Papa sugere combater terrorismo com “armas do amor”. É uma figura…

8
98

O Papa muitas vezes é cínico em suas intenções de validar o totalitarismo socialista, especialmente na América Latina. Agora, ele sugere as “armas do amor” para combater o terrorismo. Se você achou isso tudo uma maluquice, é porque realmente é. Leia:

O papa Francisco pediu ao mundo em sua mensagem de Páscoa neste domingo que use as “armas do amor” para combater o mal da “cega e brutal violência”, após os atentados terroristas na Bélgica e no Iraque. O pontífice também demonstrou seu pesar com o fato de que refugiados que escapam da guerra e da miséria permanecem sem poder entrar na Europa.Sob forte esquema de segurança, dezenas de milhares de pessoas enfrentaram longas filas de revista para acompanhar a mensagem de Páscoa de Francisco do balcão da Basílica de São Pedro, no Vaticano.Em sua tradicional benção Urbi et Orbi (para a cidade e o mundo), feita duas vezes ao ano, o papa falou sobre as vítimas do terrorismo. “Que ele (Jesus ressuscitado) nos aproxime nesta festa de Páscoa das vítimas do terrorismo, de formas cegas e brutais de violência que continuam a derramar sangue em diferentes partes do mundo.

“Francisco mencionou os ataques na Bélgica, onde pelo menos 31 pessoas foram mortas por extremistas islâmicos, bem como aqueles no Iraque, Turquia, Nigéria, Chade, Camarões e Costa do Marfim. “Com as armas do amor, Deus derrotou o egoísmo e a morte”, disse o líder da Igreja Católica.Na semana passada, durante dois eventos públicos, o papa criticou aqueles que cometem “atos terroristas em nome de Deus”

Ao fim da missa, Francisco falou rapidamente com o ex-rei e a rainha da Bélgica, Albert II e Paola, presentes na cerimônia. O monarca belga abdicou em 2013 em favor de seu filho mais velho, Filipe.

Não é preciso ser religioso para notar que o Papa estuprou a lógica da mesma forma que vários islâmicos estão estuprando as mulheres europeias. Ele diz que “com as armas do amor, Deus derrotou o egoísmo e a morte”. Sim, mas o desafio do terrorismo ameaça aos seres humanos, e não a Deus. As palavras do Sumo Pontíficie não fazem o menor sentido. Eis um adepto do multiculturalismo, que defende a submissão aos bárbaros. Discursos papais desta extração são o principal motivador da violência contra o Ocidente. Devia existir impeachment para os Papas…

Fonte: Em mensagem de Páscoa, papa pede ‘armas do amor’ contra o terrorismo | Mundo | Notícias | VEJA.com

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Sim, nos últimos 700 anos muitos tentarão e, por isso, foram barbaramente liquidados, ops, torrados. Ele já faria um grande bem à humanidade cuidando de sua própria casa.

  2. Essa vontade de estabelecer a qualquer custo um diálogo com pessoas que não querem dialogar com ninguém mas apenas subjugar por meio do terror deve ser algum problema mental que oscila entre masoquismo extremo e síndrome de Estocolmo. Está na hora dos europeus tomarem a decisão de ir ao psicólogo ou a vida vai escolher por eles o médico legista.

  3. Vem esse vagabundo comunista e degenerado idiota argentino a ser “papa” dos católicos! Uma vergonha que esses traidor e parasita ainda não foi mandado no inferno do Satanás!

  4. Boa idéia!!! Por que o argentino não vai lá negociar com aqueles democratas do EI!! Vai lá, Chico, aproveite, vire muçulmano e fique por lá, pois tenho certeza que a sua visão teológica se coaduna melhor com Muhammad do que com Jesus!!!

  5. O que eu acho “engraçado” é que nós seres humanos, somos chamados de racionais! Quando ao longo da história humana cometemos sempre os mesmos erros. CONQUISTADORES, SANGUINÁRIOS, GENOCIDAS, DITADORES, DO OUTRO LADO FLORES, ABRAÇOS E CABEÇAS DECEPADAS.

  6. Jesus de fato derrotou a morte.
    Mas pra isso teve que morrer e ressuscitar depois.

    Podemos concluir que o Papa deseja que todos morram para derrotar o terrorismo? (O que de fato aconteceria, sem mais ninguém para aterrorizar não haveria mais terroristas….)

Deixe uma resposta