Todas as democracias das Américas dizem que não teve golpe

0
65

Mauricio-Macri_3479538b

Já podemos estabelecer um critério para definir uma democracia nas Américas: ouvir a opinião de seus líderes em relação ao discursinho barraqueiro do PT – o qual diz, em estilo mimizento, que “impeachment é golpe”, mas só se for impeachment de uma presidente petista, claro – e aplicar o crivo. Se o lider concordar com o PT é uma ditadura, mas se discordar é uma democracia. Por exemplo, tiranias como Venezuela, Cuba e Nicarágua ficaram do lado do PT. Democracias como Estados Unidos, Paraguai e Argentina mandaram o teatrinho às favas. Leia mais, a partir do Implicante:

Diplomata americano lembrou, inclusive, que os Estados Unidos já passaram por processo semelhante duas vezes.

Venezuela, Honduras e Bolívia, três nações que tiveram relações obscuras com os governos Lula/Dilma e morrem de medo do que pode vir à tona após o impeachment, tomaram a palavra na OEA para denunciar que o Brasil teria passado recentemente por um golpe de Estado. O protesto se deu após o Paraguai dizer que a queda de Dilma se deu inteiramente dentro da legalidade democrática. Mas os três bolivarianos ouviriam o que não queriam.

José Luiz Machado e Costa, embaixador brasileiro na OEA, interveio e defendeu a normalidade do processo, no que contaria com o apoio dos Estados Unidos e Argentina, que concordaram com o impeachment de Dilma. Em especial, Michael Fitzpatrick, representante da diplomacia americana: “Não acredito que há um golpe de Estado brando ou de outro tipo. O que ocorreu no Brasil foi feito seguindo o processo legal constitucional e respeitando completamente à democracia“.

Fitzpatrick ainda destacaria que dois processos semelhantes já ocorreram na história dos Estados Unidos, reduzindo ainda mais a postura patética dos bolivarianos.

O mundo sério sabe o que se passa no Brasil.

E enquanto isso, Maduro planeja fechar o Congresso de seu país. E com o apoio de todos os líderes que estão do lado do PT. Acho que há um divisor de águas aqui: a escória que se posiciona em favor de Dilma é perigosa para a democracia, além de viver de dar golpes. Não podemos confiar nessa gente quando eles se declaram “vítimas de golpes”.

Fonte: Estados Unidos, Argentina e Paraguai defendem o Brasil na OEA: NÃO houve golpe – Implicante

Anúncios

Deixe uma resposta