Cardozo dá justificativa bizarra em novo recurso golpista no STF

0
64

BRAZIL_

Os recursos golpistas do chefe da AGU, José Eduardo Cardozo, já começam a adentrar à categoria do bizarro:

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes de barrar a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Casa Civil foi uma “gravíssima interferência nas atribuições privativas do presidente da República” e deixou “acéfalo” um ministério decisivo para o governo. Estas são as alegações da Advocacia Geral da União (AGU) em mais um recurso que tenta derrubar a decisão de Mendes, protocolado na noite de quarta-feira nos mandados de segurança analisados pelo ministro do STF.

Ué, tentar justificar obstrução da justiça porque é “conveniente” já é gozação. Chega a ser falta de vergonha na cara.

E quanto às “atribuições privativas”? Cardozo se finge de sonso, pois Dilma deve satisfação de suas escolhas, pois é uma funcionária pública.

Evidentemente, é tudo chicana. Mas aí ele apelou ao escracho.

Anúncios

Deixe uma resposta