Nova presidente do BNDES dá de 10×0 em todas as ministras de Dilma

30
205

O PT puxa cada conversa que até parece estar pedindo para apanhar. Resolveram colocar sua militância histérica para fazer fricotinho e dizer que “faltavam mulheres” no governo Temer. Só faltou eles explicarem que no governo Dilma a maioria das ministras mulheres eram colocadas em ministérios humilhantes de terceiro escalão. Para piorar, quase ninguém ali tinha qualificação para assumir qualquer tipo de ministério que merecesse ser levado a sério. A política de Dilma humilhou as mulheres.

Enquanto isso, Temer escolhe para a presidência do BNDES a executiva Maria Sílvia Bastos. Prestem atenção: é uma executiva! Ou seja, alguém que conquistou espaço no ambiente corporativo, onde teve que demonstrar valor, algo que os petistas jamais conseguiram gerar. Leia mais:

BRASÍLIA – A Presidência da República confirmou que a executiva Maria Sílvia Bastos será a nova presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em substituição a Luciano Coutinho. O anúncio ocorre após o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) sofrer críticas de que não havia nomeado mulheres para integrar o primeiro escalão de seu governo.

Maria Sílvia é doutora em economia e foi a primeira mulher a ocupar a presidência da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), entre 1999 e 2002. Também foi secretária de Fazenda do Rio de Janeiro no governo do ex-prefeito Cesar Maia (1993-1996). A executiva foi ainda pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e sócia de consultoria, além de trabalhar na Empresa Olímpica Municipal (EOM) na Prefeitura do Rio de Janeiro.

O ministro do Planejamento, Romero Jucá, elogiou a indicação de Maria Sílvia Bastos Marques para o BNDES. “É um convite para alguém competente e experiente para fazer um bom trabalho”, afirmou. “O presidente (em exercício) Michel Temer a escolheu pela sua competência”, acrescentou, ao ser questionado sobre a ausência até este momento de mulheres em cargos de alto escalão no governo Temer. (Com informações de Anne Warth e Eduardo Rodrigues)

E no site Implicante encontramos ainda mais informações:

A economista foi a primeira e única mulher a ocupar a presidência da Companhia Siderúrgica Nacional, a maior siderúrgica integrada da América Latina. Por tal fato ganhou a alcunha de “Dama de Aço”.

Foi secretária municipal de fazenda da cidade do Rio de Janeiro de 1993 a 1996 na gestão do prefeito César Maia e ficou conhecida como a “Mulher de 1 Bilhão de Dólares”, referência ao valor do caixa do município deixado após sua saída, um fato inédito.

Em quarenta anos, a única representante feminina a ocupar um cargo de diretoria no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Incluída na lista da Revista Time como única mulher entre os doze executivos mais poderosos do mundo , no primeiro ano de sua gestão dobrou o faturamento da CSN. Antes de entrar para essa empresa, havia rejeitado convite do então presidente da república, Fernando Henrique Cardoso, para conduzir a Petrobrás.

Maria Silvia Bastos é a segunda mulher a integrar o alto escalão do governo Temer, que já definiu que será uma mulher a ocupar a Secretaria de Cultura. Dilma e simpatizantes do PT haviam criticado a ausência de mulheres no novo governo.

Vale lembrar a lista das “ministras” de Dilma:

  • Kátia Abreu (Agricultura)
  • Ana Cristina Wanzeler (Cultura)
  • Tereza Campello (Desenvolvimento Social)
  • Ideli Salvati (Direitos Humanos)
  • Luiza Barros (Igualdade Racial)
  • Izabella Teixeira (Meio Ambiente)
  • Miriam Belchior (Planejamento)
  • Eleonora Menicucci (Políticas para as Mulheres)

A única que pontua medianamente aí é Kátia Abreu, que hoje está queimada até com a CNA. Ou seja, manchou o currículo. E perto da nova presidente do BNDES devia se envergonhar. E Kátia Abreu, como já disse, é a melhorzinha da lista. E quanto a Miriam Belchior? Sem qualquer tipo de experiência corporativa respeitável. Mas ela era esposa de Celso Daniel, morto em um escândalo envolvendo o PT. Enfim, é só investigar os nomes e comparar.

