PF deveria olhar no site de Dilma, diz líder do DEM

3
35

pauderney-avelino-capa

Essa vaquinha de Dilma não está cheirando bem. Conforme o Radar on-line, o líder do DEM quer investigar a origem do fedor:

Para o líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino, a possibilidade de se fazer doações via boleto bancário na ‘vaquinha virtual’ que está sendo feita por Dilma Rousseff é algo que deveria ser observado de perto pela Polícia Federal e pelo Ministério Público.

Pelo sistema, basta se colocar um número qualquer de CPF ou CNPJ (há vários na internet) para que um boleto seja gerado.

Num caso como esse, o boleto pode ser pago sem que se saiba efetivamente quem está doando e de que cofre veio o dinheiro.

Isso realmente está muito, mas muito esquisito.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Advertisements
Anúncios

3 COMMENTS

  1. Validador de CPF é algo ensinado em qualquer faculdade, cheio de códigos na internet. Só valida o algoritmo gerador.

    Nem sempre um site vai consulta na base da Receita Federal para ver se o CPF está ativo e bate com a pessoa informada.

    Isso dá para descobrir no código-fonte do próprio site. Porém… nada impede que uma pessoa jurídica amiga do governo use o nome e CPF de cada funcionário seu para fazer doações.

    Claro que isso dá crime de falsidade ideológica, mas é mais difícil de rastrear.

Deixe uma resposta