Golpe de Dilma na Unasul fracassa: grupo não aprova moção sobre crise política no Brasil

10
149

f-dilma-a-20140726

Não deu certo o golpe de Dilma na Unasul. Só as atuais republiquetas Venezuela e Bolívia votaram a favor de uma moção de repúdio ao processo de impeachment:

Apesar da mobilização de países como Venezuela e Bolívia, a União das Nações Sul-Americanas (Unasul) não aprovou uma moção  de repúdio ao processo de impeachment no Brasil.

Na reunião de ministros de Relações Exteriores que aconteceu neste sábado (23), em Quito, no Equador, houve resistência à proposta de países como a Colômbia, Peru, Chile, Argentina e Paraguai.

Nesta sexta (22), em Nova York, a presidente Dilma Rousseff chegou a sugerir em entrevista que a Unasul e o Mercosul avaliassem o processo de impeachment contra ela.

No encontro deste sábado, a presidência temporária da Unasul foi transferida do Uruguai para a Venezuela. Inicialmente, o encontro deste sábado reuniria os chefes de Estado do bloco, mas a cúpula foi cancelada devido ao terremoto no norte do Equador.

Dá para notar a diferença: os países mais civilizados votam pela democracia. Os países liderados por porcos tiranos ficam do lado de Dilma.

Fonte: Unasul não aprova moção sobre crise política no Brasil | G1 – Política – Blog do Camarotti

Anúncios

10 COMMENTS

  1. Por quê será que os coleguinhas do ParTideco omitem notícias relevantes contra eles….não são tão a favor da democracia???? Não acho que eles são a favor da ‘PSEUDODEMOCRACIA’!!!!!!

  2. HAHAUAHAHAHAHAHA

    Pior que eu estou rindo mesmo. Dois países completamente fudidos, um no qual o presidente é um ditador, tirano, que está massacrando a população, e no outro um sujeito com cara de figurante do Chaves e com ideias sanguinárias, de um país tão irrelevante que tá cheio de boliviano pelas ruas de São Paulo fugindo de lá.

    Obrigado por me fazer rir, Dilma. Vou dormir de bom humor. Boa noite!

    • Essa ex-presidiária sempre odiou o Brasil,desde a época que seu bando foi desmantelado e exilado pelo governo na década de 60 e 70.Basta ver o revanchismo na criação da tal comissão da verdade,criada para enriquecer seus “cumpanheiros” e desmoralizar o brilhante ( sem trocadilhos) trabalho do coronel Ustra.Se ela queria a ” verdade”, porque não abriu os documentos do exército, que há tempos já os liberaram mas estão trancados sob a guarda do STF. Óbvio que sou contra a tortura, mas estávamos combatendo torturadores e assassinos,incluindo aí a dona Dilma que fazia parte do grupo que matou o recruta Mário Kozel Filho.Grupo esse que teve seus integrantes agraciados com uma polpuda indenização é pensão vitalícia pela tal comissão. Com dinheiro que o governo rouba da mesa do ” verdadeiro” trabalhador.

Deixe uma resposta