Seguranças de escola passaram a perseguir camelôs na gestão Haddad

2
51

frases_fernando_haddad

Preocupação com o povo? Nada disso. Estamos falando da gestão Haddad. Leia matéria do ILISP:

A gestão Fernando Haddad (PT) esvaziou o programa de segurança escolar feita por guardas-civis metropolitanos (GCMs). Desde 2013, primeiro ano de Haddad à frente da Prefeitura, guardas que monitoravam o entorno de escolas municipais de ensino fundamental, pré-escolas e creches têm sido deslocados para outras atribuições. Neste período, foram criadas três inspetorias da guarda florestal com 700 guardas-civis, 250 guardas foram deslocados para o programa De Braços Abertos, na Cracolândia, e 800 estão perseguindo camelôs. Além disso, 80 guardas atuam com radares-pistola nas Marginais Pinheiros e Tietê para multar motos.

O governo municipal admite que houve diminuição do programa escolar. Para minimizar a falta de segurança, a Prefeitura tem oferecido aos guardas que fiquem em postos fixos nas escolas consideradas mais “problemáticas” nos dias de folga, o chamado “bico oficial”. Além disso, 553 escolas têm segurança privada, que cuida da preservação dos bens materiais, ao custo médio de R$ 15 mil por unidade, prioritariamente no período noturno.

Não há nada, absolutamente nada que Haddad possa dizer para se desculpar convincentemente desse absurdo. Deplorável.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. O paulista realmente tem sangue de barata, este prefeito faz de gato e sapato toda uma população, que não se da nem ao trabalho de soltar um Ohhhhhh

Deixe uma resposta