Por que Demétrio Magnoli trucidou Guilherme Boulos em debate na TV Folha?

6
305

maxresdefault

A direita ainda tem uma grande dificuldade para entender cada ato de comunicação pública – no que tange à política das questões públicas – como um ato de guerra. Se requer uma evolução neste sentido, baseada em maturidade e reconhecimento do que significa a natureza humana.

Enquanto isso, vem de um social democrata (logo, de esquerda moderada) uma bela surpresa na atuação de Demetrio Magnoli em um debate contra Guilherme Boulos. Demetrio ganhou a contenda com folga e fez quase tudo certinho. Ainda que falasse manso, bateu bem.

O segredo desta vitória está em um comportamento que gera indignação na direita: a postura do isentão. Na verdade, essa postura significa apenas um método que todo estudante de publicidade conhece bem: distanciar a propaganda da fonte. Com isso, o discursante sempre age como se fosse um neutro em qualquer questão, mesmo que, é claro, tenha sua agenda.

Enquanto Guilherme Boulos teve que ficar na defensiva para defender o PT de suas barbáries, Demetrio não precisou ficar na defensiva coisíssima alguma. Pode atacar a tudo e a todos, e com isto reservou esforço especial para os ataques ao PT. Como resultado, ganhou fácil.

O jogo do isentão está aí. Para ser jogado por todos.

 

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Só um detalhe: a social democracia defendida por Magnoli não é marxista, mas sim reformista. Não existe nenhum partido brasileiro na atualidade que defenda esta bandeira (na própria entrevista ele deixa claro que não “existe no Brasil”). Na verdade, Demétrio Magnoli seria centro esquerda, e não “esquerda moderada”.

Deixe uma resposta