrário dos oficiais do caça-minas “Caine”, seria muito melhor trabalharmos para melhorar o discurso dele, ajudando-o a aprimorar suas ideias, porque ele é uma pessoa totalmente aberta ao diálogo, sem transigir com valores fundamentais do Direito Natural. Quanto à questão da liberdade de expressão levantada por você, Luciano, a declaração do Bolsonaro tem que ser pensada no contexto da época do governo militar, onde o modelo econômico era de esquerda, delfim neto era um dos deuses da economia e o estado era o motor de tudo, pois a ‘intelectualidade’ da época, 90% comuno-marxista, também vivia às expensas de dinheiro público, seja nas universidades públicas ou orgãos como embrafilme (só para citar alguns!), uma excrescência. O problema é que os militares eram escravos de um modelo econômico, que só favorecia o estabelecimento desse tipo de gente, sendo que a intenção do governo da época era combater toda e qualquer mensagem de promoção de luta armada, a qual sabemos muito bem que tinha o objetivo de implantar a ditadura marxista nos moldes cubano, mas ao mesmo tempo os milicos eram incompetentes para fazê-lo sem interferirem na liberdade de expressão. Eles não se deram conta de que a privatização, redução do estado, simplificação tributária, enxugamento das leis, promoção da livre concorrência, fim da contribuição sindical, dos oligopólios de rádio, jornais e televisão junto com ampla geral e irrestrita liberdade de expressão seriam o fim da fonte de financiamento pública dos marxistas aboletados em todos os espaços da sociedade. Creio que o Bolsonaro precisa de mais apoio e orientação, aos quais ele sempre se mostrou receptivo, do que de críticas e oposição desconstrutiva.

  16. Bolsonaro solta umas frases que soam de uma forma horrível, mas se vc prestar bem atenção no contexto de sua fala, a coisa não é assim tão absurda quanto parece. O que eu creio que ele quis dizer é que a grande maioria das coisas eram permitidas, ao contrário do que diz a esquerda de que não se podia tecer nenhuma crítica ao governo. O que não podia fazer era apologia ao comunismo. Criticar o governo, seja por corrupção ou por má administração era permitido. Eu acho que ele quis dizer isso, pois eu já vi muitas outras pessoas falarem o mesmo. Eu pessoalmente não sei isso é verdade, não vivi aqueles tempos.

    • Leo,

      Desculpe-me, mas isso é complicado:

      O que não podia fazer era apologia ao comunismo. Criticar o governo, seja por corrupção ou por má administração era permitido.

      Então existia CENSURA. Se há ideias políticas que são criticadas então é complicado.

      As,

      LH

      • Sim, Luciano, existia censura porque o governo militar estava combatendo uma revolução armada.

        Você espera, realmente, que um governo que está combatendo uma revolução armada comunista deixe artigos a favor da ideologia combatida saírem a público? ISSO sim seria incoerência, combater os sintomas ao invés das “causas”.

        Portanto a frase do Bolsonaro que você quotou não indica que o mesmo seja a favor de censuras (porém nada garante que não o seja), apenas mostra que o governo militar se mostrou coerente com a causa a qual veio a tomar o poder.

        Na verdade, nem tão coerente assim, porque se limitou a censurar jornais e músicas e combater militantes, porém o assunto rolou tão solto em outras frentes que eles geraram conteúdo o suficiente pra você criar todos os seus artigos sobre gramscismo.

      • Veja bem que não estou defendendo a censura, estou afirmando que o governo da época foi “coerente” com o que estava fazendo, como corretamente afirmou Bolsonaro. Então na minha opinião, esta frase, em singular, de Bolsonaro, não tende a gerar uma discussão rica. Capiche?
        Se Bolsonaro for a favor de censuras, acredito que devam existir frases que possam ser melhor utilizadas.

