Temer pede auditoria para expor cortes em programas sociais sob Dilma

4
42

Isto aqui sim é uma medida urgente a ser tomada por Temer. Parece que a coisa já está encaminhada, como lemos a seguir:

O presidente interino, Michel Temer (PMDB), determinou que sua equipe faça uma auditoria na execução orçamentária de programas como o Bolsa Família, o Minha Casa, Minha Vida e o Pronatec para expor a queda de desembolsos na gestão Dilma Rousseff e, assim, desferir um contra-ataque às acusações feitas pelo PT de que promoverá cortes na área social.

A ordem de Temer foi exposta nesta sexta (13) por três ministros do novo governo, que deram linhas gerais das decisões anunciadas pelo peemedebista em sua primeira reunião de trabalho. Segundo eles, o presidente interino tornará “públicas” todas as informações relativas ao andamento dos programas sociais.

A ideia é que cada pasta e empresa envolvida na execução dessas ações faça um detalhamento dos repasses e do total de beneficiários.

Com isso, a equipe de Temer quer provar que, na verdade, a área social foi uma das vítimas da política econômica implementada por Dilma e do consequente ajuste nas contas do governo ainda sob a batuta da petista.

“Esses programas já foram muito cortados e vamos anunciar que foram cortados. O próprio governo Dilma reduziu a efetividade [deles]”, disse Ricardo Barros (PP-PR), novo titular da Saúde.

A determinação foi reforçada pelo ministro do Planejamento, Romero Jucá (PMDB-RR). Segundo ele, “alguns programas” sociais estão “com subfuncionamento”. “Isso também será tornado público para não responsabilizarem o novo governo pelas diminuições já feitas”.

INCHAÇO

Os ministros ainda adiantaram que, neste pente-fino, levarão em conta relatórios da CGU (Controladoria-Geral da União) que apontam um inchaço e o pagamento indevido a beneficiários do Bolsa Família que, segundo eles, na verdade, não se encaixam nos parâmetros do programa.

“A CGU tem dezenas de relatórios mostrando que em torno de 30% ou 40% [dos beneficiários] estão desenquadrados da lei que determina as faixas de renda”, disse o ministro da Saúde.

O ministro do Planejamento, por sua vez, afirmou que haverá uma tentativa de cruzar dados dos diversos sistemas que coletam informações de beneficiários de programas sociais para identificar duplicidade de pagamentos.

“A ideia é dar efetividade e justeza aos atendimentos dos programas sociais. Eles serão mantidos, ampliados e melhorados, corrigindo eventuais equívocos”, afirmou.

Ainda na tentativa de vacinar a gestão Temer das críticas a essas iniciativas, Jucá tentou modular o discurso sustentando que “não haverá corte em programas sociais que estejam funcionando”.

“Infelizmente, nos programas atuais os cadastros não se falam, não se cruzam. Vamos ter o cuidado de fazer o cruzamento e análise efetiva de quem esta recebendo e o que está recebendo. Se em dobro ou não”, finalizou o ministro.

 

Como já disse, é uma excelente iniciativa. Na era da política pós-PT, manter apenas uma gestão sem apontar a herança maldita do governo antecessor é suicídio político. Poucas heranças são tão malditas como aquela deixada por Dilma. Ela deve ter seu nome manchado na história por isso.

Fonte: Temer pede auditoria para expor cortes em programas sociais sob Dilma – 13/05/2016 – Poder – Folha de S.Paulo

Anúncios

4 COMMENTS

  1. A CGU (agora Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle) encontrou um monte de beneficiados em situação irregular, e muito mais no Ministério da Pesca, onde mais de 50% dos beneficiários da bolsa nem pescadores eram. O Pronatec é um lixo. Os professores ganham mais por aula lá do que nas universidades e institutos federais. O que acontece? Os professores correm dar aula no Pronatec e deixam as unis de lado (não raro, acumulando as duas funções). Quem é selecionado para dar aula? O pessoal da “tchurma”. Os alunos também recebem bolsa para assistir as aulas… E o conteúdo? São cursos capacitantes, para se adentrar no mercado de trabalho? Não, são cursos do tipo “cooperativismo”, “violão para adolescentes”, “caixa de supermercado”, porcarias que não servem para nada. Mas o objetivo não é nem nunca foi capacitar, e sim distribuir bolsas para professores alinhados e alunos, cujos pais – que não raro recebem outras bolsas – a cada dois anos comparecem às urnas….

  2. Cara que excelente iniciativa. O novo presidente precisa urgente mostrar a verdade para os militontos acordarem para realidade e deixarem de apoiar essa esquerda que quer uma igualdade de pobreza em nosso país. Uma faxina nesses programas de bolsa voto será maravilhoso.

  3. Tem que fazer auditoria em TUDO. Na minha opinião, se havia fraudes nas estatais, portos, aeroportos, hidrovias, rodovias… porquê não nos benefícios sociais, minha casa minha vida? Na caso do bolsa família, por exemplo, cortaram o que era roubado para não deixar rastro. No FIES, outro exemplo, as universidades triplicaram as mensalidades. A TROCO DE QUÊ?

  4. Aqui em Angra dos Reis-rj ouve uma denuncia uma funcionaria da Ação Social que ao denunciar o vice prefeito em relação a fraude no Bolsa Familia ela foi exonerada e a PF não fez nada,os videos gravados e entregue somente em mãos a PF,estranhamento vazou e a delegada veio a um jornal da cidade colocar uma nota intimidando quem falasse do assunto e eu falei por face com CGU e nada.

Deixe uma resposta