Militante do MBL cobra deputado sobre o impeachment e sofre assédio

7
155

É o fim da picada. Conforme reporta o Sul Connection, uma militante do MBL sofreu assédio ontem, 6/4, enquanto fazia a justa cobrança pelo posicionamento de um deputado a respeito do impeachment. Leia mais:

A jovem Maria Eduarda Bernardo é militante do MBL. Como vários dos integrantes do Movimento Brasil Livre, iniciou sua militância política acreditando num Brasil melhor e mais justo para todos. Atualmente, participa de uma operação do movimento que visa pressionar os deputados para que declarem seu posicionamento em relação ao impeachment.

Vendo a foto da jovem que lhe cobrava posicionamento, ao invés de declarar qual era o seu lado, o deputado preferiu assediar uma menor de idade de apenas 17 anos. Maria Eduarda fez um print das mensagens e publlicou em seu Facebook. Confira seu relato e as mensagens trocadas com Bacelar, deputado do PR da Bahia, um dos partidos que Lula e Dilma tentam cooptar em seu Feirão imoral de compra de deputados.

O RELATO DE MARIA EDUARDA

Hoje venho a público para informar algo muito triste.Nós do Movimento Brasil Livre estamos na Operação Minerva, que consiste em pressionar os deputados indecisos a se posicionarem a favor do impeachment.

No meio a alguns bloqueios e respostas atenciosas, ia tudo correndo normalmente. Até o instante que o Deputado João Bacelar falta com o respeito, assediando uma menor de idade, porque no caso eu tenho 17 anos enquanto eu lhe cobrava um posicionamento político.

Esse é o tipo de deputado que você vota? Pois pra mim este senhor não vale o cargo que tem, muito menos vale a confiança que a população depositou nele.

Me sinto triste por termos políticos sujos deste jeito… Não me acovardarei diante disso, continuarei cobrando dos deputados, só espero que essa imagem não se repita em outras possíveis cobranças.(Prints com nome e com o número para provar a veracidade dos fatos)

Já não bastava as ofensas machistas dos líderes petistas reveladas em grampo (“feministas com grelo duro”, xingamento de “puta” como “aprendizado”, piada de estupro). Já não bastava estarem agredindo com machismo absurdo a advogada Janaína Paschoal. Já não bastava terem agredido uma deputada em plenário durante Comissão do Impeachment. Já não bastava terem apoiado a ditadura de Nicolas Maduro, que quebrou o nariz de Maria Corina Machado em plenário. Já não bastava terem coagido Yoani Sanchez no aeroporto, apenas por que ela denunciou a ditadura de Fidel Castro. Agora temos um deputado da tropa de protetores de Dilma indo para o assédio de uma menor.

O PT não tem o menor respeito pelas mulheres.

Fonte: Militante do MBL cobra deputado sobre o impeachment e sofre assédio

 

 

Anúncios

7 COMMENTS

  1. Essa porra desse deputado não só a assediou, como também ofendeu a mãe da militante, outra mulher. Em uma tacada só, esse porra desrespeitou duas mulheres.

    E a esquerdopatada, como fica?
    As feministas, como ficam?

    Caladas, do mesmo modo que ficaram caladas com Lula chamando-as de grelo duro, do mesmo modo que ficaram caladas com o Pânico do petista Emílio Surita assediando fisicamente uma menina na frente das câmeras (a lambendo e tirando sarro dela), do mesmo modo que ADORARAM quando aquele petista defensor da pedofilia Paulo Ghiraldelli pediu que estuprassem Rachel Sheherazade.

    Feministas não merecem respeito, pois são MENTIROSAS, só defendendo mulheres se for ter algum benefício ao PT. Caso contrário, fingem não ver ou até apóiam a violência. Essa é a mensagem que deve ser passada para essa meninada nova que fica toda encantada com o discurso dessas porras dessas feministas:

    “Elas só vão se importar com você se o PT puder GANHAR em cima disso – caso contrário, vão querer teu sangue”.

    • Benefício ao PT não, benefícios à esquerda, pode olhar no States, as feminazis militam pela Hillary, casada com um cara com quase 20 processos de assédio, agressão e até estupro.

    • E quem disse que as feministas defendem as mulheres, quem disse que algum esquerdista defende alguma suposta minoria a não ser (e apenas) um projeto de poder totalitário.

  2. Ah, e mais uma coisa: essa porra de PR (Partido da República), além de petista, abriga criaturas que nunca deviam ter escapado do esgoto.

    Infelizmente tive o azar de conhecer uma pessoa que não só é filiada como também foi candidata nas últimas eleições por esse lixo de partido, e pensa numa pessoa MERDA

Deixe uma resposta