Marcelo Odebrecht relata repasse de R$ 12 milhões a Dilma

0
78

2426_brasil_capadilma-abre

A cidadela de Dilma está virando uma terra arrasada com as bombas resultantes de delações. Agora temos essa, com a cortesia de Marcelo Odebrecht, segundo o Congresso em Foco:

O site da revista IstoÉ antecipou, na noite desta sexta-feira (3), partes da delação premiada acordada entre o executivo Marcelo Odebrecht e a Polícia Federal (PF) sobre o esquema de corrupção na Petrobras. De acordo com a publicação, Marcelo afirma que, entre o primeiro e o segundo turnos da eleição presidencial de 2014, o tesoureiro da campanha da então candidata à reeleição Dilma Rousseff, Edinho Silva, cobrou uma doação “por fora” no valor de R$ 12 milhões. Informações da revista registram que o montante foi repassado ao marqueteiro João Santana, preso pela Operação Lava Jato, e para o PMDB.

A reportagem afirma também que, em um primeiro momento, Marcelo se recusou a fazer o repasse. Entretanto, a partir da “insistência” de Edinho, o executivo disse que iria procurar Dilma. Dias depois, em encontro pessoal, o empreiteiro e a presidente afastada mantiveram a seguinte conversa:“Presidente, resolvi procurar a senhora para saber o seguinte: é mesmo para efetuar o pagamento exigido pelo Edinho?”, perguntou Odebrecht.

Ao que Dilma responde: “É para pagar”.O executivo da Odebrecht firmou acordo de delação premiada na última semana. Já durante depoimento à PF, Marcelo Odebrecht fez uma revelação que, pela primeira vez, implica pessoalmente a petista em uma operação de caixa dois na eleição de 2014, o que configura crime.  Aos procuradores da Lava Jato, o empresário afirmou que a presidente exigiu R$ 12 milhões para a campanha eleitoral durante encontro “privado” entre os dois. A IstoÉ revelou que a conversa aconteceu pouco depois do primeiro turno da disputa presidencial.

A publicação esclarece ainda que, na história narrada por Marcelo Odebrecht, o executivo atesta que a presidente afastada “não apenas sabia como atuou pessoalmente numa operação criminosa”. Aos integrantes da força-tarefa da Lava Jato, o empreiteiro esmiuçou, “com riqueza de detalhes” a ação da presidente.

Como temos dito, impeachment é pouco pra Dilma!

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Anúncios

Deixe uma resposta