Retórica de Obama mata cinco policiais em Dallas

8
174

O presidente norte-americano Barack Obama anda declarando por aí estar “chocado e indignado” com o assassinato de cinco policiais. Mas na verdade, ele é um dos principais responsáveis por essa situação. Obama e seus sicários, incluindo aqueles do movimento extremista Black Lives Matter, sempre vivem à espreita de algum evento aleatório do mundo para simulá-lo como “guerra de brancos contra negros”.

Foi assim que esses sujeitos instrumentalizaram as mortes de dois jovens negros em ações da polícia. Para disparar a retórica divisionista, Obama disse, em Varsóvia, que a violência policial contra negros deveria preocupar todos os americanos. Com isso, transformou um caso de violência policial em uma falsa guerra de classes (dado que tanto brancos como negros são vítimas de excessos policiais). Uma análise se preocuparia com todos os casos de violência policial, e não apenas com a indignação seletiva. Mas o prêmio de Obama veio com a morte de cinco policiais durante protestos causados pelos seus aliados, conforme narra o Ucho.Info:

Cinco policiais foram mortos e seis ficaram feridos em Dallas nesta sexta-feira (8) durante uma manifestação contra violência policial nos Estados Unidos. Segundo a polícia de Dallas, dois franco-atiradores dispararam contra o batalhão que acompanhava o protesto “a partir de uma posição elevada”, escreveu o órgão no Twitter.

Um dos atiradores foi encontrado morto, após passar mais de uma hora entrincheirado num estacionamento. Não se sabe se ele foi alvejado pela polícia ou se se matou. Um dos policiais feridos morreu no hospital. “Tem sido uma noite devastadora. Estamos tristes por informar que um quinto policial morreu”, disse a polícia na rede social.

Três pessoas foram detidas, uma mulher que se escondia num estacionamento e dois homens que tentavam fugir num carro interceptado pela polícia. Com eles, foi encontrada uma mala, que é analisada por um departamento antibombas.

O chefe da polícia de Dallas, David Brown, disse que eles tiveram a intenção de “ferir ou matar o máximo número de policiais” e prepararam uma emboscada, atirando contra os agentes pelas costas. Segundo Brown, os suspeitos não estão cooperando com as autoridades. A polícia ainda não sabe se há outros envolvidos.

Cerca de cem agentes foram enviados ao centro de Dallas. A manifestação foi organizada contra a morte de dois negros por policiais brancos nesta semana nos EUA.

Não há qualquer indícios de que os dois jovens mortos em ação policial o foram por questão racial. Mas a esquerda norte-americana simulou que essa havia sido a razão. Cientes de que mentiam, emulavam um discurso propagador de ódio e divisionismo. Quanto ao assassinato dos cinco policiais, todavia, sabemos que foram praticados por uma pessoa durante um momento de falsa comoção popular (essa mesma incitada pelos sicários de Obama) por questões raciais. O assassino estava disposto a matar “policiais brancos”. Não estaria tão disposto assim se não tivessem inserido uma ideia divisionista em sua mente.

A responsabilidade é bem clara: Barack Obama emitiu intencionalmente um discurso divisionista. As mortes de cinco policiais são apenas consequências previstas desse tipo de retórica. Para nos livrarmos dessas consequências deveríamos rejeitar todas as ações de truculência policial, independentemente da vítima ser negra ou branca.

É hora de adquirirmos a consciência do óbvio: chega de tolerarmos passivamente pessoas que dependem de estimulo ao ódio e violência para adquirirem capital político. Esses monstros morais devem ser desconstruídos, desmascarados e expostos em sua imoralidade. Não se deve agredir essas pessoas. Devemos desmascará-las.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Acho que isso era o que faltava para se deflagrar uma guerra racial entre extremistas.

    É muito possível que haja uma retaliação de brancos doidos, como esses racialistas negros, contra inocentes.

    A esquerda é criminosa!

  2. Obama eh igual Maria do Rosario que defende estuprador e depois vai em rede social se dizer “contra” a “cultura do estupro”. Dois esquerdopatas imundos!

  3. Luciano, você acompanha a Fox News pela tv a cabo? Eles bateram muito forte na esquerda do partido democrata sobre este assunto ontem a noite (08/07), inclusive responsabilizando o Obama.
    Eles possuem alguns âncoras e comentaristas fantásticos como a juíza Jeanine Pirro, Bill O’Reilly, Megyn Kelly.
    Quem pode vale a pena acompanhar, eles trazem frequentemente pessoas de esquerda para debates que são umas verdadeiras batalhas.
    Onde vemos debates deste tipo assim no Brasil?

  4. A esquerda está próxima do seu objetivo no nicho racial: criar uma guerra de brancos contra negros onde um governo federal de esquerda, ultra-intervencionista, estará preparado para colocar todas as imbecilidades teóricas racistas de intelectuais imbecis em prática. God Bless America- nunca foi tão necessário quanto agora… Obama é um agente da destruição, sempre foi um, é um bom presidente somente para aqueles que não enxergam as loucuras ideológicas desse monstrengo democrata.

Deixe uma resposta