Entrevista devastadora de Sara Winter ao Globo esmaga feminismo

18
104

sarawinter

A direita purista às vezes tem umas manias que chegam a ser engraçadas. Uma delas foi o lançamento de uma certa hostilidade por parte de algumas pessoas sobre Sara Winter quando ela se declarou revoltada com o feminismo, movimento que abandonou. Tudo bem quanto ao ceticismo – eu mesmo sou desconfiado pacas quanto a muita coisa nesta vida -, mas será que valia a pena pegar no pé de Sara enquanto ela fazia ataques tão contundentes a uma das vertentes mais perversas da extrema-esquerda?

Seja lá como for, Sara continua moendo sem dó o movimento feminista, como se vê nos seguintes trechos de uma entrevista dada por ela ao Globo:

Desilusão

Esse é o movimento mais intolerante que eu já conheci na vida. Ele só dá suporte para mulheres que seguirem uma cartilha específica: tem que ser de esquerda, não pode ser cristã, não pode ser heterossexual e tem que começar a desconstruir a sua estética. Se a mulher alisa o cabelo, se pinta, usa salto alto, tem que parar. Muitas vezes tem que deixar os pêlos crescer. Algumas mulheres se sentem confortáveis assim, outras não. Mas se você fizer, vai ter mais voz dentro do movimento. Então eles desconstroem a sua estética, a sua crença, a sua orientação sexual, o seu posicionamento político.

O feminismo hoje no Brasil

Eu definiria como ódio, histeria, mentira e sedução. Ódio porque não existe tolerância com ninguém que não concorde 100% com as pautas. Histeria porque em todo e qualquer ato que a gente vê estão cada vez mais desrespeitosos, estão pichando igrejas, quebrando santos, fazendo coisas de extremo mau gosto. Mentira porque ilude as meninas mais jovens falando que o feminismo é algo legal e revolucionário. E sedução porque tem essa ideia de que o feminismo vai te ajudar, mas quando chega lá não é nada disso.

O real empoderamento das mulheres

Eu acho que uma mulher pode se empoderar quando ela não escuta a opinião de ninguém para tomar as decisões da sua própria vida, seja de homens ou de mulheres feministas. Porque a mulher, na tentativa de se empoderar, ela acabou sendo escrava de outras ideologias. Para uma mulher ser empoderada, ela tem que ser dona de si mesma, agir sem medo.

Perseguição

A perseguição que sofro hoje é infinitamente maior do que eu sofria. A cidade é um antro esquerdista, feminista por causa das universidades. Tenho muito mais medo agora do que antes. Nunca achei que tivesse que ter medo das pessoas que falam que vão proteger as mulheres. Essa perseguição acontece porque sei de tudo o que rola lá dentro, todas as estratégias de dominação mental, lavagem cerebral, de dinheiro, de organizações que financiam, e agora estou contando.

Próximos passos
Quero escrever um novo livro contando experiências de ex-feministas que saíram do movimento e foram perseguidas. Também quero ingressar na política, sonho que tenho desde criança. Quero combater a violência contra a mulher e propor melhorias na área da saúde e educação. Sei que na política posso fazer algo de uma maneira mais substancial, melhor do que ficar protestando na rua com os peitos de fora.

E isto é só uma pequena parte. Veja a entrevista completa aqui.
Anúncios

18 COMMENTS

  1. Eu não confio nela, para mim é uma oportunista e está querendo ganhar moral no nosso meio. Ela tem que pagar por sua cumplicidade no movimento criminoso que ela militou.
    É uma criminosa, e tem que ser rechaçada por nós. Está claramente aplicando a tática das tesouras, é uma desinformadora.
    Os ratos estão fugindo do barco, não deixemos eles entrarem no nosso! O risco de contaminação é muito grande!

    • “No nosso meio”

      Quem disse que você faz parte do nosso meio? Seu merdinha racista. Você não tem voz nem vez no nosso meio, não passa de um engenheiro Mijão

      • E quem você pensa que tu é seu liberbosta? Liberdrug de merda? Um ser desprezível que acha que é melhor do que alguém que pode ficar discriminando alguém por conta de um erro do passado? Vai à merda, seu lixo invejoso. Cagão de merda, tem que usar um fake para poder ofender, covarde.