  17. Luciano, o Brasil é um dos pouquíssimos países do mundo que derrotou a luta armada! Veja a situação da Colômbia tendo que conviver com a narcoguerrilha. Agora responda, as Farc promovem uma “revolução armada por que o governo era opressor” na Colômbia? O Sendero Luminoso no Peru idem? Usando o seu mesmo tipo de argumento, também é “complicado” expedir um mandado de prisão contra o lulla, mesmo com provas robustas e confissões de áudio robustas , porque a esquerdalha vai partir para a vitimização e politização do crime e, sendo assim, é melhor deixá-lo solto, para cometer mais crimes ainda, debochando das Leis, porque os esquerdopatas podem fazer barulho? Você acredita que o grosso da população brasileira ainda seria vítima dessa propaganda e se sim, isso também justificaria não se cumprirem as leis? Assim, a comparação é a mesma entre o combate aos militantes da luta armada no governo militar, que se diziam lutadores pela “democracia” e “liberdade” (como fazem hoje os petralhas) e as ações da Lava Jato contra os esquerdopatas, analisando as coisas somente sob o aspecto das reações esquerdistas. Não caia na falácia de que os militantes da luta armada nos anos de 1970 a 1980 (Aloysio Nunes, Gabeira, Dilma, Dirceu, Genoíno Vanuchi e tantos outros) lutavam por democracia (apesar de usarem isto na propaganda!). O próprio militante Daniel Aarão Reis Filho, hoje professor de História na UFF, escancarou em confissão e escreveu em um livro que o objetivo da luta armada não era a democracia, mas sim implantar um regime nos moldes cubano. O próprio Gabeira, hoje com uma postura mais pela liberdade, ainda que com um rançozinho “socializante”, também já confessou que o objetivo da luta armada era implantar uma ditadura socialista.

    • Seu argumento é absurdo.

      Meu argumento contra a censura é que ELA É IMORAL e qualquer um que não esteja censurado pode argumentar FÁCIL contra isso.

      Sua analogia aqui é um desastre:

      Usando o seu mesmo tipo de argumento, também é “complicado” expedir um mandado de prisão contra o lulla, mesmo com provas robustas e confissões de áudio robustas , porque a esquerdalha vai partir para a vitimização e politização do crime e, sendo assim, é melhor deixá-lo solto, para cometer mais crimes ainda, debochando das Leis, porque os esquerdopatas podem fazer barulho?

      Isto não tem nada a ver com meu argumento.

      Meu argumento determina que a CENSURA É IMORAL, e não que ela SÓ É IMORAL POR QUE ESQUERDISTAS VÃO RECLAMAR.

      Onde foi que eu escrevi isso que você está falando? Em lugar algum.

      Em tempo: prender bandidos é MORAL. Logo, sua analogia serve para o INVERSO do que eu defendo.

      • Luciano, então explique a sua escrita:
        “…e os revolucionários podiam dizer que faziam revolução armada por que o governo era opressor. Politicamente, é um discurso complicado.”
        De quem é o “discurso complicado”? Não havia ficado claro, até aquele momento, o seu posicionamento sobre a IMORALIDADE da censura, independentemente da esquerda se vitimizar ou não sob ela.

      • O que eu estava querendo dizer é que assim como os esquerdistas usaram um DISCURSO BIZARRO PARA VALIDAR UMA IMORALIDADE, você estaria fazendo o mesmo. Você tentou encontrar uma relação de causa e efeito em uma ANALOGIA que eu estava fazendo. Na verdade, eu fiz uma análise MORAL.

      • Luciano, o foco das minhas duas perguntas anteriores estão sobre a sua resposta ao Dalton:

        “Isto, Dalton, e os revolucionários podiam dizer que faziam revolução armada por que o governo era opressor. Politicamente, é um discurso complicado.”

        Ou seja, antes do meu comentário que contém o trecho “…o Brasil é um dos pouquíssimos países…”
        Quando você escreveu “assim como os esquerdistas usaram um DISCURSO BIZARRO PARA VALIDAR UMA IMORALIDADE, você estaria fazendo o mesmo. Você tentou encontrar uma relação de causa e efeito em uma ANALOGIA que eu estava fazendo”, você prentendeu responder a uma pergunta minha ANTERIOR ao referido comentário, baseando-se no dito comentário, portanto, temporalmente, não faz sentido algum, você está querendo provar o terorema usando o corolário dele decorrente. Assim, persiste minha questão: a quem ou o quê você se refere, quando escreveu “Politicamente, é um discurso complicado” na resposta ao Dalton?

      • Que bagunça.

        Mas, enfim, quando eu digo “politicamente é um discurso complicado” é quanto aos discursos

        (a) podemos ter revolução armada pois há censura
        (b) podemos ter censura pois há revolução armada

        Ambos discursos são tiros no pé em termos políticos, mas ambos também são IMORAIS.

