Grampo de esposa de Lulinha mostra ‘baixaria’

8
200

Depois de tantos escândalos de corrupção, a Lava Jato tem seu primeiro escândalo conjugal. Em um grampo, descobriu-se – em uma conversa entre Kalil Bittar e a esposa do Lulinha – que não não havia apenas o famoso sítio de Atibaia. Falam também de um outro sítio… o oficial. E ainda trocam muita sacanagem via telefone:

Um grampo captado pela Polícia Federal no dia 27 de fevereiro deste ano, flagrou uma curiosa conversa entre Kalil Bittar e Renata, nora do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, esposa de Fabio, o Lulinha, outrora conhecido como ‘o Ronaldinho dos negócios’.

Kalil é irmão de Fernando Bittar, o proprietário ‘de direito’ do famoso sítio Santa Barbara, em Atibaia.

Na conversa entre a dupla, baixaria, palavras de baixo calão, ironias e frases que sugerem uma intima entre os dois.

Num determinado momento, Renata pede a Kalil que vá ao encontro dela em São Bernardo, e ele responde, ‘quem você quer: o amigo ou o canalha’.

Na sequência os dois prosseguem com uma conversa com diversas demonstrações de intimidade, tripudiam sobre dona Marisa Letícia, brincam e dão muitas risadas.

O fato intrigante é que no animado bate-papo do casal, fica claro que o tal sítio de Atibaia realmente pertence ao ex-presidente e que existe ainda um outro sítio, que Renata chama de ‘oficial’.

Esse a Lava Jato ainda não achou…

Tudo dá a entender que Lulinha tem alguns calombos em sua testa. Mas o que nos interessa é o sítio oficial.

Fonte: Grampo de esposa de Lulinha mostra ‘baixaria’

Anúncios

8 COMMENTS

    • E pouco, quem manda ser casada com um ladrao. Vamos ver se ele e tao valentao conforme disse que se o papai ladrao for preso ele “poria fogo no Brasil” Eles dois se merecem e ele deve ate gostar de ser chifrrudo, tanto que e socio do irmao do “socio da cama”.

  1. Avisa para o Lulinha que o grampo foi ilegal então as supostas puladas de cerca da sua esposa não o transformam em um corno. A culpa é e sempre foi do FHC e da mídia golpista.

Deixe uma resposta