      • No “seu meio” eu não me misturo, cambada de homossexuais, degenerados, sem valores morais, qualquer coisa vale. Você é que não se mistura com pessoas como eu, ELITE, seu escória.
        Tu não teria voz nos ambientes que eu frequento, porque não passa de um sub-produto da delinquência e depravação humana.

      • “Ela tem que pagar por sua cumplicidade no movimento criminoso que ela militou.”

        “E quem você pensa que tu é seu liberbosta? Liberdrug de merda? Um ser desprezível que acha que é melhor do que alguém que pode ficar discriminando alguém por conta de um erro do passado?”

        Se você advoga que ela seja punida pelos erros que cometeu no passado, você TAMBÉM MERECE SER JULGADO E PUNIDO PELOS ERROS QUE COMETEU NO PASSADO! Você sim é a escória, que possui os mesmos valores morais petistas. Deveria se envergonhar por isso.

    • Ela não tem que pagar nada, no ‘nosso’ meio, qualquer um tem a liberdade de expressão pra falar qualquer coisa que quiser, inclusive feminazis, e qualquer um também tem a liberdade de expressão pra humilhar as feminazis COM ARGUMENTOS.

    • Não confio nela. ponto. Não vou negar acolhida ou proteção por ser uma mãe e precisar de ajuda agora que o monstro que ela criou estar querendo devorá-la… mas ainda assim não confio nela… o fato dela querer lançar uma carreira política me faz desconfiar mais ainda dela.
      O que ela fez foi grave, foi… ela pediu desculpas, tudo bem.. não sinto raiva dela, não tenho ódio pela pessoa dela, desejo tudo de bom para o filho dela e que ela seja bem sucedida para que possa criar bem seu filho, mas ainda assim não confio nela.
      Muitos esquecem que confiança é como um vidro fino, uma vez quebrado pode não ter conserto.
      Atacar quem não confia nela é apenas uma imaturidade que deve ser ignorado, ou não passam dos ditos manginas, homens que se rebaixam até mesmo a condições subhumanas por conta de mulher ou são apenas os seus mesmos defensores que vem atrás de qualquer coisa feita por ela para tentar enfiá-la em nosso meio de fato e seria parte de uma golpe maior armado pelas próprias feministas para alçar a Sara a algum ponto maior de poder… enfim… seja como for, apesar de não a repudiar, por acreditar em segundas chances, infelizmente sigo não confiando nela.
      Mas é apenas meu ponto de vista.

  2. Não confio nela. ponto. Não vou negar acolhida ou proteção por ser uma mãe e precisar de ajuda agora que o monstro que ela criou estar querendo devorá-la… mas ainda assim não confio nela… o fato dela querer lançar uma carreira política me faz desconfiar mais ainda dela.
    O que ela fez foi grave, foi… ela pediu desculpas, tudo bem.. não sinto raiva dela, não tenho ódio pela pessoa dela, desejo tudo de bom para o filho dela e que ela seja bem sucedida para que possa criar bem seu filho, mas ainda assim não confio nela.
    Muitos esquecem que confiança é como um vidro fino, uma vez quebrado pode não ter conserto.
    Atacar quem não confia nela é apenas uma imaturidade que deve ser ignorado, ou não passam dos ditos manginas, homens que se rebaixam até mesmo a condições subhumanas por conta de mulher ou são apenas os seus mesmos defensores que vem atrás de qualquer coisa feita por ela para tentar enfiá-la em nosso meio de fato e seria parte de uma golpe maior armado pelas próprias feministas para alçar a Sara a algum ponto maior de poder… enfim… seja como for, apesar de não a repudiar, por acreditar em segundas chances, infelizmente sigo não confiando nela.
    Mas é apenas meu ponto de vista.

    • Você está certo, ceticismo é uma qualidade, não um defeito. Não é questão de confiar ou não, mas ao menos de não atacar quem está te ajudando. Acho que é tudo o que o Luciano está defendendo aqui. Se ela realmente mudou, só o tempo dirá. Por enquanto ela segue sendo atacada e importunada por feministas, justamente por denunciar o movimento. Nós devemos nos juntar às feministas e atacá-la também?

Deixe uma resposta