Dilma demonstra ódio à liberdade de imprensa e pede censura

6
142

A tirana afastada Dilma Rousseff aplicou um combo de autoritarismo, obscurantismo e desrespeito pela sociedade aberta em dois discursos que deveriam ter sido escondidos, mas foram revelados pelo blog petista Brasil247:

“A mídia aqui no Brasil tem sido muito crítica quando se trata de mim, meu governo e nossos aliados. Mas de repente ela tende a favorecer o governo interino e evitar criticá-lo – apesar da situação peculiar que tem surgido”

“Nós não queremos controlar ninguém ou influenciar a posição de ninguém. Somos contra o oligopólio da mídia, que mantém todo o poder nas mãos de poucas famílias”.

Na primeira afirmação, ela se mostra alguém querendo pautar a imprensa, mostrando o estilão de Nicolas Maduro. Como sempre acontece nesses casos, ela compara maçãs com laranças: o governo dela foi o recordista em corrupção e crimes de responsabilidade, e em um desses crimes destruiu a economia; já o governo Temer nem começou. Querer exigir o mesmo tom de críticas é sinal de madurismo. Ela se entrega tão rápido, não é mesmo?

Depois de Maduro e Kirchner, a dica é: não confie em nenhum governo socialista que transfira suas culpas à imprensa, por esta não esconder as crises e os escândalos de corrupção.

Na segunda afirmação, ela pede a censura sutil de imprensa, que se traduz na quebra das grandes empresas de mídia, para que estas fiquem mais vulneráveis aos anúncios estatais e assim sejam mais facilmente cooptáveis por um governo de tiranos psicopatas, como ela e Nicolas Maduro são.

Sempre soubemos que Dilma era uma tirana. Nada aqui nos surpreende. Apenas a clareza com a qual ela explicitou de vez que tudo que sempre quis para o Brasil era nos transformar em uma ditadura como na Venezuela.

Fonte: Dilma diz que mídia brasileira é parte do golpe | Brasil 24/7

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Esse discurso, bem claro, mostra que quando ela quer, ela consegue construir orações com pé e cabeça. Seus discursos malucos, como o da mandioca; estocar vento; cachorro atrás de uma criança; e tantos outros, ela os usa junto ao público para se fingir de louca porque os loucos são inimputáveis. Sempre afirmei isso. Também, acredito que ela não utiliza todos aqueles medicamentos tarja preta que se fala na imprensa. Isto deve ser mais um fingimento para fortalecer suas atitudes e suas falas disparatadas e evitar a hospedagem no resort do Dr. Sérgio Moro.

    • Os movimentos que ajudaram a afastar a presidente Dilma se calaram, não se manifestam em apoio ao interino Temer, que bem ou mal , representa a luta contra a forma de governar de Dilma e do PT.
      Os vermelhinho foram as ruas, brigam para retomar o seu espaço Esta na hora de nós Brasileiros irmos as ruas, se não para apoiar Temer, mas para apoiar o impitman de Dilma, fortalecer a democracia e apoiar a reforma do Estado e da política .
      Os vermelhinhos tiveram vitórias a fazer Temer recuar na decisão sobre o MinC e assim eles vão avançando, ontem promoveram um ato em BH, hoje cercaram a casa do interino Temer e ocuparam o centro do Rio, amanhã podem cercar o Planalto e nós vamos ver tudo de braços cruzados.
      A hora é de voltar as ruas, dizer não ao retrocesso lula/ dilmista. Temos que entender que a vitória não foi de Temer ou de Cunha , mas sim do povo que foi as ruas e fez o Senado votar pelo “Sim” e ai vamos recuar? entregar nossa sorte aos politicos, eles não aguentam pressão e se recuarmos os vermelhos podem voltar e nos chamar de babacas. Vamos as ruas cobra avanço na Lavajato, reforma política, que Temer tenha coragem e força e não deixar Lula voltar ou Cunha influênciar!
      A hora é essa, só conquistamos uma batalha , mas ainda existe a guerra!

      • William, concordo com você. Mas eu acho que esses comentários devem ser postos nas páginas de Facebook dos organizadores das manifestações: MBL, Revoltados on Line, Vem pra Rua,…

        Encham as páginas desses movimentos com esses comentários o tempo todo, todo o momento.

        Eu poderia fazer isso, mas eu não tenho página no Facebook.

  2. William ir as ruas nesse momento seria perigoso. Nós “verde amarelo” mostramos a nossa força pacificamente. Visto que as ruas foram tomadas por famílias, pessoas de todas as idades e todos por livre espontaneidade. sem interferência de partido político. Os que estão indo as ruas hoje está a fim de arrumar confusão. Estão sendo manobrados por sindicatos, partido politico. Fique em paz. Quando quiser mandar um recado é só escrever. Siga o MBL nós estamos sendo ouvidas. Estamos todos atentos e estudando os futuros candidatos. . . Vamos colocar quem escolhermos.

Deixe uma resposta