MP abre inquérito para cassar direitos políticos de Waldir Maranhão

0
75

size_810_16_9_waldir-maranhao

Parece que o professor fantasma é que viu assombração agora:

O Ministério Público do Maranhão vai propor a suspensão dos direitos políticos do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), por conta do recebimento ilegal de salários como professor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

A decisão faz parte de um inquérito civil público instaurado pelo MP, para apurar irregularidades da atuação de Maranhão como “professor fantasma” da universidade. O caso foi revelado na semana passada pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

No período de fevereiro de 2014 a dezembro de 2015, Waldir Maranhão recebeu indevidamente a quantia de R$ 368 mil, o equivalente a R$ 16 mil por mês. Por lei, ele não poderia ter recebido nenhum pagamento, já que exercia cargo como parlamentar. Maranhão, no entanto, não fez qualquer comunicação sobre o assunto aos órgãos responsáveis, e continuou a receber os recursos.

Agora, os promotores investigam se mais alguém está envolvido na fraude dentro da Uema. A ação civil pública vai exigir não só o ressarcimento do valor recebido, como também a aplicação da Lei 8.429, da improbidade administrativa, que prevê as sanções jurídicas, civis e administrativas, que é a suspensão dos direitos políticos, conforme informou o promotor João Leonardo Leal.

Ele não tem nenhuma condição de ficar no cargo. E já está sendo esculachado até mesmo por um aliado fiel como Silvio Costa, que disse que “ele não merece uma vírgula mais de respeito”. Maranhão já é uma unanimidade.

#ForaMaranhão

Fonte: MP abre inquérito que pode cassar direitos políticos de Waldir Maranhão – Agência Estado – UOL Notícias

Anúncios

Deixe uma resposta