Em 2007, Mantega praticamente previu o impeachment de Dilma

1
82

Guido Mantega pode ser um desastre em gestão da economia, mas ao menos já demonstrou talentos para mediunidade. Em 2007, quando começava no Planalto, ele também se permitia algum sincericídio, como neste elogio aos tucanos:

Hoje, independentemente das ideologias que norteiam os governos, o princípio da responsabilidade fiscal foi consolidado. Foi uma grande contribuição do governo anterior, dos tucanos.

E isto não é nada!

Segundo Mantega, quem não seguisse a linha do respeito às contas públicas poderia tomar uma sapatada no traseiro:

O controle da inflação independente de grupos políticos. Se, no futuro, for eleito um presidente irresponsável, ele terá de se submeter a regras consolidadas ou será ‘impichado’. Ninguém quer mais saber de déficit público ou de inflação.

Está aí Dilma, não ouviu os conselhos de Mantega em seus mais sinceros (talvez únicos?) momentos, deu no que deu.

Fonte: Em 2007, Guido Mantega praticamente previu o impeachment de sua futura chefe, Dilma Rousseff – ÁpyusCom

Anúncios

1 COMMENT

  1. Como sabemos todos, Dilma não cometeu erro algum, ela cumpriu rigorosamente os planos do FSP e estava dando certo. Nao adiantaria qualquer conselho,por mais logico que fosse,para que ela mudasse seu comportamento. Felizmente acordamos a tempo de evitar catastrofe maior, mas os danos são grandes

Deixe uma resposta