Com o fim do horror socialista, 69% dos argentinos apoiam Macri

1
105

Em sociedades civilizadas, dificilmente temos noite eterna. É o caso da Argentina, que, livre do horror socialista (do qual temos que nos livrar logo), volta a respirar os ventos da mudança, resultando em alta popularidade de Macri:

De acordo com uma pesquisa realizada pela Poliarquía Consultores para o jornal La Nación, a aprovação dos 100 primeiros dias do governo Macri, marcados por diversas medidas liberais como redução de impostos, fim de subsídios estatais, demissão de funcionários públicos excessivos e fim do controle estatal sobre o câmbio, está altíssima.

69% dos argentinos informam que aprovam a gestão de Maurício Macri contra 29% que desaprovam a gestão. O governo tem apoio inclusive de pessoas que votaram em outros candidatos na eleição recente, com 83% dos eleitores de Sergio Massa (centro) e 30% dos eleitores de Daniel Scioli (o candidato apoiado pela ex-presidente socialista, Cristina Kirchner) também aprovando a gestão de Macri à frente da Argentina. A aprovação é tão alta que alcança quase o dobro de votos que Macri obteve nas eleições em 2015.

É bom esfregar isso na cara daqueles hipócritas que dizem que “Dilma não pode sair, pois entraria Temer”, que dá no mesmo que dizer que “Kirchner não podia sair, pois entraria Macri”. Mas quando sai um socialista e entre um político de centro (e nem precisa ser de direita) as coisas geralmente melhoram para quem mais interessa mesmo: o povo. Resta aos mamadores de tetas estatais ficarem babando de ódio.

Fonte: Após três meses de medidas liberais, 69% dos argentinos aprovam o governo Macri – ILISP

Anúncios

1 COMMENT

  1. Acho que o Brasil vai virar Venezuela e não Argentina! Temos aí STF de maioria de comunistas e partidos traidores aliados a comunista-terrorista Dilma! Quem ganha aí são os bandidos comunistas! Infelizmente!

Deixe uma resposta