Fraudes fiscais de Dilma causaram crise, diz procurador Júlio Marcelo

8
116

____Julio-Marcelo-de-Oliveira-Foto-Marcelo-Camargo-Agencia-Brasil

Para início de conversa, chamar as fraudes fiscais de Dilma de “pedaladas” sempre foi uma espécie de afago. Sim, eu sei. Também cometi esse erro algumas vezes. Então a partir de agora, usemos a terminologia adequada: fraudes fiscais.

Decerto o procurador do TCU Júlio Marcelo de Oliveira também usou termos mais brandos, mas a mensagem, conforme se vê no Congresso em Foco é corretíssima ao lembrar que o crime de responsabilidade de Dilma está por trás da atual crise econômica:

O procurador do Ministério Público Júlio Marcelo de Oliveira, que presta serviço ao Tribunal de Contas da União (TCU), acredita as “maquiagens” nas contas do governo federal são uma das causas da crise econômica. Ao depor nesta quarta-feira (8) à Comissão Especial do Impeachment e em resposta ao senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), o procurador disse que a relação entre as duas coisas é direta.- O artifício que foi utilizado para a expansão do gasto fiscal implicou no aumento da dívida pública não conhecida da sociedade, porque foi maquiado pela omissão do Banco Central do Brasil. Implicou na perda de confiança dos agentes econômicos nos números e no futuro da economia e a perda do grau de investimento do Brasil pelas agências de classificação de risco – avalia o procurador.

Testemunha de acusação no processo de impeachment, Júlio Marcelo de Oliveira disse ainda que é possível afirmar que a presidente afastada Dilma Rousseff desrespeitou a Lei Orçamentária ao abrir créditos suplementares sem autorização do Congresso Nacional.- Em relação aos débitos bilionários no Banco do Brasil (no caso do Plano Safra) é obrigação da presidente ter consciência disso. Não podemos construir a teoria da irresponsabilidade da presidente em que o Tesouro fica devendo bilhões aos bancos federais, e a presidente da República se declara inconsciente do que está acontecendo na sua gestão. Ela é responsável pela gestão das finanças públicas no País – afirmou.Além dessas análises, Júlio Marcelo de Oliveira reafirmou o que já havia dito à comissão quando ouvido em maio. Para ele, os decretos orçamentários e os atrasos no repasse de equalizações de taxas de juros configuram crime de responsabilidade fiscal.

Precisamos evoluir nesse sentido: explicar mais detalhadamente – e didaticamente – para tantas pessoas quanto possível como as fraudes fiscais de Dilma não configuram apenas o mais grave crime de responsabilidade da história política do Brasil, como também aquilo que causou uma crise devastadora, levando de cambulhada os sonhos de milhares de famílias brasileiras.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Anúncios

8 COMMENTS

  1. O circo que esta armado nesta comissão do impeachment patrocinado pelos senadores vagabundos petistas, e mais a autorização de 40 testemunhas, autorizadas pelo presidente do Supremo, não passa de uma armação, para que o prazo de tempo se esgote, para que aquela imbecil afastada, possa voltar à presidência, que vai fatalmente provocar uma guerra civil no Brasil, este é o cenário que eu vejo claramente hoje.

  2. Ora, afastar a responsabilidade de dillma de toda essa bandalheira é parecido com a tese, de antanho, descrita, no direito, como “the king can do no wrong”….O julio marcelo poderia ter completado com isso, pois juridicamente vigorava no absolutismo.

  3. “Também cometi esse erro algumas vezes. Então a partir de agora, usemos a terminologia adequada: fraudes fiscais.”

    É por aí. Mudei o politicamente correto para politicamente hipócrita. Afinal, soa mal combater o que é “correto” e pedalar faz bem a saúde.

  4. Só toma cuidado, esse “congresso em foco” pois o site em textos/reportagens que se querem “informativas” (eu desconheço os termos técnicos do jornalismo) acabarem por trazer INSIDIOSAMENTE as opiniões políticas esquerdopatas, isto é, mentem e distorcem questões fáticas. Se fosse nas colunas de opinião, tudo bem, mas há militância esquerdista nas reportagens.

  5. E os petistas e esquerdistas simpatizantes (SIC) continuam falando em golpe… aqui em foz do iguaçu, a UJS fez uma sujeita na cidade sem precedents, vou ver se faço umas fotos e mando para o ceticismo politico…

    Att

Deixe uma resposta