PT convoca militância a participar de manifestação no dia 10. Mas, pera…

6
50

E voltamos ao mundo tresloucado e bizarro do duplo padrão petista, manifestando-se com cada vez mais frequência:

Com a queda de dois ministros em menos de três semanas, o PT intensificou as críticas ao governo Michel Temer (PMDB) e conclamou a militância petista a aderir a uma grande manifestação contra o pemedebista no dia 10 de junho, que poderá se transformar em um dia de greve geral. Em resolução política divulgada nesta terça-feira, o partido da presidente afastada Dilma Rousseff defendeu que os comitês dos candidatos da legenda que disputarão as eleições neste ano façam campanha contra Temer em todo o país.

A Executiva do PT reuniu-se hoje em Brasília para discutir a estratégia para tentar reverter no Senado o processo de impeachment e impedir o afastamento definitivo da presidente Dilma […]

Como reação, o PT afirmou que é preciso intensificar as manifestações contra Temer, organizar eventos com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e aproveitas as eleições municipais para atacar o governo interino. “É possível e necessário que aproveitemos o processo eleitoral para mobilizar a militância e a sociedade contra o golpe. Os milhares de comitês de candidatos podem, também, transformar-se em espaços de mobilização contra o golpe.”

Tudo bem que o discurso acima, vindo do órgão governista Valor Econômico, é puro blefe do início ao fim.

Mas o que importa aqui é o fato a ser discutido: a participação do PT, com sua máquina e sua militância, em movimentos da extrema-esquerda.

Mas, ué, não era proibido que manifestantes se aliassem a partidos? Pelo menos foi isso que foi possível entender na semana passada, com as críticas vergonhosas e fascistas da mídia de extrema-esquerda, estrebuchando porque o MBL se aliou a partidos políticos em algumas manifestações.

Ou alianças com partidos só são permitidas se as manifestações forem da extrema-esquerda?

Aqui de novo eles se entregaram.

Se bem que se aliar a partidos não é problema. Em uma democracia, é quase um imperativo moral. O duro é que eles estão fazendo isso poucos dias depois de declararem que a aliança de movimentos com partidos era “imoral”.

E, na verdade, decerto manter alianças com partidos é uma necessidade. Isso se quisermos fugir da barbárie (que sempre fica à espreita, aguardando nossa negação aos partidos). Mas há um empecilho moral no caso da petezada: eles usam dinheiro público para financiar movimentos. Aí é que mora a maior aberração.

Fonte: PT convoca militância a participar de manifestação no dia 10 | Valor Econômico

Advertisements
Anúncios

6 COMMENTS

  1. Será que o termo não seria “bi-petista”? Pois eles são 100% bipolares. Seria uma nova “condição da psiquê”. O BIPETISMO. Um estado mental que é pendular.

    • Existe possibilidade real. Infelizmente, nem sempre é o senso comum que manda. Basta 2 senadores mudarem o voto que ela volta. E… já tem 2 senadores pensando em mudar de voto.

  2. Palavra de honra que quando li o artigo reproduzido aqui pensei que tinha publicado no site do PT. O Valor é mesmo uma vergonha…

    Aliás, seria interessate fazer um jogo comparando as “reportagens” da imprensa com o que aparece no site do PT. Aposto que seria bem difícil diferenciar.

Deixe uma resposta