Presidida por Picciani, ALERJ tenta sabotar Temer bancando anúncios na BLOSTA

1
41

__________cu589cz2qr14dglvrijs6881o

O site do MBL acabou de noticiar algo assustador em termos de baixaria por parte do PMDB do Rio de Janeiro. A ALERJ (Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro), presidida por Jorge Picciani, está agindo para sabotar Temer, em favor de Dilma. Uma prova disso está em anúncios para a BLOSTA (blogosfera estatal). Como sabemos, a BLOSTA tem um único intuito: assassinar a reputação de opositores do PMDB. O alvo hoje tem um nome: Michel Temer. Enquanto isso, Temer deu o ministério dos esportes para Leonardo Picciani, filho de Jorge Picciani.

A pergunta: como Temer irá tratar este nível absurdo de sabotagem?

_01_blosta

Aliás, com o fim dos anúncios das empresas estatais na BLOSTA, outras câmaras municipais e assembléias estão anunciando por lá. No caso de Picciani, temos um nítido sabotador. Já a seguir vemos exemplos da Câmara Municipal de São Paulo e da CUT de Minas Gerais (estado governado pelo petista Fernando Pimentel):

_02_blosta

_03_blosta

A matéria do MBL diz mais:

Ainda que as propagandas do governo federal – ou mesmo de estatais como Petrobrás e Correios – não estejam mais presentes, os papagaios de pirata do petista permanecem sobrevivendo com dinheiro público. Dessa vez, porém, com recursos tomados de locais como a Câmara Municipal de SP (presidida por um petista); a CUT de Minas Gerais, estado de Pimentel (PT); e a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, administrado pelo aliado e parceiro de negócios Jorge Picciani […]

Explicando: no Brasil 247, a propaganda da Alerj se encontra em verde no canto esquerdo. No Viomundo é a barra superior azul claro e vermelho. E no Conversa Afiada, é o banner com o logo da Câmara Municipal.

O que cabe agora é no mínimo a punição por essa sabotagem. Não se coaduna com esse tipo de palhaçada. Temer tem como agir no caso de Picciani, que deveria ser obrigado a se explicar para o partido por que estão bancando uma sabotagem deliberada contra o governo Temer.

Não há muito o que Temer possa fazer quanto ao uso de verbas estatais vindos da Câmara Municipal de SP, pois ela está comandada pelo PT. O que se pode fazer neste caso é iniciar a discussão de um projeto de lei proibindo o gasto de verbas públicas com blogs. Isto precisa ser feito com urgência.

Em relação à CUT de Minas Gerais, é preciso discutir o fim do imposto sindical e a manutenção de qualquer verba estatal para organizações deste tipo, pois se eles recebem dinheiro público, não podem usá-lo para causas partidárias. Esta é outra discussão que precisa florescer.

O mais importante de tudo é sabermos o seguinte: enquanto tivermos uso de verbas estatais para direcionar conteúdo em mídia, não seremos um país verdadeiramente livre.

Anúncios

1 COMMENT

  1. A situação esta muito pior que a gente pensa, e sabemos que estes políticos jamais votariam em redução de impostos, porque a população no conceito desta gente, só serve para pagar mais e mais impostos. Enquanto não prenderem o Lula, afastar e colocar na cadeia esta Anta, limpar para valer no Brasil todo estes comissionados do PT, vai ser difícil colocar este país nos eixos. Pena que no Brasil a justiça, só deixa a desejar. Curitiba é uma andorinha só.

Deixe uma resposta