Denúncias esmagam o frame petista de Dilma como “mulher honrada”

2
78

Em editorial do Globo, vemos que a narrativa petista de “Dilma como uma mulher honrada” fica tão deslocada quanto um padre na zona. Melhores momentos:

[Depois do colapso econômico], restou de patrimônio para Dilma a imagem de “mulher honrada”, como brada seu advogado no processo de impeachment, José Eduardo Cardozo. Mas este ativo também já havia sofrido arranhões.

Afinal, como a presidente do Conselho de Administração da Petrobras desde janeiro de 2003 não tomara conhecimento do bilionário esquema de superfaturamento de contratos com empreiteiras para financiar políticos de PT, PP e PMDB?A pergunta sempre pairou sobre Dilma, e agora, a partir da divulgação pelo Supremo da delação premiada do ex-diretor da estatal Nestor Cerveró, ela desaba de vez sobre a presidente afastada.Diretor da área internacional da empresa quando da compra mais que suspeita da refinaria de Pasadena, no Texas, pela estatal, Cerveró foi responsabilizado por Dilma, presidente da República, pelo mau negócio — prejuízo de US$ 792,3 milhões à estatal.

Na delação liberada pelo STF, ele é direto: Dilma tinha conhecimento de todos os detalhes da compra da refinaria. Negócio que gerou propinas, já comprovadas. […]

Cerveró admite que ela deveria saber que políticos recebiam dinheiro desviado da Petrobras. Ele não tem provas. Evidências, porém, não faltam, e há pelo menos um testemunho de que a presidente da República tentou obstruir a Justiça na Operação Lava-Jato.Segundo o senador Delcídio Amaral, a presidente tratou com ele da barganha na indicação de um ministro para o STJ, Marcelo Navarro, em troca da aceitação do pedido de habeas corpus do empreiteiro Marcelo Odebrecht.

Acrescente-se o telefonema grampeado pela Justiça em que Dilma e Lula tratam do termo de nomeação do ex-presidente para a Casa Civil, a fim de protegê-lo da Lava-Jato com o foro privilegiado do STF. Outra obstrução.

A antiga imagem de Dilma sofre, também, com a revelação, pelo GLOBO, de que dinheiro do petrolão, portanto surrupiado da estatal, financiou gastos pessoais da presidente, como o deslocamento de São Paulo para Brasília do cabeleireiro Celso Kamura para atendê-la.

E fica ainda mais degradada depois de reportagem de “Época”, em que o lobista Benedito Oliveira Neto diz que Giles Azevedo, assessor próximo de Dilma, teria pagado dívida de campanha com dinheiro da Secretaria de Comunicação.

Quer dizer, se Dilma é “mulher honrada”, então a palavra desonra deve ser retirada do dicionário. Se isto tudo não manchou a “honra” de Dilma – como dizem os petistas -, então nada mais pode manchar a honra de ninguém.

Em tempo: o ex-presidente FHC tinha a mania de dizer que Dilma “é mulher honrada”. Depois disso tudo, o discurso de FHC é por si só desonrado.

 

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Anúncios

2 COMMENTS

  1. MEU COMENTÁRIO HOJE NUM VÍDEO QUE FALA SOBRE A DITADURA NO BRASIL!
    No Brasil nós nunca tivemos uma ditadura militar e sim uma intervenção militar por solicitação do próprio povo brasileiro para que o país não se tornasse um país comunista. As Forças Armadas atenderam a solicitação do povo e derrotaram os comunistas. Aí vem a pergunta, mas como eles conseguiram chegar ao poder? Simplesmente porque eles pregaram uma falsa Democracia e com isso conseguiram enganar o povo. Se você tem dúvidas se realmente tivemos uma ditadura militar no Brasil, então compare quando Fidel Castro assumiu o poder em Cuba e quando os militares fizeram a intervenção no Brasil. Lá em Cuba morreram mais de 5 mil pessoas enquanto aqui no Brasil não morreram nem 500 pessoas. Em 1972 em plena intervenção militar eu estava servindo como soldado no quartel da Aeronáutica na ponta do Galeão e lá a cadeia estava cheia de guerrilheiros terroristas e quando passávamos pela porta da cadeia e olhávamos lá pra dentro através das grades, eles estavam muita a vontade e muitas vezes jogando bola feita de papel e tem mais, o nosso alojamento ficava praticamente ao lado da cadeia e nós nunca ouvimos um grito vindo de lá. A verdade é só uma, se os militares tivessem exterminado com esses terroristas, com certeza eles não estariam aí no poder. Dei baixa porque não era o meu sonho seguir a carreira militar, foi terminar os meus estudos, fiz faculdade me formei e nunca fui perturbado pelos os militares. Pra falar a verdade os militares só foram duros mesmo com os terroristas comunistas, eles vinham com fuzil e metralhadoras pra cima dos militares e eles não iam querer que os militares fossem com bastão de madeira pra cima deles.

  2. Concordo…se esses terroristas tivessem recebido o que mereciam, teriam sumido do mapa e não estariam hoje infernizando a vida da gente…ditadura foi no Chile…aqui meia dúzia levou uns tapas e vem fazer drama..bem que estamos precisando de uma intervenção…Brasília só tem ladrão….a começar pela presidência….

Deixe uma resposta