Me parece que a ideia de dar chilique contra o ministério de Temer pode fazer o PT dar com os burros n’água, pois tudo dá a entender que ele vai nomear mulheres de currículo e envergonhar o ministério feminino de Dilma na comparação.

Os petistas merecem mais este escracho!

Com uma mulher na presidência do BNDES, Temer fez mais pela representação feminina do que Dilma, com seus ministérios de terceiro escalão e composto de pessoas sem qualificação. Eu não tenho dó de comparar!

Fonte: Após críticas, governo Temer escolhe uma mulher para presidir o BNDES – Economia – Estadão

Anúncios

30 COMMENTS

  1. Para completar, Temer poderia nomear aquela analista demitida do Santander para o BC, a Sinara Polycarpo Figueiredo, isso seria humilhante para a Dilma!

  2. Já apareceu esquerdopata reclamando na matéria da isto é sobre essa do bndes, reclamam quando não chamam mulher e quando chamam diz isso, só pelo prazer de criticar. Olha o comentário (já que fui censurada no facebook por um mês posto aqui, rss): “É uma afronta a escolha, de última hora, pelo critério de saia e batom.”

    Falando nisso, se a esquerda tá reclamando que não tem mulher como ministra no governo Temer, como fica eles agora defender a ideologia de gênero, segundo eles mulher/homem não nasce, se torna.

    Só falta reclamarem da falta de um anão.

  3. Apresentou uma mulher nova e em idade viril como as exigências das atividades privadas onde a competência e a erudição devem incorporar dinamismo, eficiência, eficácia e efetividade encontrados em pessoas com idade máxima até os 65 anos.
    Essa revolução tem de ser repensada por todos os brasileiros para matar o reacionarismo, a falta de inovação e criação e o domínio das oligarquias de direita e esquerda na política impostos pelos que se acham donos do país. Enquanto vivermos velhos nos poderes é o mesmo que uma grande empresa desenvolver com um quadro inteiro de velhos.
    A equipe Temer possui muitas referências contraditórias a um pais homogêneo e independente e condena uma verdadeira administração se permanecer, mas de todas elas talvez o maior entrave com relação ao dinamismo e tomada de decisão está na idade.
    A plenitude do exercício competente de qualquer atividade é medida na atividade privada onde não pode ter incompetência e e deficiências os quais são visivelmente perceptíveis e sensíveis e altos executivos são limitados a 62 anos poucos chegando aos 65 anos. Empresários e produtores a partir da referida idade começa transferir ao sucessores as tomadas de decisões e dificilmente ultrapassam os 65 ou 66 anos ficando como presidentes de honra e conselheiros mas dificilmente são envolvidos em administrações ativas e decisórias.
    Pessoas a partir das referidas idades são fundamentais como conselheiras e consultivas, porém o reacionarismo psicológico não permitem dinamismo e visão global. Salvo as exceções naturais, o que não vai muito além dos dois ou três anos após os setenta anos. Antonio Ermírio de Moraes, uma das maiores referências empresariais do país chegou aos 72 anos em atividade.
    O presidente mais velho dos EUA, Ronald Reagan, em seu primeiro mandato 69 anos e um dos mais queridos presidentes dos americano e cumpriu dois mandatos, porém seu segundo mandato padeceu de deficiências, salvo melhor juízo.
    Podem apresentar evoluções superficiais e pelo jeito dos grandes grupos e corporações, mas descobrir, inventar, criar por definição científica e prática no tempo quase impossível.
    Conceito fundamental a ser observado para políticos em geral e líderes de poderes e instituições. E pensam distender a automática para 75 anos, ultrajante ao desenvolvimento do país. Começar o mandato com perspectiva até aos 65 anos e não ultrapassar.

