Enquanto o desemprego é generalizado, Lula pede para deixar “a economia para amanhã”

3
84

lula_mensalao

Lula e Dilma são os mais cruéis presidentes de nossa história. A falta de empatia e consideração pelo sofrimento do povo é inédita. Antes de entendermos como eles são desumanos, leia a seguinte notícia da Exame, mostrando a queda generalizada nos empregos:

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua divulgada nesta quinta-feira, 24, mostrou uma queda generalizada no emprego, disse o coordenador de Trabalho e Rendimento do Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE), Cimar Azeredo.

Isso porque houve queda recorde no emprego com carteira assinada, mas também recuo no emprego sem carteira no setor privado.A resposta a esse quadro foi uma alta de 6,1% do número de pessoas trabalhando por conta própria no trimestre encerrado em janeiro de 2016.

O emprego com carteira assinada recuou 3,6% no trimestre encerrado em janeiro, frente ao igual período do ano anterior.Isso significa que 1,318 milhão de pessoas deixaram de ter carteira em um ano, contingente recorde na série histórica iniciada no primeiro trimestre de 2012. Ao mesmo tempo, o emprego no setor privado sem carteira também perdeu força, recuando 5,9% na mesma base de comparação, ou menos 614 mil pessoas.

“O natural é: caiu o emprego sem carteira porque subiu o emprego com carteira assinada. Não é o que está acontecendo. O que a gente está vendo é a queda do emprego formal e do que não é formal. Até mesmo os pequenos negócios ou empresas que não estão registradas estão com dificuldades e apresentando redução em seu contingente de empregados”, afirmou Azeredo.Para o coordenador da PNAD Contínua, a queda na qualidade do emprego é uma das maiores preocupações trazidas pela crise econômica.

E enquanto o povo sofre, Lula ofende a nação dizendo que “a economia deve ficar para amanhã”, priorizando o projeto criminoso de poder. Você acha que eu estou exagerando? Então leia notícia do Globo:

O petista participou de um evento promovido pelas centrais sindicais na Casa de Portugal, no Centro de São Paulo. “A economia a gente resolve amanhã ou depois de amanhã. Mas evitar o golpe é hoje.”

Lula pediu a deputados e senadores do Congresso Nacional seis meses de “paciência”. “Deem para a gente seis meses de paciência que vamos provar que esse país vai voltar a ser o país da alegria. A discutir uma política econômica que traga esperança.”

O PT é verdadeiramente imundo em todos os sentidos.

Diante do povo sofrendo – famílias estão sendo destruídas e sonhos estão sendo despedaçados -, Lula realmente pediu para deixar “a economia para amanhã”. Não há como ele negar que tenha afirmado tal barbaridade.

Vale lembrar também que ele pede “seis meses”, mas um prazo tão longo é sinal de desonestidade, pois Maurício Macri reverteu a situação econômica da Argentina em questão de semanas. É claro que Lula pede “seis meses” para enganar a patuleia, pois sabe que o projeto criminoso de poder do partido depende do saqueamento estatal e da devastação intencional de nossa economia. O plano de Lula se resume a ganhar tempo para censurar a mídia e, com isso, tentar maquiar a crise. Sua crueldade é apavorante.

Mas o teatro petista já não está mais convencendo quase ninguém.

 

Anúncios

3 COMMENTS

  1. O VENENO DA JARARACA

    Na verdade, eles estão se tornando protagonistas de um verdadeiro genocídio culposo, pois há milhares de brasileiros morrendo de desnutrição e doenças diversas provocadas pelo aprofundamento da pobreza que decorre da depressão econômica que atravessamos. Um país inteiro desfalece, envenenado.

    Só psicopatas do mais alto grau e de periculosidade extrema poderiam permanecer indiferentes face a essa tragédia de proporções lulescas.

  2. acho que nao preciso dizer como me revolto com a mah conducao da economia.
    mas o discurso do PT e da esquerda em geral eh esse mesmo, abandono das bases economicas.
    social ao inves do mercado, como se isso pudesse ser dissociado.
    aos idealistas eh bom lembrar que o social vai sempre mal quando o mercado vai mal.
    porque eh o mercado que cria as condicoes sociais e nao o contrario.
    mas isso eh para os idealistas, nao os donos do poder, que usam dessa politica economica para conquistar o poder, e depois para tentar mante-lo pelo maior periodo de tempo possivel.
    14 anos jah foi muito.
    alternancia de poder mais que necessaria para que o pais nao vire uma Argentina, pais rico com uma classe media cada dia mais pobre.

Deixe uma resposta