Junto com queda de Cunha, cai mentira do PT sobre impeachment

0
28

_________________________________________537617-970x600-1

Por longos meses os petistas propagaram a falsa narrativa de que “o impeachment é do Cunha”, quando na verdade ele foi forçado pelos movimentos democráticos a dar sequência no processo. Depois disseram que “o impeachment é para salvar o Cunha”. Essa mentira hoje perdeu o sentido após a derrota de Cunha no Conselho de Ética, nesta terça-feira, como diz o UOL:

O Conselho de Ética da Câmara aprovou nesta terça-feira (14), por 11 votos a nove a cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), num processo que tramita desde outubro na Câmara e é o mais longo da história da comissão de ética. A cassação do deputado foi pedida no último dia 1º pelo relator Marcos Rogério (DEM-RO). Os votos decisivos vieram por parte da Tia Eron (PRB-BA), que ainda não havia tornado público seu posicionamento, e Wladimir Costa (SD-PA), que mudou o voto. Durante a votação, que foi feita com cada deputado anunciando o voto, alguns parlamentares ergueram cartazes pedindo “Fora, Cunha”, e dizendo tratar-se de uma “vitória da pressão popular”.

O pedido de cassação agora precisa ser aprovado em plenário pelo voto de ao menos 257 dos 513 deputados. Antes, a defesa de Cunha pode recorrer à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara sobre eventuais falhas na tramitação do caso. Apenas depois do recurso à CCJ é que o conjunto dos deputados decide sobre a perda do mandato.

Enquanto isso, os manifestantes democracia dizem: “Mexeu com o Cunha? Eu nem ligo”. Os petistas sabem que estavam mentindo o tempo todo enquanto lutaram para defender aqueles de seu partido que cometeram crimes de responsabilidade e crimes comuns. Cunha se vai. E com ele se vai mais um argumento picareta petista.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta