Cunha recebe mamatas por culpa das mamatas dadas a Dilma

2
63

O PT fez de tudo para que Dilma recebesse todas as mamatas possíveis durante seu afastamento. Com isso, permitiram que Eduardo Cunha também recebesse as mesmas mamatas. Pena que Josias de Souza esteja reclamando apenas das mamatas ofertadas a Cunha:

Existem políticos piores e melhores. Mas ficou mais difícil distinguir uns dos outros depois que a Lava Jato comprovou que a política virou apenas mais uma ramificação do crime organizado. Há dez dias, o STF afastou Eduardo Cunha do mandato e da poltrona de presidente da Câmara. Fez isso porque, “além de representar risco para as investigações penais” abertas contra ele, o deputado tornou-se “um pejorativo que conspira contra a própria dignidade da Câmara”.

A Suprema Corte concluiu que a presença de Cunha no comando feria os “princípios de probidade e moralidade que devem governar o comportamento dos agentes políticos.” O que fez a Câmara? Bem, a mesa diretora da Casa acaba de baixar uma resolução concedendo à improbidade todas as mordomias que o dinheiro —do contribuinte— pode pagar.

Mesmo sem trabalhar, Cunha receberá salário integral. Coisa de R$ 33.763 por mês. Continuará morando na residência oficial da Câmara, assentada à beira de um lago, no bairro mais caro e elegante da Capital. Ali, Cunha terá cama, comida e roupa lavada com verbas públicas. Manterá também a prerrogativa de usar carro oficial com motorista, avião da FAB, seguranças, e até R$ 92 mil para pagar os salários dos funcionários de um gabinete cujo titular o STF suspendeu por tempo indeterminado.

Tudo foi feito em perfeito desacordo com a opinião dos técnicos da Câmara, que opinaram a favor da supressão de regalias de Cunha. O primeiro-secretário da Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), alegou que, na falta de melhor critério, os deputados que dirigem a Casa decidiram que Cunha deveria receber as mesmas regalias concedidas à presidente afastada Dilma Rousseff.

Seria injusto dizer que a decisão da Câmara representa mais um caso de corporativismo. Já não se trata de mero espírito de corpo, mas de espírito de porco. Se os resíduos mentais que inspiram esse tipo de decisão fossem concretos, não haveria esgoto que bastasse.

Como vimos, o problema é que a crítica de Josias não abarca também as mamatas de Dilma. Cunha moralmente está legitimado a receber essas mamatas somente porque os petistas lutaram para que elas fossem cedidas à Dilma. Se Dilma tivesse suas asinhas cortadas – e aí receberia metade do salário, ficaria sem assessores e sem o avião da FAB -, haveria um argumento moral para cortar as mamatas de Cunha. Assim, as mamatas de Cunha existem apenas por causa daquelas ofertadas à Dilma.

Por mim, tanto Cunha como Dilma ficariam com salário mínimo e mais o dinheiro do busão. Mas se Dilma tem um conjunto de mamatas, Cunha adquire o mesmo direito. Mais uma escolha petista que prejudica o Brasil.

Fonte: Câmara premia com mordomias a imoralidade – Política – Política

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Não cabe na mente de desempregados e de um país à beira da falência pagar salário para pessoas que não honraram o posto utilizando de mecanismos espúrios para prevalecer seus interesses acima do povo que os elegeu. É até bom mudar o nome, não temos democracia mas sim uma classe que está além do mundo é das aflições dos mortais, vivem em seus pedestais de estrelismo e de importância, barganham seus votos por uma promessa que jamais será cumprida.

  2. Há muitas coisas absolutamente ABSURDAS nessa política brasileira. Muito por culpa nossa, que deixamos que aconteçam? Também acho que sim. Mas, vejamos algumas delas. O tal mecanismo blinda bandido chamado de Foro Privilegiado. Esse é um verdadeiro sistema de proteção a bandidos que estão no cargo apenas para roubar. Pode garantir algumas condições verdadeiras e e legítimas que exigem a condução do cargo, mas garante também a defesa contra qualquer ilícito que se venha praticar no mesmo. Então, esse é um dos mecanismos jurídicos que deveria ser extinto, ou no mínimo, revisto profundamente.
    E para não me alongar muito, por que são coisas demais que poderiam ser revistas, outro infeliz privilégio é esse que é matéria do texto. Regalias e mamatas concedidas a verdadeiros bandidos que usufruíram dos recursos públicos em benefício próprio ou partidário. O impeachment vem para dar uma saída constitucional para esses casos, mas ao mesmo tempo, concede-se ao bandido da vez condições que só se concede a um Chefe de Estado e de Governo probo, honesto e honrado, portanto merecedor de tais regalias. E mesmo assim, em pleno exercício do cargo.
    As leis brasileiras precisam ser revistas urgentemente. O arcabouço jurídico abre margens para que os bandidos de plantão roubem, aprontem, suguem os recursos que ao público pertencem, e ao final, ainda saem com regalias que se concedem apenas a quem tem status de autoridade do bem, em exercício.

Deixe uma resposta