        Era isso que eu queria dizer, independentemente de quem escreveu.

  18. Como ja venho dizendo… a Direita precisa de novas opções… bolsonaro so é escolha se tiver Lula do outro lado… ou Ciro… mas se tiver Caiado, vamos preferir Ronaldo Caiado, so nao entendi porque o LUCIANO AYAN, ainda nao comentou sobre Caiado em seu blog…lembrando que Caiado ja passou dos 500 mil curtidas no face, e semana passada, apareceu (finalmente!), no Jornal do SBT…

    por favor Luciano Ayan, comente sobre Ronaldo Caiado…

  19. No fim, o que temos é: Uma horda de políticos sempre à esquerda, ocupando quase totalmente o espectro político brasileiro, a grande maioria, senão todos, envolvidos em desvios, golpes ou recebimento de verbas e propinas para custear suas candidaturas. Alguns políticos, poucos é verdade, ocupando o espectro à direita e entre eles o Bolsonaro. Ele é “tosco”? Sim, mas por isso, acaba sendo autêntico, o seu discurso é um discurso simples, de quem não quer agradar minorias em troca de votos, é o discurso que qualquer pessoa, que não esteja se vitimando como minoria tem. E, principalmente, temos seus princípios, que, até o momento, estão bem acima da moral média de nossa classe política.
    Ele é preparado para assumir o governo brasileiro? Sim, porque presidente deve ditar os rumos para o país e não intervir diretamente na operação do estado, ele irá precisar de uma boa equipe e isso sim deve ser motivo de discussão para que, seja formada por pessoas com a mesma visão dele para com o país.
    Chegando ao problema da censura, se ele estivesse querendo controlar a mídia, porque deu entrevistas para o CQC e para a Ellen Page, se ele estivesse contra a midia livre, não iria dar entrevistas para grupos que sabidamente contestam seu ponto de vista.
    A hora agora não é de buscar pêlo em ovo e sim de analisar o todo, pois são as ações o reflexo da alma, não as palavras, temos o exemplo do discurso da esquerda sempre falando em democracia e suas ações sempre totalitarias.

  20. Seria ótimo termos uma disputa presidencial com Caiado, Bolsonaro, Jungmann (mesmo sendo do PPS) e Pedro Taques (ainda que no PDT). A petralhada e os “intelectuais” vão embarcar em massa com a Marina Esfinge Silva, além de contar com as linhas auxiliares PSOL, PC do B, PSTU, PCO e demais porcarias marxistas.

  21. Discussão sem pé nem cabeça! Se era uma ‘ditadura’, ou uma ‘tirania’, como ja foi afirmado várias vezes neste blog, como não haver censura? Onde já se viu ditadura ou tirania com liberdade de expressão absoluta?
    É claro que havia alguma censura, no que fizeram muito bem!

      • Você aceitaria, por exemplo, que alguém pudesse lutar publicamente pelo nazismo?
        Lá na Europa não aceitam, quem faz isso vai preso. Então a Europa inteira é uma ditadura, uma tirania.
        Então, não sejamos hipócritas. Tem que haver censura, sempre, para o que é intrinsecamente mal, como nazismo, comunismo, pedofilia, etc, etc.

    • Discordo quando diz que houve “ditadura” porque eu, uma cidada comum nunca me senti assim pois tinha liberdade de ir e vir, tinha seguranca ja que havia policiais por todo lado mesmo porque o perigo eram os terroristas que foram derrotados em 64.e que por muitos anos faziam assaltos a bancos, (9 a 10) por dia, matavam e levavam o caos as ruas. Esses sim foram maleficos naquela epoca e continuam sendo um cancer mesmo depois que foram anistiados. Seu odio a ordem e ao progresso continua o mesmo e por isso ainda hoje tentam destruir todas as instituicoes democraticas e as conquistas conseguidas pelos militares.

      • Mas se eu, uma pessoa comum nao senti, alias senti que foi muito melhor do que antes, por que essas pessoas tentavam derrubar o governo, indo contra as leis vigentes e praticavam crimes, ai sim passiveis de punicao? Elas e que fizeram com que fossem tratadas mal. Mas nao se engane nao, Luciano porque voce e jovem, a maioria delas mentem sobre maus tratos. E tudo fantasia que Mario Lago orientava para que sempre mentissem. Foi nesse tempo que comprei meu terreno em Guaruja em prestacoes iguais, durante 36 meses e fiz minha casa. Nunca mais teria essa oportunidade. A inflacao controlada e empregos a vontade. Ditadura e em Cuba que tem um so partido e um governante ha 56 anos ou mais. E esses terroristas queriam que o Brasil fosse igual, alias ainda estao tentando.

