Delações de Delcídio e de Azevedo serão juntadas como provas

0
41

Mais um motivo para choradeiras petistas:

As delações do senador Delcídio do Amaral e do empreiteiro Otavio Azevedo, da Andrade Gutierrez, deverão ser tratadas como provas complementares: o ex-líder do governo fornece as informações políticas sobre como funcionava o esquema de extorsão política para campanhas, e o executivo corrobora as afirmações com números, datas, recibos, valores e detalhes das operações.

O ponto em que as duas colaborações judiciais coincide é justamente aquele que coloca em xeque o mandato de Dilma Rousseff: as operações de arrecadação para a campanha da presidente em 2014, com detalhes.

Por isso, a comissão do impeachment já se prepara para requerer a juntada das duas delações ao processo e o aditamento do pedido de afastamento de Dilma para incluir os fatos referentes à campanha.

Agora ouviremos mais ladainhas dizendo que as delações não podem ser anexadas por… bem, não possuem nenhum motivo senão a mania de chorarem feito bezerros desmamados.

Fonte: Delações de Delcídio e de Azevedo, da Andrade Gutierrez, se complementam | Radar on-line | VEJA.com

Anúncios

Deixe uma resposta