Terrorismo de milícias petistas será combatido por Temer

10
142

____mst2

Aqueles que estão hoje apelando ao terrorismo na tentativa (já inócua) de defender a tirania de Dilma Rousseff podem ter vida difícil com Temer, tal como se lê em coluna de Ricardo Boechat:

Michel Temer vai jogar duro em relação aos movimentos sociais contrários ao impeachment de Dilma Rousseff – se houver bloqueios de ruas e ocupações de órgãos públicos, caso o Senado afaste a presidente nesta quarta-feira 11, como parece. Além das forças de segurança, o Judiciário será acionado de pronto para garantir o ir e vir da população e a integridade do patrimônio da União.

Precisamos exigir que Temer caminhe neste sentido de fato. Não é possível que nossa população tão sofrida fique à mercê de milícias ilegais que dependem unicamente de ações terroristas. O fechamento de ruas e estradas a partir da violência, como fazem MST e MTST, é um recuo civilizacional que não podemos mais tolerar.

Fonte: Istoé

Anúncios

10 COMMENTS

  1. Seguindo a orientação das agências internacionais de inteligência anti-terrorismo; o ideal é sempre achar a fonte patrocinadora e cortar a fonte de verbas. Nem será preciso procurar. Mas precisa ter culhões e apoio da população.

    • Isso não é nem artigo.

      É uma propaganda dizendo “nem doeu, nem doeu”, e além de tudo é um blefe.

      Os caras vão perder o financiamento para vários meios. Estão se rasgando por dentro.

      Abs,

      LH

  2. A verdade é simples: se começarem joguete de terrorismo, vai ter intervenção militar. MAS ATENÇÃO! Não estou falando de GOLPE MILITAR, e sim de INTERVENÇÃO MILITAR, ou seja, quando as Forças Armadas são acionadas pelo Governo para qualquer ação – ou seja, quando as Forças Armadas intervém (a mando do Governo) em algum assunto.

    Intervenção militar que os radicais estão pedindo não é intervenção. É GOLPE! (haha, PT, ROUBEI SEU JARGÃO DE NOVO!)

Deixe uma resposta