Mais de 66% dos venezuelanos querem fim da ditadura de Maduro

1
94

Há um limite para a tolerância aos ditadores, e parece que os venezuelanos encontraram o seu limite:

Pouco menos de dois terços dos venezuelanos consideram que a presidência de Nicolás Maduro deve terminar neste ano, à medida que a oposição busca sua renúncia em meio a uma aguda crise econômica, mostrou uma pesquisa. O modelo econômico da Venezuela e a queda nos preços do petróleo, maior exportação do país, originaram um desabastecimento de todos os tipos de produtos, de arroz a contraceptivos, assim como uma inflação de três dígitos e uma profunda recessão.

No total, 63,6% dos venezuelanos dizem que Maduro deveria renunciar neste ano ou sofrer um referendo revogatório, contra 29,3% dos venezuelanos que querem que ele se mantenha no cargo até 2019, quando seu mandato terminará, de acordo com uma pesquisa vista pela Reuters no sábado. A grande maioria, 90,9%, dos entrevistados pela Datanalisis em fevereiro viu a situação do país como negativa.

A coisa por lá deve estar muito, mas muito feia, pois esse sujeitinho ainda controla toda a mídia, ou seja, tem um potencial de esconder a crise muito maior do que Dilma possui no Brasil. Se a mídia não fosse controlada, este monstro já teria caído de maduro há muito tempo.

Fonte: Mais de 66% dos venezuelanos querem que Maduro deixe a Presidência | Mundo | Notícias | VEJA.com

Anúncios

1 COMMENT

  1. As coisas na Venezuela estão muito ruins.
    Até abril do ano passado conversava com uma venezuelana e ela me falava do medo que sentia ao sair na rua. A violência é grande e não só de marginais mas das milícias armadas por Chavez tb. Agiam como bandidos e a polícia nada fazia contra eles.
    Outro medo dela era o de manifestação contra o governo e de saques a supermercados.
    As manifestações eram atacadas a tiros por milicianos e os saques dependia, se fosse em supermercado privado os milicianos nada faziam e as vezes até saqueavam junto. Se fosse mercado público aí eles atacavam a população.
    Quem tem celular que pode filmar manifestações ou saques eram os primeiros a serem abatidos pela milícia, tudo para não mostrar a realidade do país, manter o controle da informação.

Deixe uma resposta