      • Nao foram nao, meu amor. Se eles escreviam um texto o governo recolhia e liberava tres ou quatro dias depois sem censura a nao ser que fosse absurdamente ofensivo as Forcas Armadas e ao governo democraticamente constituido. A intencao desses que tinha seus textos recolhidos era polemizar mesmo e enfrentar a autoridade, pois eram terroristas armados e perigosos. Voce tem ideia de quantos inocentes morreram em portas de bancos, nas maos desses celerados? Na minha opiniao os militares foram brandos demais com esses meliantes assassinos que estao no governo, fazendo as mesmas barbaridade e ainda tem gente que os apoia. INCONCEBIVEL

      • “Se eles escreviam um texto o governo recolhia e liberava tres ou quatro dias depois sem censura a nao ser que fosse absurdamente ofensivo as Forcas Armadas e ao governo democraticamente constituido” <- Isto é absurdo. Então aí já existe cerceamento à voz.

        Você diz que podia existir algo "absurdamente ofensivo". Mas não é motivo para censura. No máximo para uma ação judicial POSTERIOR quanto ao ofensor.

        Não há justificativa para censura.

      • O certo seria nao haver censura mesmo, mas entao por que ninguem esperneia tanto quando pessoas tresloucadas introduzem imagens veneradas pelos cristaos no anus e na vagina, completamente nus e totalmente debochados. Isso seria mais do que censurado na epoca dos militares e eu adoraria. Agora nao tem parametro para nada. Por que dar a liberdade para quem abusa e pensa que pode tudo? E o mesmo que voce nao impor limites a criancas pequenas. Elas tentam para ver ate onde podem chegar. Se encontram barreiras, retrocedem. Se os pais nao impoem limites e regras, eles batem na cara da mae, do pai, da vo, das visitas, e dai. Ah Luciano, nao compensa essa liberdade propalada pela esquerdalha. nao!

      • Essa é nossa diferença.

        Eu prefiro que não censurem e que NÓS possamos ridicularizar as pessoas que fizeram as afrontas, jogar o jogo contra elas, rotulá-las e fazer isso SEM CENSURA.

        O jogo que você pede é um jogo que não vale a pena ser jogado.

        Abs,

        LH

  22. ‘Ele disse: “Na ditadura, tinha liberdade de imprensa. Mas algumas eram censuradas.” Esta frase é completamente sem nexo e denota que ele provavelmente é a favor de uma imprensa controlada pelo Estado.’

    Não necessariamente, pode significar apenas que ele é burro e não soube se expressar direito.

    • Hahahahaha!!! Você tem toda razão!!! Mas a burrice não é perdoável em política. Ele precisa aprender a falar de forma clara o que pensa. Já não bastam as declarações bocós que ele faz. A postura dele como político tem que melhorar muito, e esse tipo de declaração não pode aparecer em nenhum lugar que não seja o sonho de um esquerdista. Isso, claro, se Bolsonaro tem intenção séria de concorrer à PR.

      • Que bobagem voce fala Jeferson! Lula e Dil-ma estao por ai, ha 13 anos dentro do governo sem saberem nem completar uma frase inteira e um deles nao fala ao telefone sem um festival de palavroes grotescas e ofensas a amigos e inimigos. Por que entao Bolsonaro que e serio e probo nao pode ter seus erros que sao muito poucos. O que nao aprovo em Bolsonaro e por se prestar a ser entrevistado por qualquer lixo que aparece e que tem ate uma certa “tara” em discordar dele e repetir sempre as mesmas afirmacoes mentirosas da midia. Ele deveria selecionar melhor ou entao dar respostas a altura..

      • Lula e dilma podem se dar ao luxo de falar merda pq a base de eleitores deles não é movida pela lógica. São movidos por fanatismo, por suborno, por bolsa esmola…mas não pela lógica.

  23. Mas então vc reconhece que pode haver alguma censura?
    Digo mais, a liberdade de expressão absoluta é impossível. É uma loucura.
    Mas contra isso só existe um remédio: CENSURA!

Deixe uma resposta