    • Concordo, e dentro das sua afirmações podemos dizer que Lula que diz que sairá candidato nas próximas eleições, terá 72 anos velho, viciado e caquético, cercado de tipos nada confiáveis. O eleitor precisa pensar, que o Brasil precisa de novas lideranças, gente que traga soluções inovadoras para os problemas do país e não apenas idéias retrógradas de criar novos impostos, e fazer o contribuinte pagar pela incompetência, ineficiência, e inépcia do governo. Infelizmente para o PT, o Sr. Lula tratou de eliminar qualquer liderança dentro do partido que fizesse sombra à sua pessoa. Sujeito egocêntrico e controlador, que em várias oportunidades se julga o salvador da pátria, acabou condenando o Petismo a um futuro de insignificância, pois nenhum líder é eterno, por mais cultuado que seja.

  4. Como mulher, tudo o que espero são pessoas com competência, sejam homens ou mulheres. A indicação dessa economista é um tapa no ex-governo petista, onde as pessoas eram escolhidas apenas por afinidade ideológica ou puro fisiologismo. Boa sorte, Maria Silvia!

    • Concordo totalmente! Não importa se é homem ou mulher; o que realmente conta é competência e honestidade! É de pessoas decentes que o nosso grandioso País está precisando. Eu creio que o Temer não vai decepcionar os brasileiros.

  5. Copiando o chavão da Bayer, se é da FIESP é bom??? Rsrsrs

    Se bem me lembro, era uma executiva prodígio, única mulher que chegou à presidência da CSN, alavancou as operações e resultados, mas acabou saindo pela porta dos fundos e caiu no esquecimento ao errar a mão em exposições em moeda estrangeira.

    Que tenha aprendido a lição porque o mercado cambial não perdoa e que tenha sorte na empreitada, incentivando a investigação de operações duvidosas do BNDES, oferecendo a transparência que o povo tanto pediu para saber o que realmente aconteceu lá, doa a quem doer.

  6. E na lista das “Notáveis” ainda faltam os nomes de Martha Suplicí, Erenice Guerra, Benedita da Silva, Gelise Hofaman e a melhor de todas, a cereja do bolo: Rosemeire Noronha como chefe do escritório da presidência em São Paulo cujas funções devem orgulhar em muito as defensoras dos direitos das mulheres cujo cartão corporativo é mantido sigilosamente ‘ENTRE QUATRO PAREDES”.

  7. Parabéns ao atual governo é só uma mulher de aço para assumir tal desafio. Ali tem trabalho até pro detetive do fantástico cadê o dinheiro que tava aqui. Deus esteja presente em todo trabalho desta super dama brasileira

  8. Só conseguiu o cargo depois da “histeria” petista ( e não somente, da reação mulheres em geral que estão cada dia mais feministas). Então fica quietinho que não eh competição, quais mulheres eram melhores, as de antes ou a de agora, aliás querer comparar mulheres, dar notas eh algo bem chauvinista. Diploma e bons contatos tem quem pode (que bom pra ela), mas competência tem quem trabalha. Vamos ver como ela vai se sair. Espero que bem, pelo bem de todos nós.

  9. Concordo em partes com artigo, mas discordo muito no ponto; como assim a Katia Abreu é a “melhorzinha” esta entre as piores se n a pior!!! Como uma ruralista suja desse jeito assume o mnisterio do meio ambiente? Sob seu comando esta o mais alto índice de desmatamento da Amazônia, a pior (não) demarcação de terras indígenas, dentre outras merdas.

  10. parabéns para esta mulher, e que ela mostre para todas as outras como se faz, com honestidade e dignidade (mostre trabalho sério para exaltar a dignidade das mulheres).

  11. Mulher qualificada mas incompetente para o cargo, pois até hoje não fez nada que justificasse sua permanência na presidência do banco. Como vamos receber o dinheiro que foi empregado na construção do porto Mariel em Cuba? Ela nunca vai responder esta pergunta

Deixe uma resposta